Pré-história – O que é? Divisão cronológica, Idade da Pedra e Idade dos Metais

A Pré-história é o período histórico compreendido entre o momento na qual os hominídeos começaram a fazer uso de ferramentas de pedra (aproximadamente 2,5 milhões de anos atrás) e a escrita surge (por volta de 3.500 a.C). Uma vez que não há registros escritos, o estudo da pré-história depende do trabalho de arqueólogos, paleontólogos, antropólogos e da genética.

É importante salientar que a escrita não surgiu ao mesmo tempo em todo lugar. Ao contrário, o surgimento da escrita foi um processo complexo, que se desenvolveu paulatinamente em vários locais diferentes. Acredita-se que as formas de escrita mais antigas são a cuneiforme, desenvolvida pelas civilizações da Mesopotâmia, e os hieróglifos egípcios. Ambas surgiram por volta de 3.500 a.C., por isso o uso dessa data como referência.

Divisão cronológica

Como forma de facilitar seu estudo e poder acompanhar com mais detalhes o desenvolvimento da espécie humana, o período costuma ser dividido em duas idades: a Idade da Pedra, na qual os grupos humanos faziam uso de ferramentas de pedra, e a Idade dos Metais, com o descobrimento e o aprimoramento das técnicas de fabricação e uso desses materiais.

Idade da Pedra

Paleolítico

O Paleolítico (do grego “pedra antiga”), também chamado Idade da Pedra Lascada, é o período da pré-história que começou há cerca de 2,5 milhões de anos, estendendo-se até, aproximadamente, 10.000 mil a.C. O termo foi cunhado pelo político e historiador John Lubbock.

Esse período é marcado pelo uso, por parte dos grupos humanos, de artefatos rudimentares feitos com pedra lascada, madeira ou osso, e pelo domínio do fogo. Ao longo do tempo, as técnicas na produção foram gradualmente sendo aperfeiçoadas. Neste período, os grupos humanos eram essencialmente nômades caçadores-coletores, tendo que se deslocar de forma constante em busca de alimentos e abrigo.

Devido ao clima mais ameno, e por questões de segurança, os homens viviam em cavernas. Ao mesmo tempo, o final do paleolítico apresenta os primeiros indícios de práticas religiosas e representações artísticas, deixando grandes exemplos da chamada arte rupestre em várias cavernas espalhadas pela Europa.

Mesolítico

O Mesolítico (do grego, “pedra média”), que vai de aproximadamente 13.000 a.C. até 9.000 a.C., é um termo usado para denominar o período que serve de transição entre o Paleolítico e o Neolítico.

O período mesolítico só existiu em algumas regiões, pois a evolução histórica se deu de forma diferente em determinadas regiões do mundo. A principal mudança do Paleolítico para o Mesolítico foi o surgimento, em determinadas áreas, de grupos que começam a viver de forma sedentária, com o surgimento das primeiras aldeias. Foi durante o Mesolítico que o último período glacial terminou.

Neolítico

O Neolítico (do grego, “pedra nova”), também conhecido como Período da Pedra Polida, é o momento histórico que vai de aproximadamente 10.000 mil a.C. até aproximadamente 3.500 a.C., com o surgimento da escrita e início da chamada Idade dos Metais.

Esse período é marcado pelo avanço nas técnicas para a criação de ferramentas, com peças mais eficientes. Surgem também as técnicas de cerâmica e tecelagem, a descoberta da roda e a criação e domesticação de animais.

Mas, o fato mais significativo desse período é o surgimento da agricultura. Acredita-se que as primeiras técnicas de cultivo tenham sido postas em prática na região conhecida como Crescente Fértil, no Oriente Médio. Isso possibilitou o surgimento dos primeiros assentamentos, que posteriormente se tornaram cidades. A agricultura e a criação de animais obrigaram o homem a se estabilizar em um determinado local que oferecesse o necessário para sua subsistência, deixando de lado a vida nômade.

Com a vida sedentária resultante, surgem as primeiras diferenciações sociais. A liderança dos grupos ficava com os mais velhos; os homens mais jovens cuidavam dos rebanhos, da caça e da segurança do grupo; e as mulheres cuidando dos afazeres domésticos, dos filhos e do cultivo.

Idade dos Metais

Com o fim do Neolítico começa a Idade dos Metais, na qual a humanidade descobre e desenvolve técnicas para trabalhar com os metais. Esse período se divide em Idade do Cobre, Idade do Bronze e Idade do Ferro. Muitos historiadores consideram que boa parte da Idade dos Metais ainda faça parte da Pré-história, dado que a escrita ainda não havia se desenvolvido em muitos locais. Dessa forma, embora a divisão de períodos nos permita, cronologicamente, ter um conhecimento dos processos históricos como um todo, o ideal é sempre estudar a história de cada civilização de maneira específica, compreendendo assim todo o desenvolvimento daquela comunidade ao longo do tempo.

Referências utilizadas neste conteúdo: http://www.bradshawfoundation.com/stanley_ambrose.php Blainey, Geoffrey. Uma Breve História do Mundo. Editora Fundamento. 2015.
Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Deixe seu comentário