Sílaba tônica- Classificação das palavras por sílaba

As regras de acentuação da Língua Portuguesa são bastante complexas, por isso, é importante prestar bastante atenção como aplicar cada uma delas. A sílaba tônica é a parte da palavra que possui mais ênfase na pronúncia.

É importante salientar que uma palavra pode ter somente uma sílaba tônica. A forma como elas, as sílabas, são faladas pode determinar se são tônicas ou átonas.

As átonas são sílabas com menor intensidade e as tônicas são as que possuem maior intensidade. Por exemplo:

  • Com-pu-ta-dor – “dor” é a sílaba tônica dessa palavra, as outras são átonas;
  • Ve-rão – “rão” é a sílaba tônica dessa palavra, as outras são átonas.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, as sílabas tônicas nem sempre possuem acento. Além disso, as palavras podem ser classificadas como oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas.

Classificação das palavras com relação à sílaba tônica

 

Para observar a classificação de uma palavra, é necessário verificar qual é a posição da sílaba tônica na palavra. Geralmente, isso é feito de trás para frente ou vice-versa.

Portanto, elas podem ser:

Oxítonas

Palavras classificadas como oxítonas são aquelas que possuem a sílaba tônica no final. É fundamental salientar que algumas palavras podem ter acentuação, outras não.

No geral, as oxítonas que levam acentos são as terminadas com: em, ens, e, es, a, as e o, os. Exemplo: Armazéns, ci, ninguém, mão.

  • Exemplos de outras oxítonas sem acento no final da frase: Jesus, selvagem.

Paroxítonas

São consideradas paroxítonas as palavras que contêm a penúltima sílaba tônica. Essas também podem ser acentuadas ou não.

  • Exemplo de palavras paroxítonas sem acento: Matança, piscina, criança, etc.
  • Exemplos com acento: Repórter, dobrável, len.

As paroxítonas que levam acento são as terminadas em l, n, r, x, i(s), u(s), ps, ã(s), ão(s), um(uns).

Proparoxítonas

Quando a sílaba tônica é a antepenúltima, é chamada de proparoxítona. Exemplo de palavras: njuge, ope, brica, dica.

De acordo com as normas da Língua Portuguesa, todas as palavras proparoxítonas são acentuadas graficamente. Existe uma questão na fonética em relação à acentuação tônica das palavras que se chama de prosódia. Na realidade, são erros cometidos nas transformações das palavras paroxítonas em proparoxítonas.

Abaixo, citamos algumas palavras paroxítonas, no entanto, pronunciadas como proparoxítonas.

Exemplo:

  • O correto é “reCORde” e não REcorde.
  • LiBIdo e não LIbido.
  • FilanTROpo e não FiLANtropo.

Para confundir ainda mais a mente de quem estuda português, existem as palavras com dupla prosódia. Ou seja, é possível pronunciá-las e escrevê-las de duas formas distintas. Exemplo:

  • logoTIpo e loGOtipo;
  • AcroBAta e aCRObata.

Para que fique bem claro, a prosódia é a parte da fonética que estuda a entonação de como uma palavra é pronunciada. Erros prosódicos são conhecidos como silabada.

Como classificar a sílaba tônica quando a palavra é monossilábica?

Dentro da Língua Portuguesa, tudo tem um jeito, ou uma regra diferente para cada situação. Se a palavra é monossilábica, a classificação da sílaba tônica fica da seguinte forma:

Monossílabos Tônicos

São pronúncias mais acentuadas da palavra, exemplo:

  • Céu;
  • Mês;
  • Lã;
  • Bom;
  • Flor;
  • Dor;
  • Fiéis.

Nos monossílabos tônicos, apenas os terminados em -a(s), -e(s), -o(s), -éu(s), -éi(s) e -ói(s) são acentuados.

Monossílabos Átonos

São as palavras monossílabas pronunciadas com menor intensidade. Exemplo:

  • Mas;
  • Um;
  • Se;
  • Uns;
  • Que.

Ou seja, os monossílabos átonos não possuem nenhuma autonomia fonética, sendo tidos como sílabas átonas do vocábulo ao qual se apoiam. Nenhum monossílabo átono leva acentuação.

Em suma, apesar de muitas regras, não é difícil detectar a sílaba tônica de uma palavra – o segredo está na pronúncia. Basta prestar atenção em qual parte da palavra está localizada a sílaba com mais intensidade. Desse modo, fica fácil perceber se ela é oxítona, paroxítona ou proparoxítona.

Rafaela Mustefaga

Graduada em Letras Português/Inglês, pela PUCPR, é revisora e editora de textos informativos, apaixonada por línguas e literatura e professora nas horas vagas.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content