Surrealismo – O que é? Resumo e Principais Artistas do Movimento

Logo nas duas primeiras décadas do século XX, as incertezas políticas e os estudos psicanalíticos de Sigmund Freud foram decisivos para o desenvolvimento de uma arte que iria criticar a cultura europeia e a frágil condição humana em relação a um mundo cada vez mais intrincado.

O nome dessa arte é Surrealismo – uma corrente estética moderna da representação do irracional e do subconsciente. Saiba mais sobre o Surrealismo, o que ele oi, o que buscava, quais foram suas principais características e os principais artistas desse movimento!

surrealismo

O que foi o Surrealismo?

O Surrealismo foi uma das vanguardas artísticas que surgiram no início do século XX, em Paris, na França, justamente no período entre as duas guerras (1918-1939) – época chamada de “os anos loucos”. Existia uma incerteza muito grande sobre a predominância da paz e se esse período de insatisfações, desequilíbrios e contradições manteria o desejo de “viver somente o presente”.

O movimento artístico teve origem a partir da reação ao racionalismo e ao materialismo da sociedade ocidental, de modo que começou a se destacar em todas as vezes em que a imaginação se manifestava de maneira livre.

Sua origem oficial vem de outubro de 1924, com a publicação do Manifesto do Surrealismo, assinado por André Breton, escritor francês. Nesse documento, havia a proposta da restauração dos sentimentos humanos e do instinto como o ponto inicial para uma nova linguagem artística.

Para isso acontecer, era necessário que o homem tivesse uma visão completamente introspectiva de si próprio e encontrasse esse ponto de espírito no qual as realidades interna e externa eram percebidas totalmente, sem contradições.

surrealismo obras

O Surrealismo teve como antecedentes Futurismo, Cubismo e Dandismo.

Características do Surrealismo

O movimento artístico conhecido como Surrealismo era caracterizado pela imersão no mundo irreal, deixando de lado o real, pois, para os surrealistas, a emoção mais profunda de cada ser pode ser expressada com todas as possibilidades quando ela está próxima do fantástico, isto é, quando a razão humana perde o controle.

O Surrealismo propunha a valorização da loucura, da fantasia e da utilização da reação automática, ou seja, expressar-se de forma que a mente não tenha qualquer tipo de controle, tanto por meios abstratos como figuras simbólicas.

O artista que era chamado de surrealista deixava-se levar pela arte, sem se preocupar com a lógica, registrando tudo o que surgisse em sua mente. Por isso que a o Surrealismo teve como procedimentos básicos dois métodos da psicanálise de Sigmund Freud: para usar o potencial do subconsciente, era preciso fazer uma análise dos sonhos e a livre associação, coisas que Freud aplicava.

Os surrealistas pregavam a destruição da sociedade em que viviam, com o intuito de criar uma nova, organizada em outras bases. A finalidade era atingir uma outra realidade, que estaria localizada no plano do subconsciente e do inconsciente.

É importante mencionar que o Surrealismo não se restringiu apenas às artes plásticas – ele conseguiu gerar influência em outros ramos artísticos, tais como a escultura, a literatura, o teatro e o cinema.

O Surrealismo tomou dois rumos nas artes visuais:

  • Adaptação das técnicas de escrita automática de poetas surrealistas: o objetivo era liberar a mente do controle consciente e produzir um fluxo de ideias do subconsciente, produzindo obras abstratas ou figurativas;
  • Reconstruções organizadas e minuciosas de um mundo de sonho, em que os objetos eram posicionados em uma justaposição inesperada.

Muitas formas de expressão artística foram experimentadas pelos surrealistas, com a tentativa de explorar ao máximo a liberdade criativa.

Principais artistas do Surrealismo

O Surrealismo contou com artistas de vários segmentos, assim como poetas, escritores e atores teatrais, porém, entre todos os artistas desse movimento, existem alguns que se destacaram pela grande influência e popularidade.

Conheça quais são os principais artistas do Surrealismo, que foram de grande importância para a história da arte mundial:

Salvador Dalí

Salvador Dalí era espanhol e tinha um estilo de se vestir muito alternativo, o que fazia com que se tornasse um ícone pop da arte moderna. Interessou-se muito por condições mentais anormais e, principalmente, por alucinações.

surrealismo artistas

Joan Miró

Joan Miró também foi espanhol e teve muito contato com as tendências do Fauvismo e do Dadaísmo. Miró teve a chance de conhecer o próprio fundador do movimento surrealista, André Breton.

Sua arte era mais lúdica, com símbolos que faziam referência às fantasias.

Max Ernst

Max Ernst era alemão, mas naturalizou-se norte-americano e, posteriormente, francês. Também conheceu André Breton e acabou ingressando no Surrealismo. Foi ele que inventou a técnica conhecida como frottage, impressões tiradas de superfícies com textura (como tábuas ou folhas), para dar início a uma imagem.

René Magritte

René Magritte nasceu na Bélgica e foi um dos grandes nomes do movimento surrealista, trabalhando com imagens à primeira vista que, embora parecessem convencionais, possuíam um caráter bizarro, por suas sobreposições.

Vários outros nomes podem ser citados brevemente, tais como:

  • Alberto Giacometti;
  • Frida Kahlo;
  • Leonor Fini;
  • Paul Delvaux;
  • Remedios Varo;
  • Vito Campanella.

No Brasil, o Surrealismo influenciou bastante o movimento modernista. Nas artes plásticas, destacam-se Tarsila do Amaral, Ismael Nery e Cícero Dias. Na literatura, um dos maiores expoentes foi Oswald de Andrade.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply