Como calcular juros? Aprenda aqui!

Diariamente, as pessoas convivem com os juros, que estão por toda a parte: na conta que você pagou atrasada, em um empréstimo bancário ou em um dinheiro que você aplicou.

Todos já sabem que os juros pesam no bolso ou que eles podem render bons ganhos com aplicações, mas, o que a maioria não sabe é como calcular juros, afinal, são tantos tipos que realmente confunde a mente do consumidor.

Tipos de juros existentes no mercado financeiro

Como calcular juros? Aprenda aqui!

É fato afirmar que a remuneração cobrada de uma pessoa que fez um empréstimo deve ser paga ao emprestador, seja ele quem for – banco, pessoa física ou empresa. Em suma, quem pega dinheiro emprestado paga juros e quem empresta recebe os juros.

No mercado financeiro, existem alguns tipos de juros, uns mais conhecidos, outros nem tanto, confira quais são:

  • Juros simples: nesse caso, a taxa é calculada em cima do valor que foi emprestado;
  • Juros Compostos: aqui, os juros não são pagos somente em cima do valor que foi emprestado, mas sim sobre os juros obtidos nas parcelas anteriores;
  • Juros de Mora: geralmente, esse tipo de juro é conhecido como multa por atraso, cobrado quando uma conta não é paga até o dia do vencimento. A maioria das empresas e prestadores de serviços adotam essa modalidade, que, de acordo com a lei, não pode ultrapassar 2%;
  • Juros nominais: trata-se de uma correção sobre o valor principal. É uma taxa obrigatória em contratos de crédito ou nas aplicações correspondentes ao período de um ano, ou seja, não são levados em conta os efeitos da inflação;
  • Juros reais: nessa modalidade, são descontadas a inflação do valor. Quando a inflação é zero, os juros nominais e reais são iguais;
  • Juros rotativos: muito conhecido na cobrança de atraso da fatura do cartão de crédito ou sobre o valor financiado;
  • Juros sobre capital próprio: são pagos de acordo com o lucro que uma empresa teve em períodos anteriores – essa é uma das formas mais usadas para remunerar acionistas.

Como visto acima, são muitos os tipos de juros, no entanto, alguns deles são mais usados no dia a dia do cidadão e das empresas. Que tal aprender a calculá-los?

Cálculos e fórmulas para os principais tipos de juros

Apesar de existirem diversos sistemas e calculadoras que podem definir o valor dos juros de forma mais rápida, é interessante saber como isso funciona na prática.

Veja, a seguir, o cálculo dos tipos de juros mais utilizados no dia a dia das pessoas:

Juros simples

A fórmula desse tipo de juros é: J = C. I. T ( Juros = capital, taxa = tempo).

Exemplo: digamos que você emprestou R$ 1.000,00 para alguém sob juros de 5% ao mês. Para saber qual e o valor a ser pago, basta fazer o seguinte cálculo:

J = 1000,00 x 0,05 = R$ 50,00

Ou seja, todos os meses, além de pagar a parcela referente aos 1.000,00, deve-se pagar os juros de R$ 50,00.

Supomos que esse valor foi parcelado em 6 vezes, p montante de juros nesse período será de R$ 300,00.

Juros Compostos

Nesse caso, é um pouco mais complicado calcular, entretanto, é uma das modalidades mais cobradas pela Instituições financeiras, por isso, vale a pena saber como funciona.

A fórmula do juros compostos é S = P (1 + i) nS = montante, P = principal, i = taxa de juros e n = período que o principal P (capital inicial) foi aplicado.

Como exemplo, vamos usar o mesmo valor acima (R$ 1000,00 à 5%).

  • 1º mês – R$ 1.000,00 a um juros de 5%, fica R$ 1050,00.

Em cima desse valor (R$ 1050,00), será cobrado os juros do próximo mês.

  • 2º mês – R$ 1050,00 x 5% = 52,50 de juros = R$ 1102,50;
  • 3º mês –  R$ 1102,50 x 5% = 55,12 de juros = R$ 1157, 62;
  • 4º mês – R$ 1157, 62 x 5% = 57,88 de juros =  R$ 1215, 50;
  • 5º mês –  R$ 1215, 50 x 5% = 60,77  de juros= R$ 1276, 27;
  • 6º mês – R$ 1276, 27 x 5% =  63,81 de juros = R$ 1340,08.

No final das 6 parcelas, uma dívida que inicialmente era de R$ 1000,00 acabará em R$1340,08, ou seja, R$340,08 de juros. No entanto, precisamos levar em conta que, nos juros compostos, a dívida sempre será crescente. Imagine um financiamento de 12, 24, 36 ou 60 meses.

Para quem não gosta de calcular juros de forma manual, existem diversas calculadoras on-line que podem fazer isso por você, automaticamente. Uma delas é o cálculo exato, uma ferramenta muito útil para o dia a dia.


Marcela Mazetto

Marcela Mazetto

Jornalista formada pela PUCPR, tem 21 anos e é viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply