Reciclagem de papel – O que é? Como funciona? Passo a passo

Ao longo dos últimos anos muito, tem-se falado sobre atitudes sustentáveis que geram menos impacto ao meio ambiente, entre elas está a reciclagem de papel. Para se ter ideia, no processo tradicional de produção de papel dentro de uma indústria costuma-se gastar cerca de 100 mil litros de água por tonelada de papel fabricado.

Na reciclagem, essa quantidade é reduzida dezenas de vezes, pois são necessários apenas 2 mil litros. O mesmo acontece com o gasto de energia empregado na fabricação, sendo possível economizar 80%, quando se recicla, em comparação à produção de papel virgem.

Reciclagem de papel

Esses dados dão uma noção de como o pensamento de cada um deve ser em prol de todos, ou seja, isso significa pensar de forma sustentável e se habituar ao consumo consciente, diminuindo, assim, o impacto ambiental, que, ao não ser controlado, causa um impacto social e econômico.

Confira tudo, aqui no Gestão Educacional, a respeito da importância da reciclagem e do consumo sustentável. Descubra como é feito o processo de reciclagem do papel e saiba os tipos de papel que não podem ser reciclados.

Importância da reciclagem e do consumo sustentável

A reciclagem do papel é de suma importância para o meio ambiente. Como sabemos, esse material é produzido por meio da celulose de determinadas espécies de árvores. Quando um indivíduo escolhe reciclar papel ou comprá-lo já reciclado está contribuindo com o meio ambiente, já que muitas árvores deixarão de ser cortadas.

A consciência de um consumo sustentável deve prevalecer, evitando ou eliminando o desperdício e o impacto ambiental e social. Tendo em mente que cada ser humano tem hábitos de consumo que trazem um grande impacto para o meio ambiente, pode-se entender, então, que o consumo sustentável é o uso de produtos e serviços que causem menor impacto possível, tanto para a presente geração quanto para as futuras.

Quando um indivíduo adota o consumo consciente, está contribuindo para o uso racional dos recursos naturais e minimizando ao máximo o desperdício, a poluição e os impactos negativos à natureza. É fundamental, portanto, que todos encontrem meios de suprir as necessidades, sem afetar negativamente o planeta.

Os benefícios que a reciclagem de papel podem trazer ao meio ambiente são, por exemplo:

  • Redução do consumo de água;
  • Diminuição do desmatamento;
  • Economia de quase 80% de energia;
  • Redução da poluição;
  • Criação de empregos.

[CONFIRA, AQUI, MAIS A RESPEITO DOS BENEFÍCIOS DA RECICLAGEM]

Essa prática também possui um importante impacto na economia, pois a reciclagem e o consumo sustentável impedem o acúmulo de papéis em aterros sanitários, isto é, contribui para a redução de resíduos sólidos, além de diminuir impactos negativos ao solo.

Além da importância ecológica e econômica, a reciclagem também tem um caráter social, pois, impacta na geração de emprego, principalmente, no setor de cooperativas de catadores e recicladores de papel. Estima-se que, ao reciclar papéis, sejam criados mais empregos do que na produção do papel de celulose virgem.

Isto acontece, pois, quando se faz reciclagem, há processos de coleta, triagem e classificação dos materiais. O resultado é a melhora da saúde da população, dessa geração e de gerações futuras, e ainda o levante da economia, dando a oportunidade de a população gastar menos, gerando oferta de emprego.

[CONFIRA TAMBÉM: COMO IDENTIFICAR O LIXO RECICLÁVEL?]

Descubra como é feito o processo de reciclagem do papel

Primeiramente, é feito o recolhimento do material, após o papel passar por um controle de qualidade. Em seguida, há a trituração do material, misturando-o à água, a fim de que suas fibras sejam separadas. O terceiro passo é a centrifugação desses resíduos, que faz com que impurezas sejam separadas.

Após, são acrescentados produtos químicos à mistura, para a retirada da tinta e o clareamento do papel. Se o objetivo é obter um produto final de alta qualidade, esse branqueamento pode ser realizado com a aplicação de alvejante. Nessa etapa, a pasta de celulose está preparada para ser refinada e alguns aditivos podem ser acrescentados à massa, como sulfato de alumínio, amido de milho, entre outros produtos.

Após a obtenção da pasta, o processo de fabricação do papel reciclado pode variar de acordo com o produto que se pretende obter — papel higiênico, guardanapo, toalha de rosto, papel para impressão, sacolas, entre outros.

reciclagem-papel-papelao

Quais os tipos de papel que não podem ser reciclados?

Vale destacar que, durante esse processo, existem alguns tipos de papel que não podem ser reciclados, como:

  • Fitas adesivas;
  • Papéis fotográficos;
  • Papel-carbono;
  • Etiquetas adesivas;
  • Copos de papel.

Passo a passo de como o papel é reciclado

O papel é retirado da lixeira e depositado em um grande recipiente de reciclagem, junto ao papel de outras lixeiras de reciclagem.

O papel é levado à usina de reciclagem, onde é separado em tipos e graus.

O papel separado é então lavado com água e sabão, para remover tintas, filme plástico, grampos e cola. O papel é colocado em um suporte grande, onde é misturado com água, para criar uma “pasta”.

Ao adicionar diferentes materiais à pasta, podem ser criados produtos de papel diferentes, como papelão, papel de jornal ou papel de escritório.

A pasta é espalhada, criando grandes rolos de grandes folhas finas.

O papel é deixado para secar e depois é enrolado, pronto para ser cortado e enviado de volta às lojas.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply