Minorias – O que são? Como surgem? Características e Exemplos

As minorias são atores importantes dentro de uma sociedade, e sua participação nela é cada vez mais valorizada, justamente por possibilitar que a voz de muitos excluídos ganhe espaço e ecoe na vida de um país.

Mas, você sabe exatamente o que são as minorias e como elas se inserem na nossa democracia? Neste artigo, você ficará por dentro de tudo relativo às minorias e seus exemplos, para que consiga as reconhecer e entender as suas funções na sociedade.

O que são minorias?

Minorias sociais

É fundamental registrar que a palavra minoria não diz respeito a um número menor de indivíduos, nem à sua quantidade. O termo expressa que determinado grupo social possui uma desvantagem social em relação aos demais agrupamentos da sociedade.

É certo que, em muitos casos, uma minoria coincide com uma parcela menor da população de determinada localidade, mas não é a quantidade de pessoas ligadas àquela minoria que faz com que aquelas pessoas sejam apontadas como minoria.

O que vai determinar o estabelecimento do conceito de minoria para qualquer grupo social é, portanto, a dinâmica de relação de forças entre os muitos subgrupos da sociedade, em que os dominantes acabam determinando um padrão que fazem com que se desenhe uma minoria naquele lugar.

Formação

Vale destacar que não há um consenso definitivo quanto a esse conceito. Há teóricos que reduzem os tipos de características que determinam uma minoria, enquanto que outros dizem que a palavra não tem uma definição única e o seu sentido dependerá do autor que está empregando tal conceito.

No artigo Minorias e seu estudo no Brasil, o autor Luís de Gonzaga Mendes Chaves estabelece que minoria diz respeito a “um grupo de pessoas que de algum modo e em algum setor das relações sociais se encontra numa situação de dependência ou desvantagem em relação a um outro grupo, ‘maioritário’, ambos integrando uma sociedade mais ampla”.

Como ele mesmo escreve, em geral, as minorias acabam recebendo um tratamento discriminatório da maioria.

Minorias sociais

Como reconhecer uma minoria?

Para reconhecer uma minoria, é preciso perceber algumas características comuns a esses grupos. Entre elas:

  • Vulnerabilidade: grupos sociais que não encontram amparo legal suficiente na legislação atual e sua luta é para ter mais voz nos canais institucionais, como é o caso dos transgêneros;
  • Formação de identidade: mesmo existindo há tempos e com tradições arraigadas, é possível que o grupo minoritário precise reforçar constantemente sua identidade social para seguir reivindicando os seus direitos e ter suas demandas atendidas. Os negros no Brasil são um exemplo clássico dessa característica;
  • Luta contra privilégios das classes dominantes: minorias discriminadas por não pertencerem aos grupos dominantes e que lutam para derrubar os padrões estabelecidos nos dias de hoje. A luta das mulheres por mais respeito, direitos e equiparação salarial com os homens é um exemplo neste caso;
  • Estratégias de discurso: os grupos minoritários costumam desenvolver ações públicas e estratégias discursivas para se manterem ativos junto à sociedade, contribuindo na criação de uma consciência coletiva de sua existência e de seu quadro de vulnerabilidade. Passeatas, manifestos, protestos e até as mídias sociais e a internet podem ser usados visando esse objetivo. A população LGBTQIA se enquadra neste contexto.

Minorias sociais

Exemplos

As minorias podem ser exemplificadas de diversas formas, dependendo dos motivos e das lutas desses grupos minoritários. Podem ser grupos religiosos, étnicos, de gênero, de sexualidade, culturais, físicos, linguísticos, entre outros.

Um exemplo que podemos destacar é o dos judeus, que predominam em Israel, país criado após a Segunda Guerra Mundial, na tentativa de resolver os conflitos naquele território com os palestinos, que acabaram ficando praticamente sem território. Apesar de terem a maioria em Israel, os judeus são minoria em países de origem católica e, por isso, podem ter problemas em âmbito religioso em tais locais.

Os curdos são considerados minorias no território da Turquia. Por outro lado, os descendentes de turcos que imigram, moram e trabalham na Alemanha são minorias neste país europeu. Até mesmo grupos opositores, em um país com poucas tradições democráticas, podem ser considerados minorias e tratados de maneira discriminatória.

No Brasil, as minorias mais destacadas são as da população negra (ainda que parte significativa dos brasileiros seja negra), mulheres, indígenas, deficientes e grupo LGBTQIA. Cada um desses grupos pode arregimentar pessoas em situação parecida, além de simpatizantes, para aumentar as chances de conseguirem o atendimento de suas demandas junto ao governo e à sociedade.

Rodrigo Herrero Lopes

Jornalista com 15 anos de experiência, é mestre em América Latina pela Universidade de São Paulo (USP) na linha de pesquisa Práticas Políticas e Relações Internacionais.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content