Dia do trabalho – Quando é? É feriado? História da data

Primeiro de maio é conhecido internacionalmente como o Dia do Trabalho ou Dia do Trabalhador, sendo feriado em diversos países, inclusive no Brasil. Trata-se de uma data especial na qual os direitos trabalhistas começaram a ser delineados.

Sabe pouco sobre o Dia do Trabalhador? Confira, a seguir, mais sobre essa importante data, entenda suas origens e como se deu sua adoção do feriado no Brasil.

dia do trabalho é feriado

História e origem do Dia do Trabalhador

O Dia do Trabalhador comemora direitos trabalhistas conquistados por diversas nações. Nessa data, são realizados eventos, geralmente sindicalistas, que relembram a luta de várias classes para atingir condições de trabalho mais justas.

Curiosamente, o primeiro de maio é considerado oficialmente o Dia do Trabalhador, por conta de dois eventos históricos que ocorrem nessa data, em países diferentes. O primeiro deles foi em Chicago (Estados Unidos), industrializada do final do século XIX. Nessa época, os trabalhadores eram colocados em situações degradantes nas fábricas, com jornadas de trabalho acima de 12 horas por dia, salários baixíssimos e condições insalubres e inseguras, comprometendo a saúde de todos.

Cansados desse cenário imutável, os trabalhadores mobilizaram um protesto em primeiro de maio de 1886, com reivindicações de melhoria das condições de trabalho a que eram submetidos. Entre as principais demandas estava a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias.

Nos dias que seguiram, os trabalhadores de Chicago continuaram realizando protestos, e em 4 de maio do mesmo ano ocorreu um evento histórico importante, a Revolta de Haymarket. Essa trata-se de um conflito que começou depois da explosão de uma bomba na Haymarket Square, praça em que ocorria um protesto realizado pela classe trabalhadora.

Até hoje não se sabe a origem da bomba, somente que sua explosão causou a morte de manifestantes e trabalhadores. Em reação, a polícia local abriu fogo contra os trabalhadores e vários foram mortos. A partir de então, o movimento começou a ser perseguido e reprimido, tanto que líderes foram presos e mortos, ainda que sem prova de culpa pela explosão na Haymarket Square.

O primeiro de maio, início dos protestos, só voltou a ser lembrado em 1889, quando a organização sindical francesa, Segunda Internacional, instituiu a data como um dia de homenagem aos trabalhadores mortos em Chicago e para que os franceses pudessem fazer suas reivindicações trabalhistas.

Anos depois, em 1919, também na França, ocorreu o segundo evento histórico que culminou na consagração do primeiro de maio como Dia dos Trabalhadores: o país reconheceu a data como tal e legalizou a redução da jornada de trabalho para 8 horas.

A partir de então, diversos países europeus começaram a transformar a data em feriado nacional e rever a questão da jornada de trabalho, reduzindo-a, como solicitado pelas classes.

dia do trabalhador história

Dia do Trabalhador no Brasil

No Brasil, o primeiro de maio demorou para tornar-se oficialmente o Dia dos Trabalhadores. Os primeiros movimentos de protesto ocorrem em 1891, geralmente em grandes cidades, com trabalhadores realizando discursos e apresentações para exaltar a classe.

Em 1917, ocorreu a Greve Geral, que passou a ser uma prática comum no primeiro de maio. Nessa época, ainda não era feriado oficialmente no Brasil, ocorrendo somente em 1924, no governo de Artur da Silva Bernardes.

No decreto criado pelo então presidente, o primeiro de maio passou a ser uma data de homenagem aos mártires do trabalho e também de confraternização entre as classes operárias. Mas, entre as décadas de 1930 e 1940, o presidente Getúlio Vargas adotou o primeiro de maio como uma data oficial de divulgação de benefícios e leis trabalhistas criados pelo seu governo.

A ideia de Vargas era evitar protestos e manifestações políticas contra o seu governo, tornando a data mais comemorativa do que de reivindicações por melhorias. Nessa época, mais especificamente em 1940, foram instituídas benfeitorias, como o salário mínimo. Em 1941, a Justiça do Trabalho foi criada para assegurar os direitos dos trabalhadores.

Hoje, o Dia do Trabalhador ou do Trabalho tem caráter comemorativo, de reivindicações e promessas de melhoria, que são realizadas em festas sindicalistas feitas em todo o país.

Importância do Dia do Trabalhador

Foi a partir de movimentos e protestos organizados em primeiro de maio que a classe trabalhadora passou a ter voz ativa e pode reivindicar e conseguir direitos e melhorias das condições de trabalho. Daí a importância da data: sem ela e seus eventos, os benefícios e direitos trabalhistas assegurados por lei não existiriam ou poderiam ter levado muito mais tempo para serem conquistados.

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e pós-graduanda em Negócios Digitais. Tem mais de 600 artigos publicados em sites dos mais variados nichos e quatro anos de experiência em marketing digital. Em seus trabalhos, busca usar da informação consciente como um instrumento de impacto positivo na sociedade.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content