Educação e desenvolvimento humano – Importância e Medidas

A busca pelo conhecimento está na base de qualquer evolução humana, não é mesmo? A educação é sempre apontada, por especialistas e sociedade civil, como a melhor resposta para a resolução dos problemas da sociedade.

E, de fato, a educação proporciona uma melhor formação para os cidadãos, mais conscientes de seu papel social, mas também potencializa o desenvolvimento da sociedade como um todo. Por meio do acesso à informação e de seu estudo é que se tem alcançado progressos, inovações e melhorias para a humanidade.

Diante desse papel fundamental da educação para o desenvolvimento, busca-se cada vez mais melhorar o acesso ao conhecimento, e que ele seja alcançado de forma qualificada, para que as pessoas consigam se desenvolver por si próprias e tenham condições de melhorar as suas vidas.

Educação e desenvolvimento humano

É comum considerar que a educação é o primeiro passo para reduzir as desigualdades sociais na sociedade. Para isso, é importantíssimo que se deem mais oportunidades aos indivíduos.

Vejamos em mais detalhes como funciona esse conceito na prática, a sua importância e as medidas que podem auxiliar nesse processo de busca do desenvolvimento humano pela educação.

O que é educação?

A educação é o motor da sociedade, pois, como já mencionamos, com ela é possível o indivíduo se desenvolver intelectualmente. E quanto mais pessoas buscam o conhecimento e evoluem, melhor é para a sociedade, que terá mais ferramentas para alcançar o desenvolvimento social e reduzir as desigualdades. O acesso à educação pode ser uma porta aberta para diminuir os problemas sociais e econômicos de um país.

No artigo Educação e desenvolvimento humano, Valdiléia Xavier e Oliveira e Marta Sueli de Faria Sforni afirmam que, para se chegar ao desenvolvimento humano, é preciso levar em conta dois aspectos. O primeiro é biológico, pois todas as características da espécie são transmitidas de forma genética. No entanto, é preciso observar também que muitas características humanas são produzidas socialmente, o que evidencia a necessidade de a pessoa ter relações sociais para receber tais elementos. Ou seja, a interação entre os indivíduos também é importante para o desenvolvimento humano e para o seu enriquecimento intelectual.

Educação e desenvolvimento humano

E já que o desenvolvimento se produz socialmente, a transmissão de conhecimento por meio da educação, com pessoas que já dominam aspectos culturais e intelectuais, pode prover as informações necessárias para quem ainda necessita do conhecimento. É a partir da interação e da comunicação entre o professor e o aluno, por exemplo, que é possível fornecer educação de qualidade para o desenvolvimento humano daquele estudante.

Importância da educação

A educação para o desenvolvimento humano é muito importante para que um país também cresça e melhore os seus indicadores sociais e econômicos. Nesse contexto, o Brasil segue evoluindo, ainda que tenha muito por caminhar.

Vale dizer que, até o fim da Ditadura Militar, o acesso à escola não era para todos. Tanto que, de acordo com dados do IBGE, em 1970, o país tinha cerca de 33% de pessoas com 15 anos ou mais analfabetas, enquanto que em 2013 esse número caiu drasticamente para 8%. Desde os anos de 1990 buscou-se tornar a escola acessível à grande maioria da população. É o que os teóricos da educação chamam de universalização do ensino.

Porém, apenas isso não basta. É importante que a qualidade da educação também evolua significativamente, o que depende especialmente de investimentos do Estado brasileiro para que haja condições materiais e de estrutura para que os professores possam trabalhar e as crianças e os jovens se desenvolvam.

Educação e desenvolvimento humano

Com a educação avançando, as desigualdades tendem a diminuir e o conhecimento acumulado proporcionar que as pessoas melhorem de vida e sigam se desenvolvendo. Houve avanços recentes nesse aspecto que incrementaram positivamente os índices de educação do país, mas a crise econômica e política põe em risco os avanços conquistados.

Medidas de educação para o desenvolvimento humano

Se a educação é o melhor caminho para reduzir as desigualdades, é necessário que haja uma reparação na sociedade, em especial com os mais pobres, os negros e os marginalizados, oferecendo oportunidades a setores menos favorecidos da sociedade para que esses possam se desenvolver de maneira intelectual.

Uma expressão que cristaliza esse conceito é a da Justiça Social, já que o termo destaca a importância de o Estado e as instituições não-governamentais se unam em busca de medidas que diminuam as desigualdades sociais e econômicas.

Oferecer cotas raciais aos negros, historicamente apartados do ensino de qualidade, por exemplo, é uma forma de Justiça Social e, consequentemente, de dar a chance a mais pessoas se desenvolverem por meio da educação. Outros exemplos são as cotas sociais, os programas de financiamento estudantil no ensino superior, as bolsas, os intercâmbios e as outras facilidades aos estudantes.

Medidas que incentivam o acesso e a produção do conhecimento são positivas não apenas para os indivíduos beneficiados, mas para a sociedade como um todo que, ao longo do tempo, ganhará mais profissionais qualificados e cidadãos conscientes de seus direitos e deveres, que poderão contribuir mais com o país do que se forem meramente técnicos ou mesmo pouco alfabetizados. A educação é fonte de desenvolvimento humano e também social.

Jornalista com 15 anos de experiência, é mestre em América Latina pela Universidade de São Paulo (USP) na linha de pesquisa Práticas Políticas e Relações Internacionais.

1 comentário

Deixe seu comentário