Fossa Séptica – Como Funciona, Preço Médio, Vantagens Ecológicas

Como várias localidades do Brasil ainda não possuem coleta e tratamento de esgoto, as pessoas precisam buscar outras formas para despejar os dejetos produzidos em casa. E uma das maneiras mais conhecidas e bem-sucedidas, inclusive ecologicamente, é a fossa séptica, que atua de forma química e física nos detritos. Ela acaba por purificar a água que vem dos vasos sanitários, a fim de ser liberada no meio ambiente da melhor forma possível, provocando o menor impacto ambiental.

Como funciona uma fossa séptica?

Em geral, a fossa séptica trabalha da seguinte forma: os dejetos que são despachados pelos vasos sanitários passam por um cano inicialmente por um tanque de, mais ou menos, 30 metros de distância da residência e com capacidade de 1.250 litros. Esses são construídos com alvenaria, concreto ou outro material que seja seguro e resistente para o processo de decantação, em que a parte sólida dos desejos fica no fundo e sofre a decomposição por bactérias anaeróbicas. Esse tanque possui uma válvula de escape para que os gases produzidos pela ação das bactérias possam sair.

À medida em que esse tanque se enche, o líquido que fica ali passa por um cano para a parte debaixo de um segundo tanque, composto por cascalho e areia, servindo como uma espécie de filtro. O líquido filtrado é depositado em um terceiro tanque de nome sumidouro e dali pode ser reutilizado ou devolvido diretamente ao meio ambiente.

Há outros tipos de estruturas de fossa séptica que incluem certos mecanismos para receber reagentes como cloro, com o intuito de eliminar micro-organismos e tornar a água potável.

O tamanho dos tanques tende a variar, respeitando a quantidade de pessoas que utilizam o sistema de esgoto da residência. É recomendável que o esgoto de pias e ralos não entre em contato com os detritos que vão para a fossa séptica, porque os materiais de limpeza podem prejudicar o processo de decomposição, ao matar as bactérias.

como funciona uma fossa septica

Cuidados na hora de construir uma fossa séptica

Há algumas recomendações para a implantação de uma fossa séptica, como o tratamento de esgoto residencial. Em primeiro lugar, devem ser tomadas algumas ações que visem proporcionar maior segurança, por exemplo, não instalar a fossa próxima a poços artesianos – isso porque, caso haja algum tipo de vazamento na fossa, pode entrar em contato com a água do poço e contaminá-la, afetando todo o consumo humano, animal e vegetal.

Outra dica é para quando a fossa séptica tiver uma instalação subterrânea. Nesse caso, as tampas não poderão ser muito grandes, sob o risco de haver chances de desabamento. Além disso, é preciso muito cuidado na hora de instalar a fossa séptica no terreno, pois equipamentos construídos de forma irregular poderão acarretar no vazamento do esgoto, contaminando o lençol freático e colocando agentes infecciosos na água consumida pela região – o que pode levar pessoas e animais a contraírem algum tipo de doença.

Preço médio da fossa séptica

O preço de uma fossa séptica irá variar bastante e dependerá do material a ser utilizado na sua construção. Ela pode ser feita com alvenaria ou utilizando materiais pré-moldados, que precisam apenas da ajuda de um profissional especializado para a instalação. O valor médio a ser cobrado para a produção de uma fossa séptica padrão está na casa dos 7 mil reais, contando material e mão de obra.

fossa septica

Vantagens ecológicas da fossa séptica

A fossa séptica oferece diversas vantagens ecológicas para quem adota esse método de tratamento de esgoto. Em primeiro lugar, apesar do custo inicial ser um pouco maior, o material utilizado propicia o uso por um tempo bem maior, acarretando, assim, na redução no custo de manutenção, o que vai acabar compensando a aplicação desse tipo de método.

Além disso, a fossa séptica trata o esgoto e faz com que a água extraída desse processo posa ser reutilizada para a irrigação de jardins, por exemplo, ou para lavar a calçada ou o quintal, entre outras situações semelhantes. Isso promove uma maior economia de água, já que o líquido filtrado evita o uso de água potável em tarefas que dispensam tal necessidade. Outra vantagem ecológica oferecida pela fossa séptica está no fato de ela proteger o lençol freático, causando menor impacto nos recursos naturais, como a flora, a fauna, o ar, a água e, claro, o próprio solo, garantindo, assim, a sustentabilidade da região.

[CONFIRA, TAMBÉM, O CONTEÚDO COMPLETO SOBRE SUSTENTABILIDADE]


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply