Aja ou haja – Significado e Exemplos

As duas formas verbais “aja e haja” existem na língua portuguesa, portando, estão corretas.

Essas duas palavras geram muitas dúvidas nas pessoas – de fato, é confuso. No entanto, depois que você entender algumas regrinhas básicas, jamais trocará as palavras novamente, pois elas têm um significado muito diferente uma da outra.

Confira tudo, só aqui no Gestão Educacional!

Aja ou haja

Significado de “aja”

Aja é o tempo verbal do verbo “agir”, é sinônimo de “atuar”, “fazer alguma coisa”. A palavra é conjugada na primeira e na terceira pessoa do singular no presente do subjuntivo ou na terceira pessoa do imperativo.

Geralmente, a dúvida surge porque a origem da palavra “agir ” é com ” g” e sua conjugação , em alguns casos, é escrita com “j”. Entretanto, somente no  presente do indicativo, presente do subjuntivo e imperativo é que o “j” é usado para manter a sonoridade.

Veja:

  • Presente do indicativo Eu ajo;
  • Presente do subjuntivo – que eu aja, que tua ajas, que ele aja, que nós ajamos, que vós ajais e que eles ajam;
  • Imperativo – Aja ele, ajamos nós, ajam eles.

Nas demais formas conjugadas, é usado o “g”. Exemplo: Eu agia, eu agi, eu agirei, se eu agisse, quando eu agir.

Exemplos com “Aja”

  • Que ele aja em silêncio para não acordar os demais;
  • Não acredite que eu aja contra minha família;
  • Você precisa ter atitude, aja agora ou será tarde demais;
  • Aja com coragem para conseguir chegar lá.

Significado de “haja”

“Haja” é uma forma conjugada do verbo “haver”. É sinônimo de “acontecer”, “fazer”, “decorrer”, “estar presente”.

Mais precisamente, o haja é a conjugação do verbo haver na primeira e na terceira pessoa do singular do presente do subjuntivo e na terceira pessoa do singular do imperativo, ficando assim:

  • Presente do subjuntivo – que eu haja, que tu hajas, que ele haja, que nós hajamos, que vós hajais, que eles hajam;
  • Singular do imperativo – tu há, ele haja, nós hajamos, vós havei, eles hajam.

Exemplos com ” Haja”

  • Haja paciência para esperar tanto;
  • É preciso que haja mais esforço para fazer a lição de casa;
  • Que haja chuva amanhã para refrescar.

Rafaela Mustefaga

Rafaela Mustefaga

Graduada em Letras Português/Inglês, pela PUCPR, é revisora e editora de textos informativos, apaixonada por línguas e literatura e professora nas horas vagas.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply