Eras Geológicas – O que são? Éons, Períodos e Suas Características

Chamamos de eras geológicas os grandes períodos de tempo que dividem a história natural da Terra. A classificação das eras é feita pela Comissão Internacional de Estratigrafia, órgão pertencente à União Internacional das Ciências Geológicas.

O objetivo da divisão do tempo em eras é facilitar o estudo e a compreensão da evolução geológica do planeta ao longo do tempo. Para isso, os geólogos se dedicam a estudar, sobretudo, rochas e fósseis, que lhes permitem, entre outras coisas, conhecer a idade da Terra, os climas de épocas passadas, os terremotos, a atividade vulcânica, a distribuição dos continentes e oceanos, etc.

O critério utilizado para a definição de cada era é baseado nas formas que os continentes e oceanos se distribuíram ao longo do tempo, bem como os seres viventes em cada região. Essas mudanças podem ser identificadas por estratotipos (localização física de uma camada de rochas) ou por datação absoluta.

Quais são as eras geológicas?

A história geológica do planeta Terra está dividida em quatro éons, que por sua vez, se dividem em eras, períodos, épocas e idades. A divisão é a seguinte:

  • Éon Hadeano: o mais antigo de todos os éons, não possuí divisão oficial;
  • Éon Arqueano: duração entre 3,85 bilhões de anos e 2,5 bilhões de anos atrás, aproximadamente. É marcado pelo surgimento das primeiras formas de vida unicelulares da Terra. Divide-se entre as eras Eoarqueana, Paleoarqueana, Mesoarqueana e Neoarqueana;
  • Éon Proterozoico: é marcado pela acumulação de oxigênio na atmosfera terrestre. Sua duração varia entre 2,5 bilhões e 542 milhões de anos atrás e está dividido entre as eras Paleoproterozoica, Mesoproterozoica, Neoproterozoica;
  • Éon Fanerozoico: vai de aproximadamente 542 milhões de anos atrás até os dias atuais, e está dividido entre as eras Paleozoica, Mesozoica e Cenozoica.

Éon Fanerozoico

Esse é o éon em que vivemos. O termo vem do grego, e significa, “vida visível”. Teve início há aproximadamente 542 milhões de anos, e está dividido, assim como os outros éons, em três eras.

Era Paleozoica

O Paleozoico, cujo termo significa “vida antiga”, em grego, vai de aproximadamente 542 até 251 milhões de anos atrás. Está dividido em seis períodos:

  • Cambriano;
  • Ordoviciano;
  • Siluriano;
  • Devoniano;
  • Carbonífero;
  • Permiano.

Essa era se caracteriza por ser o período com vestígios de vida mais abundantes. Também são desse período as rochas calcárias e os grandes depósitos de carvão.

Ainda, ocorreu uma grande diversidade evolutiva das formas de vida, durante o Cambriano, bem como uma extinção em massa de aproximadamente 90% dos seres vivos, durante o Permiano.

Era Mesozoica

O mesozoico vai de aproximadamente 251 até 65,5 milhões de anos atrás. Está dividido em três períodos:

  • Triássico;
  • Jurássico;
  • Cretáceo.

Esse período é mais conhecido pelo aparecimento, predomínio e desaparecimento dos dinossauros. O termo tem origem no grego, e significa “vida média”.

Era Cenozoica

O Cenozoico começou por volta de 65,5 milhões de anos atrás, estendendo-se até os dias de hoje. Esse período está dividido em três:

  • Paleogeno;
  • Neogeno;
  • Quaternário.

O termo tem origem no grego, e significa “vida nova”. Foi nesse período que o planeta assumiu seu aspecto atual, com a formação dos continentes, grandes maciços montanhosos, e uma explosão de diversidade na fauna e na vida animal.

Período Quaternário

O Quaternário é o último período do Cenozoico, tendo início há mais de 2 milhões de anos. Está dividido em duas épocas: Pleistoceno e Holoceno.

Pleistoceno

O Pleistoceno, cujo termo vem do grego, significando “bem mais novo”, começou há aproximadamente 2,588 milhões de anos, estendendo-se até 11, 7 mil anos atrás. Está dividido em quatro idades:

  • Gelasiano;
  • Calabriano;
  • Chibano;
  • Taratiano.

Foi durante o Pleistoceno que o homo sapiens surgiu no continente africano.

Holoceno

Holoceno é, em termos geológicos, a época atual. O Holoceno está marcado pelo crescimento da espécie humana e impacto de suas atividades, bem como pelo desenvolvimento de grandes civilizações e pela transição global significativa para a vida urbana no presente.

O Holoceno, que em grego significa “inteiramente recente”, está dividido em três idades:

  • Gronelandês;
  • Norte-Gripiano;
  • Meghalaiano.

Conclusão

O estudo das eras geológicas é importante para o entendimento de todos os processos que moldaram o planeta ao longo dos anos. Vale ressaltar que a Terra ainda está em atividade, como mostram as constantes erupções vulcânicas e os terremotos presenciados todos os anos. Portanto, as mudanças geológicas ainda estão em curso.

Referências utilizadas neste conteúdo:

http://www.stratigraphy.org/

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content