Arco-íris – Como se forma o quais as cores do fenômeno

O arco-íris é o nome popular para um fenômeno físico, óptico e meteorológico, formado pela luz solar e por gotículas de água no céu. A formação explica muito sobre a refração de luz e já serviu a muitas histórias em muitos momentos da sociedade.

Saiba aqui como se forma o arco-íris e curiosidades importantes sobre o fenômeno.

como se forma o arco-íris

Como o arco-íris se forma?

O arco-íris se forma quando o sol ilumina as gotículas de água que ficam suspensas no ar, geralmente porque evaporaram de rios e outras fontes. O que acontece nesse momento é o fenômeno da refração de luz, que faz com que o raio de luz branca seja desviado e se decomponha nas sete cores de espectro de luz.

Físicos experimentam o fenômeno por meio do prisma. René Descartes foi pioneiro na técnica de refração da luz solar, ou luz branca, em outras 7 cores. As gotas de água suspensas na atmosfera funcionam de maneira similar ao prisma. Com desenhos e cálculos, Descartes conseguiu estimar o ângulo ideal para observar o fenômeno – cerca de 41º ou 42º. A medida ficou conhecida como Raio de Descartes ou Raio do Arco-Íris.

Ao atravessar a gota de água, ou prisma, cada cor de luz tem um ângulo de desvio diferente, devido à sua frequência. A luz azul, por exemplo, desvia menos que a vermelha. Por isso, todas tornam-se visíveis. A luz sofre uma refração ao entrar na gota, desvia e sofre uma nova refração ao sair. Entenda melhor, assistindo ao experimento:

Quais são as cores do arco-íris

As cores do arco-íris são:

 

  • Vermelho;
  • Laranjado;
  • Amarelo;
  • Verde;
  • Azul;
  • Anil;
  • Violeta.

A ordem das cores aparece conforme a velocidade no espectro. A vermelha é a primeira porque se propaga mais rápido, já a violeta, que é a mais lenta, aparece na parte inferior.

Como ver um arco-íris?

Para conseguir ver um arco-íris é preciso estar em um local com ângulo favorável a visualização do feixe de luz. Depois de muita chuva ou quando tem chuva e sol ao mesmo tempo, ou numa cachoeira, por exemplo, é mais fácil de acontecer.

Quando induzido em laboratório os cientistas conseguem tornar visível vários arco-íris a partir de uma gota de água.

Curiosidades Sobre o Arco-Íris

Você nunca mais vai ver um arco-íris da mesma forma depois de saber destas curiosidades.

O Arco-íris não é um arco, mas sim um círculo incompleto

arco íris círculo

O arco-íris, na verdade, forma um círculo com um centro em comum, porém a outra metade não fica visível;

Arco-íris duplos são exatamente iguais

arco íris duplo

O fenômeno sempre aprece na direção oposta do sol. Ao observar o arco-íris, o sol fica sempre atrás do observador. Pode haver um arco-íris duplo, em que o segundo arco-íris é menos intenso. Ele aparece em um ângulo de 50º a 53º;

O arco-íris aparece na Bíblia

arco íris na bíblia

O arco-íris é mencionado diversas vezes na bíblia, sendo mais popular sua citação durante o dilúvio, em que Deus prometeu não extinguir a humanidade, presenteando-a com a aparição no céu;

Arco-íris aparece na mitologia grega

arco íris na mitologia

Iris ajudando Afrodite a batalha de Tróia.

Na mitologia grega, Íris era uma deusa mensageira, em que sua função era o arauto divino. Toda vez que atravessava os céus com suas mensagens, deixava um rastro;

O arco-íris é uma ilusão, nem todo mundo pode ver

prisma do arco íris

O arco-íris não existe de fato no céu. É uma ilusão criada, de acordo com a posição do observador. Se você usar um óculos polarizado, usados ao contrário, podem fazer o arco-íris desaparecer.

O Arco-íris fica maior no pôr do sol

arco íris pôr do sol

Ao pôr do sol, o arco-íris fica maior, só não é totalmente visível, pois o horizonte da terra impede isso. Quanto mais alto o sol, menor será o arco-íris;

Como há milhares de gotículas de água no céu, não é preciso estar em um ângulo tão preciso, para conseguir observar o fenômeno.

A lua pode provocar um arco-íris de noite

arco iris de noite

A lua pode provocar um arco-íris porque o feixe de luz forte com chuva pode causar o fenômeno de refração da luz nas gotículas de água, mesmo que indiretamente.

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content