Queda do Muro de Berlim – O que foi e Significado para o mundo

O Muro de Berlim – sua construção e sua queda – foi um dos momentos mais marcantes da história do século XX. Tal muro foi o responsável por manter a capital alemã dividida em duas partes, durante 28 anos.

Símbolo da Guerra Fria, o Muro de Berlim era uma parede de concreto, com altura que beirava entre os 3,4m e 4m, sendo que seu interior era formado por cabos de aço, para dar resistência.

Entenda como ocorreu a icônica Queda do Muro de Berlim, as razões para isso ter acontecido, quando foi e o que isso significou para o mundo!

queda do Muro de Berlim

O que foi a Queda do Muro de Berlim?

Para você entender melhor, em 1949, os três setores ocidentais (o americano, o francês e o britânico) passaram a se chamar República Federal Alemã (RFA), enquanto que o setor oriental (soviético) tornou-se a República Democrática Alemã (RDA).

O lado soviético (RDA) se deu conta da perda da população que sofria e esse foi o estopim para a criação de um muro provisório e do fechamento de quase 70 pontos de controle. Meios de comunicação foram interrompidos e famílias e amigos não tinham permissão para atravessar de um lado a outro.

É importante destacar como o Muro de Berlim foi construído para não permitir a passagem de qualquer pessoa: na parte superior, havia uma superfície semiesférica (o que impedia que um indivíduo pudesse se segurar). Mas, não era só isso.

Havia, ainda a “faixa da morte”, que nada mais era do que um fosso/alambrado/avenida que permitia constantemente a circulação de veículos militares, patrulhas acompanhadas de cães, além de sistemas de alarme, armas automáticas e torres de vigilância – tudo isso 24 horas por dia.

A extensão do Muro de Berlim era de 155km, embora apenas 43 deles percorriam o centro da capital alemã.

A Queda do Muro de Berlim foi um evento que marcou a derrocada do sistema socialista, que oficialmente ocorreria somente dois anos depois da Queda, em 1991.

Muro de Berlim queda

A motivação inicial para fazer com que a Alemanha Oriental e Ocidental se reaproximassem foi a abertura das fronteiras entre a Áustria e a Hungria, em maio de 1989, pois cada vez mais aumentava o número de alemães que viajavam até a Hungria para pedir asilo nas distintas embaixadas da República Federal Alemã.

Grandes manifestações surgiram de ambas as partes da Alemanha, solicitando a queda do muro que fazia essa divisão de Berlim. Foi em 4 de novembro de 1989 que 1 milhão de pessoas foram às ruas da Berlim Oriental para pedir reformas.

Na noite do dia 9 de novembro de 1989, o Muro de Berlim começou a ser derrubado por berlinenses que, eufóricos, estavam munidos de marretas. Quando vazou a informação – que só seria divulgada no dia seguinte – de que as fronteiras seriam abertas em Berlim, milhares de pessoas se aglomeraram nos pontos de controle para cruzar ao outro lado da capital. A pressão era tamanha que os portões se abriram e deixaram com que o fluxo de pessoas fluísse para o lado da Berlim Ocidental.

A parte mais importante do Muro de Berlim que se manteve em pé pode ser vista na zona denominada de East Side Gallery. Há 1,3km de muro decorado com muitas e impressionantes pinturas que transmitem os vários acontecimentos relacionados ao próprio muro.

Se quiser, você também pode visitar a exposição “Topografia do Terror”, localizada ao lado do Checkpoint Charlie, com restos do muro.

Significado da Queda do Muro de Berlim para o mundo

a queda do Muro de Berlim

Após 28 anos, no dia 9 de novembro de 1989, a divisão da cidade de Berlim e a unificação da Alemanha aconteceram. O muro era derrubado, virando um símbolo do início do fim da Guerra Fria.

Em 1991, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) fragmentou-se – o que colocou um fim ao bloco comunista.

A Queda do Mundo de Berlim não foi um símbolo para uma nova era somente na Alemanha, mas sim para o mundo inteiro. Por exemplo, no continente europeu, a partir da década seguinte, ocorreram apostas em um projeto de integração regional, que ficou conhecido como União Europeia.

Além disso, a queda provocou o nascimento de um sentimento europeu acima das nacionalidades, isto é, fez com que a Europa se tornasse mais unida e consciente de que, quando os países estão unidos, há mais força. Era o término da cortina de ferro que havia sido imposta pela URSS.

Vale ainda lembrar que a Queda do Muro de Berlim indicou um novo direcionamento político e econômico, com a apresentação do multilateralismo e do neoliberalismo, respectivamente.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply