Bússola – O que é? Como funciona? Origem e Como Fazer em Casa

A bússola é um instrumento usado para indicar as direções horizontais, o meridiano magnético ou a posição de algo, tendo uma agulha magnética, que aponta sempre para o Norte, montada numa pequena caixa.

Esse instrumento é usado para orientação. Dotada de uma rosa-dos-ventos, quem estiver de posse de uma bússola, saberá onde está Norte, Sul, Leste e Oeste.

Confira mais a respeito desse objeto que tem ampla utilização em sistemas de navegação, só aqui no Gestão Educacional!

Como funciona a bússola?

Bussola

O equipamento milenar tem estrutura bem simples, porém uma precisão fantástica. Todo seu funcionamento está ligado ao polo magnético do planeta.

A bússola tem uma agulha imantada, que troca de posição à medida que se afasta ou se aproxima dos polos. As posições estarão descritas na rosa-dos-ventos, presente no pequeno equipamento. Em todos os movimentos, em qualquer lugar do planeta, o ponteiro da bússola indicará uma direção.

A bússola está presente em:

  • Veículos terrestres;
  • Aviões;
  • Navios.

É possível usá-la em lugares fechados (cavernas), dentro de florestas, no deserto e até no fundo do mar.

Origem e história da bússola

Bussola2

É difícil de acreditar que um equipamento com tanta capacidade foi criado no primeiro século d.C. Os chineses são os responsáveis pela façanha.

É certo que as bússolas iniciais tinham formato bem diferente do atual. O ponteiro era uma colher, que ficava posicionada em cima de um prato, ambos forjados em metal magnetizado.

Assim, os asiáticos foram expandindo suas fronteiras, aprendendo a mapear e ampliando seus estudos de astronomia. Com a chegada dos europeus na Ásia, o incrível experimento logo despertou interesse.

Mas, somente na Idade Média, a bússola se aproximou de seu formato atual, e foi fundamental para as Grandes Navegações. Sem esse instrumento, seria difícil os europeus avançarem pelo Atlântico em busca de novas terras.

No século 19, a bússola chega ao seu auge e ganha uma versão dotada com um eletroímã, o que facilitou ainda mais o seu manuseio.

Atualmente, é possível ver diferentes modelos de bússolas. Elas também estão em versões mais contemporâneas, como os aplicativos de celular.

Curiosidades sobre a bússola

Bussola3

Por se tratar de um instrumento quase que milenar, muitas histórias arrodeiam a bússola, confira algumas delas:

  • Mesmo sendo uma invenção asiática, o nome que conhecemos hoje deriva da palavra italiana “bussola”, que significa “caixinha de buxo”. O buxo é a madeira extraída de uma árvore de mesmo nome, que ocorre em grande quantidade na Europa Mediterrânea;
  • Ela sempre aponta para o Norte, porém o polo magnético é mais ao Sul. Nos modelos atuais, é um mecanismo que faz com que a agulha permaneça apontando para essa direção. Os historiadores associam a “mudança” ao poder que os países que estão no hemisfério norte detêm;
  • O magnetismo da bússola pode ser afetado se ficar próximo a objetos metálicos, ou equipamentos eletrônicos;
  • Alguns cientistas afirmam que será possível usar a bússola em outros planetas que tenham características parecidas com a Terra (relação ao magnetismo);
  • Os componentes básicos de uma bússola são: base, cápsula, disco de leitura, portão e linhas de norte;
  • Dentro de um barco, o equipamento é conhecido como agulha ou agulha de marear;
  • Um físico inglês é que inventou o modelo que utilizamos hoje; em 1825, Willian Sturgeon elaborou a bússola moderna;
  • As bússolas precisam ser cobertas por vidro ou plástico, para não comprometer a integridade de sua agulha;
  • Os árabes é que apresentaram a bússola aos europeus.

Como elaborar uma bússola em casa?

Para ter um objeto como esse fabricado caseiramente, você não precisará de muitos materiais, veja a lista:

  • Um pedaço de rolha de garrafa;
  • Um prato fundo com água;
  • Uma agulha;
  • Um ímã.

A montagem é fácil:

  1. Marque, no prato, os pontos cardeais (Norte, Sul, Leste e Oeste);
  2. Deixe a agulha, por certo tempo, presa ao ímã, assim ela ficará imantada;
  3. Passe a agulha horizontal na rolha;
  4. Coloque a rolha com a agulha no prato e deixe-a boiar.

Terá a certeza que sua bússola funciona, se ela ficar apontando para a direção Norte, marcada no prato. Uma excelente maneira de ensinar as crianças sobre a importância de se localizar no planeta.

Mesmo com o advento de outras ferramentas tecnológicas para localização, como GPS (Global Positioning System) e o posicionamento via satélite, a bússola continua sendo uma forma precisa para se orientar em aventuras, ou em passeios pelo campo.

Marcela Mazetto

Jornalista formada pela PUCPR, tem 21 anos e é viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content