Arco-Íris – O que é? Como Acontece Esse Fenômeno Colorido?

O arco-íris é o nome popular que se dá a uma aparição no céu, que forma um arco, contendo 7 cores. É visualmente belo e não é tão fácil de aparecer, por isso tanta gente admira-o. Existem várias lendas e histórias ligadas ao arco-íris, sendo que algumas delas relatam haver um pote de ouro ao final dele – mas, isso não passa de uma lenda.

Veja todas as informações sobre o arco-íris. Conheça algumas lendas e informações curiosas sobre essa aparição no céu e entenda o que é preciso para que as cores apareçam, além de como elas formam-se, por meio dos fenômenos da física.

O que é o Arco-Íris

curiosidades sobre arco-íris

O arco-íris nada mais é do que um fenômeno físico, óptico e meteorológico, formado pela luz solar e por gotículas de água no céu. Por isso, é comum que apareça em dias com sol e chuva. Ele pode aparecer no céu, ou, até mesmo, em quedas da água, como cachoeiras, sendo possível fazer um arco-íris com uma mangueira, pressionando a água que sai dela contra o sol.

A água separa a luz provinda do sol em seu espectro contínuo, por meio da refração da luz, formando as 7 cores que nossos olhos podem ver: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul claro, azul escuro e violeta.

Algumas pessoas conseguem ver apenas 5 ou 6 cores, mas fato é que a união de todas elas forma a luz branca – por isso, é possível separá-las.

como se forma o arco-íris

O arco-íris aparece quando há gotículas de água no céu e sol acima delas. Para observá-lo, é preciso estar em um ângulo mais baixo, ou seja, em regiões de baixa altitude. Normalmente, torna-se visível quando em uma região está chovendo, mas o observador encontra-se em um local com céu limpo e claro – por isso, é muito fácil vê-los em cachoeiras, em locais abertos.

Como ele forma-se?

Físicos experimentam o fenômeno por meio do prisma. René Descartes foi pioneiro na técnica de refração da luz solar, ou luz branca, em outras 7 cores. As gotas de água suspensas na atmosfera funcionam de maneira similar ao prisma. Com desenhos e cálculos, Descartes conseguiu estimar o ângulo ideal para observar o fenômeno – cerca de 41º ou 42º. A medida ficou conhecida como Raio de Descartes ou Raio do Arco-Íris.

Ao atravessar a gota de água, ou prisma, cada cor de luz tem um ângulo de desvio diferente, devido à sua frequência. A luz azul, por exemplo, desvia menos que a vermelha. Por isso, todas tornam-se visíveis. A luz sofre uma refração ao entrar na gota, desvia e sofre uma nova refração ao sair. Entenda melhor, assistindo ao experimento:

Curiosidades Sobre o Arco-Íris

o que é um arco-íris

  • O arco-íris, na verdade, forma um círculo com um centro em comum, porém a outra metade não fica visível;
  • O fenômeno sempre aprece na direção oposta do sol. Ao observar o arco-íris, o sol fica sempre atrás do observador;
  • O arco-íris é mencionado diversas vezes na bíblia, sendo mais popular sua citação durante o dilúvio, em que Deus prometeu não extinguir a humanidade, presenteando-a com a aparição no céu;
  • Na mitologia grega, Íris era uma deusa mensageira, em que sua função era o arauto divino. Toda vez que atravessava os céus com suas mensagens, deixava um rastro;
  • O arco-íris não existe de fato no céu. É um ilusão criada, de acordo com a posição do observador;
  • Pode haver um arco-íris duplo, em que o segundo arco-íris é menos intenso. Ele aparece em um ângulo de 50º a 53º;
  • Ao pôr do sol, o arco-íris fica maior, só não é totalmente visível, pois o horizonte da terra impede isso;
  • Quanto mais alto o sol, menor será o arco-íris;
  • Como há milhares de gotículas de água no céu, não é preciso estar em um ângulo tão preciso, para conseguir observar o fenômeno;
  • Óculos polarizado, usados ao contrário, podem fazer o arco-íris desaparecer;
  • A lua pode provocar um arco-íris.

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply