Arco-íris – Como se forma o quais as cores do fenômeno

O arco-íris é o nome popular para um fenômeno físico, óptico e meteorológico, formado pela luz solar e por gotículas de água no céu. A formação explica muito sobre a refração de luz e já serviu a muitas histórias em muitos momentos da sociedade.

Saiba aqui como se forma o arco-íris e curiosidades importantes sobre o fenômeno.

como se forma o arco-íris

Como o arco-íris se forma?

O arco-íris se forma quando o sol ilumina as gotículas de água que ficam suspensas no ar, geralmente porque evaporaram de rios e outras fontes. O que acontece nesse momento é o fenômeno da refração de luz, que faz com que o raio de luz branca seja desviado e se decomponha nas sete cores de espectro de luz.

Físicos experimentam o fenômeno por meio do prisma. René Descartes foi pioneiro na técnica de refração da luz solar, ou luz branca, em outras 7 cores. As gotas de água suspensas na atmosfera funcionam de maneira similar ao prisma. Com desenhos e cálculos, Descartes conseguiu estimar o ângulo ideal para observar o fenômeno – cerca de 41º ou 42º. A medida ficou conhecida como Raio de Descartes ou Raio do Arco-Íris.

Ao atravessar a gota de água, ou prisma, cada cor de luz tem um ângulo de desvio diferente, devido à sua frequência. A luz azul, por exemplo, desvia menos que a vermelha. Por isso, todas tornam-se visíveis. A luz sofre uma refração ao entrar na gota, desvia e sofre uma nova refração ao sair. Entenda melhor, assistindo ao experimento:

Quais são as cores do arco-íris

As cores do arco-íris são:

 

  • Vermelho;
  • Laranjado;
  • Amarelo;
  • Verde;
  • Azul;
  • Anil;
  • Violeta.

A ordem das cores aparece conforme a velocidade no espectro. A vermelha é a primeira porque se propaga mais rápido, já a violeta, que é a mais lenta, aparece na parte inferior.

Como ver um arco-íris?

Para conseguir ver um arco-íris é preciso estar em um local com ângulo favorável a visualização do feixe de luz. Depois de muita chuva ou quando tem chuva e sol ao mesmo tempo, ou numa cachoeira, por exemplo, é mais fácil de acontecer.

Quando induzido em laboratório os cientistas conseguem tornar visível vários arco-íris a partir de uma gota de água.

Curiosidades Sobre o Arco-Íris

Você nunca mais vai ver um arco-íris da mesma forma depois de saber destas curiosidades.

O Arco-íris não é um arco, mas sim um círculo incompleto

arco íris círculo

O arco-íris, na verdade, forma um círculo com um centro em comum, porém a outra metade não fica visível;

Arco-íris duplos são exatamente iguais

arco íris duplo

O fenômeno sempre aprece na direção oposta do sol. Ao observar o arco-íris, o sol fica sempre atrás do observador. Pode haver um arco-íris duplo, em que o segundo arco-íris é menos intenso. Ele aparece em um ângulo de 50º a 53º;

O arco-íris aparece na Bíblia

arco íris na bíblia

O arco-íris é mencionado diversas vezes na bíblia, sendo mais popular sua citação durante o dilúvio, em que Deus prometeu não extinguir a humanidade, presenteando-a com a aparição no céu;

Arco-íris aparece na mitologia grega

arco íris na mitologia

Iris ajudando Afrodite a batalha de Tróia.

Na mitologia grega, Íris era uma deusa mensageira, em que sua função era o arauto divino. Toda vez que atravessava os céus com suas mensagens, deixava um rastro;

O arco-íris é uma ilusão, nem todo mundo pode ver

prisma do arco íris

O arco-íris não existe de fato no céu. É uma ilusão criada, de acordo com a posição do observador. Se você usar um óculos polarizado, usados ao contrário, podem fazer o arco-íris desaparecer.

O Arco-íris fica maior no pôr do sol

arco íris pôr do sol

Ao pôr do sol, o arco-íris fica maior, só não é totalmente visível, pois o horizonte da terra impede isso. Quanto mais alto o sol, menor será o arco-íris;

Como há milhares de gotículas de água no céu, não é preciso estar em um ângulo tão preciso, para conseguir observar o fenômeno.

A lua pode provocar um arco-íris de noite

arco iris de noite

A lua pode provocar um arco-íris porque o feixe de luz forte com chuva pode causar o fenômeno de refração da luz nas gotículas de água, mesmo que indiretamente.

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e pós-graduanda em Negócios Digitais. Tem mais de 600 artigos publicados em sites dos mais variados nichos e quatro anos de experiência em marketing digital. Em seus trabalhos, busca usar da informação consciente como um instrumento de impacto positivo na sociedade.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content