Aculturação – O que é? Como surgiu, Como funciona e Tipos

A cultura é um fenômeno que caracteriza determinada sociedade devido a costumes, conhecimentos, leis, crenças, moral, comportamento, artes, símbolos, além dos hábitos e práticas sociais desenvolvidas por determinado grupo social ao longo de tempos, e que são transmitidos de geração a geração, a partir da vivência organizada de uma sociedade.

Sendo assim, cada localidade tem a sua própria cultura, que está muito ligada à sua história de vida e às interações sociais entre seus membros, além da relação com outros indivíduos de setores e culturas distintas. É a partir dessa interação entre culturas que a aculturação surge.

Aculturação

O que é aculturação?

A aculturação ocorre a partir do contato entre duas ou mais matrizes culturais distintas, sendo que esse processo de interação acaba por provocar modificações e gerar como resultado uma nova cultura. Sendo assim, a cultura recém surgida vai carregar elementos das outras duas culturas.

Tal processo pode ser visto como uma forma de transformação cultural, que acontece por meio de fatores externos. Isto é, acontece pelos contatos entre padrões culturais distintos, em oposição ao processo padrão e permanente, que se desenvolve dentro de cada cultura no decorrer da história.

Ou seja, uma cultura pode se modificar a partir de interações internas. Isso não é aculturação, que está fundamentada na relação entre diferentes culturas a gerar algo diferente.

Como surgiu no Brasil?

Um caso muito claro de aculturação no Brasil é o que aconteceu na formação da nossa própria sociedade. A união do homem branco português com os negros escravos da África e também com o povo indígena que já vivia no Brasil formou uma cultura totalmente nova, que carrega um pouco de cada uma das suas origens, mas acabou desenvolvendo algo totalmente próprio e característico.

Outro exemplo bastante significativo de aculturação no país foi a partir do fim do século XIX e início do século XX, com a vinda de imigrantes de diversas partes do mundo, que desembarcaram no Porto de Santos para trabalhar nas lavouras e fábricas, inicialmente de São Paulo, e depois de várias outras partes do Brasil.

Eram alemães, italianos, japoneses, poloneses, árabes e muitos outros povos que depositaram suas esperanças na fértil terra brasileira para iniciar uma nova vida, fugindo da escassez de alimentos, da pobreza e das guerras. A influência dessas culturas, por exemplo, na culinária brasileira, é um elemento bastante evidente de aculturação.

A massa, tão comum aos domingos de muitos brasileiros, é tradição italiana, adaptada e modificada em vários lares. A feijoada reúne ideias dos escravos para os restos que recebiam, mais outros alimentos e complementos que acabaram ganhando até mesmo a Casa Grande desde a época da escravidão.

No Espírito Santo, a moqueca de peixe tem toques mais portugueses (na forma de preparar o alimento) e indígenas (graças ao colorau, que dá mais cor ao prato); enquanto que, na Bahia, ganhou um sabor mais forte com o incremento da pimenta e de outros apetrechos por parte dos africanos.

Aculturação

Como funciona a aculturação?

Vale destacar que a aculturação pode acontecer em todas as suas formas de representação, ainda que o âmbito da cultura seja o mais recorrente produtor de transformações. No livro Processo culturais: endoculturação e aculturação, as autoras apontam que isso ocorre com o simples fato de aceitar com facilidade um computador de última geração, ou um novo modelo de celular, ou a máquina de perfurar poços, entre outros itens.

Porém, não é tão simples, por exemplo, mudar o gosto por determinados alimentos e pratos, trocar a religião, transformar valores ou derrubar mitos e tabus. Acredita-se que tal processo ocorra dessa forma, pois, na cultura material, é mais fácil perceber as benesses ou os prejuízos de determinada inovação, do que quando algo que pode mudar seus hábitos surge no caminho.

Tipos de aculturação

A aculturação pode acontecer em três casos:

Livre

De maneira espontânea, pacífica, ou seja, quando não há confronto ou choque entre as culturas. Um exemplo muito comum é o sincretismo religioso que ocorre no Brasil, no qual há uma fusão de ritos e crenças de religiões europeias, africanas e indígenas.

Forçada

Quando não há opção de escolha pela sociedade que está tendo a sua cultura subjugada. Assim, a aculturação ocorre por coerção. O batismo cristão dos jesuítas sobre os índios brasileiros pode ser enquadrado dessa forma, já que a cultura católica foi imposta pelos portugueses aos nativos.

Planejada

Neste caso, a aculturação é pensada e organizada para modificar a própria cultura ou mesmo outra cultura. Por exemplo, as políticas públicas que buscam transformar o modo de vida dos indivíduos. Caso haja uma epidemia de dengue, por exemplo, podem ser planejadas medidas que modifiquem os hábitos do dia a dia das pessoas, como ter mais atenção para não deixar acumular água em vasos, garrafas e outros locais, a fim de não proliferar o mosquito transmissor da doença.


Rodrigo Herrero Lopes

Rodrigo Herrero Lopes

Jornalista com 15 anos de experiência, é mestre em América Latina pela Universidade de São Paulo (USP) na linha de pesquisa Práticas Políticas e Relações Internacionais.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply