Separação de misturas – O que é? Função, Tipos e Exercícios

As misturas consistem na junção de duas ou mais substâncias diferentes, que podem aproveitar-se de processos de separação de mistura. Basicamente, são métodos físicos empregados para separar a matéria.

Para facilitar a compreensão destes processos, é preciso conhecer as características das misturas, dos materiais que as compõem e quais os instrumentos disponíveis para a separação.

A seguir no Gestão Educacional, saiba tudo sobre o assunto!

Separação de misturas2

O que é a separação de misturas?

O emprego de separação de misturas pode ser feito tanto em meios homogêneos quanto em heterogêneos, que são:

  • Misturas homogêneas: apresentam uniformidade, e não é possível distinguir quais materiais a formam. Ex: água e sal;
  • Misturas heterogêneas: não possuem uniformidade a olho nu. Ex: água e areia.

Vale ressaltar que, nestes casos, é possível o emprego das separações físicas. Diferentemente, as substâncias puras não podem passar por tais processos, pois possuem constância de temperatura e pressão, e necessitam da separação química (ex: gás carbônico, formado por carbono e oxigênio).

Função da separação de misturas

Como as misturas são formadas por duas ou mais substâncias distintas, o objetivo dos processos de separação é selecionar uma das matérias envolvidas.

Vale lembrar que uma única mistura pode passar por mais de um processo de transformação. Como exemplo, podemos mencionar o tratamento da água, que passa por filtração e decantação.

Misturas heterogêneas

Considerando que este tipo de mistura é composto por duas fases, podem empregar-se às seguintes técnicas:

1) Separação magnética

Quando um dos compostos da mistura contém propriedades magnéticas, podem-se utilizar imãs para a separação. Na indústria, essa técnica é muito utilizada para separar o ferro de outros materiais.

2) Peneiração

Quando a mistura heterogênea é formada por um sólido com dimensão suficiente para ficar retido em peneira, essa é uma boa opção. Um exemplo prático é seu uso na culinária, para a separação das sementes da fruta quando é feito um suco.

Separação de misturas

3) Decantação

Quando se tem um sólido e um líquido formando a mistura, a força da gravidade pode ser uma boa aliada no processo. Basta deixar a mistura em “descanso”, e o sólido tende a se depositar no fundo. Por exemplo, a água e a areia podem ser separadas dessa maneira.

4) Centrifugação

Segue o mesmo princípio da decantação, porém depende de uma máquina para acelerar o processo. Imagine a centrífuga utilizada para a secagem de roupas, pois o funcionamento é o mesmo.

Para facilitar o entendimento, exemplifica-se a centrifugação com os processos de separação dos componentes do sangue, empregados em laboratórios de análises clínicas. Tal processo é necessário para separar o plasma dos componentes figurados do sangue e, assim, tornar possível a análise microscópica.

5) Floculação

É uma das técnicas empregadas no tratamento da água, tendo como objetivo remover partículas em suspensão. Para isso, adicionam-se substâncias coagulantes, que formam “flocos” flutuantes do material que se deseja retirar.

6) Catação

É o método mais simples para a separação de misturas heterogêneas sólidas, realizado pela técnica manual de separação. Um exemplo muito comum é a separação do feijão para o cozimento.

Misturas homogêneas

A seguir, conheça os principais métodos de separação das misturas que não têm diferenciação de fases, vistas a olho nu!

1) Evaporação

É um processo “natural”, que depende da evaporação do líquido para tornar possível a extração do sólido. Como exemplo, tem-se a evaporação da água na extração do sal marinho.

2) Destilação simples

Quando se tem um sólido misturado a um líquido, o aquecimento pode ser utilizado na separação. A lógica é a mesma da evaporação, mas pode-se dizer que tal processo é “induzido”. Novamente, a água e o sal podem ser separados dessa forma.

3) Destilação fracionada

Quando a mistura homogênea é composta por dois líquidos, pode-se utilizar a destilação fracionada, a partir do conhecimento dos diferentes pontos de ebulição das substâncias.

Como exemplos, é possível mencionar a extração do petróleo, em que cada temperatura representa um material diferente. Por exemplo, a gasolina é extraída a uma temperatura distinta do asfalto.

Exercícios Resolvidos

Agora que você já tem conhecimento sobre tipos de misturas, métodos empregados para a separação e principais exemplos, que tal resolver o exercício proposto?

1) ENEM 2013 – Entre as substâncias usadas para o tratamento de água está o sulfato de alumínio que, em meio alcalino, forma partículas em suspensão na água, às quais as impurezas presentes no meio se aderem. O método de separação comumente usado para retirar o sulfato de alumínio com as impurezas aderidas é a:

  1. a) flotação.
  2. b) levigação.
  3. c) ventilação.
  4. d) peneiração.
  5. e) centrifugação.

RESPOSTA: lembra-se da flotação, que foi explicada anteriormente? Alternativa correta é a “A”.


Nicole Alessi

Nicole Alessi

Sou Nicole Alessi, tenho 20 anos, estou cursando o 4º ano de medicina nas Faculdades Pequeno Príncipe e sou apaixonada pelo que faço! Nas horas vagas, gosto de transformar em palavras todo o conhecimento que adquiro na graduaç...

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply