O que é cinema? Quando e onde surgiu? Tipos, Gêneros e Profissionais

O cinema é considerado a sétima arte. E não atoa: ele realmente é considerado uma manifestação artística humana. Tendo surgido conforme a fotografia avançou, e consistindo no encadeamento de imagens que, quando projetadas, criam sensação de movimento, admite-se que a primeira exibição cinematográfica ocorreu em Paris, em 1895.

O que é cinema?

O “cinema” pode ser tanto interpretado como a arte de se criar sequências de imagens, os chamados “filmes”, com o intuito de reproduzi-las posteriormente para algum público, quanto o nome do edifício onde tais filmes são exibidos. Neste artigo, trataremos do cinema enquanto manifestação artística.

Como comentado, este tipo de arte consiste na criação de filmes, sequências de imagens registradas em algum suporte. Essas imagens em sequência, quando exibidas em certa velocidade, passam a sensação de movimento.

Os filmes, entretanto, rapidamente passaram a se assemelhar às chamadas peças teatrais, envolvendo conceitos como cenografia, edição, roteirização, figurino, atuação etc., cada vez mais trabalhados, chamando a atenção de artistas que viram nessa chamada sétima arte uma maneira de se expressar — e um mercado bastante lucrativo para empresários e investidores.

Quando e onde surgiu o cinema?

Obviamente, a história do cinema está relacionada à história da fotografia, uma vez que o cinema foi dependente da evolução desta última.

A fotografia não possui apenas um inventor nem uma data específica: ela foi o esforço de diversos cientistas ao longo da história, de diversas nacionalidades. Entretanto, considera-se que o primeiro registro fotográfico, da maneira como entendemos hoje, aconteceu em 1826, sendo atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce.

Já o cinema, em si, remete à invenção dos irmãos Lumière, também franceses, no final do mesmo século: o cinematógrafo, um aperfeiçoamento do cinetoscópio, inventado por Thomas Edison, com o qual era possível gravar pequenas sequências de imagens e exibi-las em alguma superfície por meio de projeção.

Graças a esse aparelho, Auguste (1862-1954) e Louis Lumière (1864-1948) realizaram a primeira exibição cinematográfica (ao menos como considera a maior parte dos historiadores) em 28 de dezembro de 1895, no Grand Café, em Paris, onde exibiram dez filmes (entre 40 e 50 segundos) e cobraram ingressos dos presentes, marcando, assim, o início do cinema.

Cinema documental x cinema ficcional

O cinema, entretanto, não nasceu como conhecemos hoje: as primeiras gravações eram feitas apenas com propósitos documentais. Os próprios irmãos Lumière não seguiram carreira no cinema, dedicando-se mais à ciência. O primeiro filme com viés narrativo e ficcional surgiria apenas um ano depois, com a produção do filme A fada dos repolhos (1896), da pioneira cineasta Alice Guy-Blaché (1873-1968), considerada a primeira cineasta e roteirista de filmes ficcionais.

Daí para frente, o cinema começou a se desenvolver, inclusive com os acréscimos dos chamados “efeitos especiais”, como no famoso filme Viagem à Lua (1902), de Georges Méliès, que inclusive compareceu à primeira exibição promovida pelos irmãos Lumière.

Tipos de cinema

Há algumas subcategorias de cinema. As principais são:

  • Cinema mudo, não possuindo trilha sonora correspondente à gravação;
  • Longa-metragem, nome dado ao filme que possui mais de 70 minutos (no Brasil), 40 ou 80 (nos EUA, a depender da instituição regulamentadora), 80 (no Reino Unido), 58 minutos e 29 segundos (na França);
  • Curta-metragem, nome dado ao filme que possui menos tempo de duração que uma longa-metragem (ver números acima);
  • Documentário, nome dado ao filme não-ficcional, cujo foco é a retratação de alguma realidade;
  • Animação, quando os fotogramas (imagens) são produzidos artificialmente, por desenho, pintura, animação computadorizada etc.;
  • Filme 3D, quando o filme causa no espectador uma sensação de profundidade/tridimensionalidade;
  • Seriado, quando a história é retratada em episódios sequenciais.

Gêneros de filme

Já os gêneros, por sua vez, são diversos. Confira alguns dos mais famosos:

  • Ação;
  • Animação;
  • Aventura;
  • Chanchada;
  • Cinema catástrofe;
  • Comédia de ação;
  • Comédia dramática;
  • Comédia romântica;
  • Comédia;
  • Cult;
  • Documentário;
  • Drama;
  • Erótico;
  • Espionagem;
  • Fantasia;
  • Faroeste;
  • Ficção científica;
  • Guerra;
  • Musical;
  • Noir;
  • Policial;
  • Pornochanchada;
  • Romance;
  • Série;
  • Suspense;
  • Terror;
  • Trash.

Profissionais envolvidos no cinema

Os principais profissionais envolvidos na produção de um filme são os seguintes:

  • Ator/atriz, responsável por interpretar uma ação dramática na frente das câmeras;
  • Diretor(a) de cinema, responsável por supervisionar, dirigir e, frequentemente, executar as filmagens;
  • Montador(a), responsável por montar o filme, juntando as cenas gravadas e editando-as para que formem, ao final, o filme pronto;
  • Produtor(a), responsável por atuar na área empresarial do processo, angariando recursos, investimentos, patrocínios, contratações etc.
  • Roteirista, responsável por escrever o roteiro do filme, criando uma história do zero ou adaptando uma já existente;
  • Diretor(a) de fotografia, responsável pela adaptação do roteiro para o vídeo, optando por um padrão técnico ou mais artístico;
  • Diretor(a) de som, responsável pela criação de toda a parte sonora do filme;
  • Diretor(a) de arte, responsável por toda a concepção visual do filme, cuidando desde os maquiadores e figurinistas até os produtores de efeitos visuais e de pós-produção;
  • Figurinista, responsável por projetar e cuidar dos figurinos dos que aparecerão no filme.

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de arte, literatura, língua portuguesa, poesia e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content