Demografia – O que é? Como funciona? Demografia no Brasil

A demografia é uma área do estudo da Geografia bastante importante para compreender diversos aspectos relacionados às populações humanas, em especial ao seu crescimento e à sua distribuição espacial. Saber essas informações é fundamental para entender o que leva a movimentações no número de indivíduos em determinado território, contribuindo para o desenvolvimento de políticas públicas e demais atitudes que devem ser feitas para o bom andamento de uma nação.

Neste artigo, vamos compreender melhor os conceitos básicos da demografia, como o seu estudo é desenvolvido pelos especialistas e também como ocorre a demografia e o crescimento populacional no Brasil.

O que é demografia?

A palavra “demografia” foi utilizada pela primeira vez em 1855, pelo francês Achille Guillard (1799 – 1876), no livro Elements de statistique humaine ou demographie comparée. O estudo da demografia tem sido feito há bastante tempo, com o objetivo de verificar a evolução das populações no tempo, o tamanho delas, sua composição, distribuição dentro do território e características gerais.

“Uma preocupação fundamental no estudo das populações humanas é com o seu tamanho em determinado momento e com os possíveis fenômenos que determinam ou afetam esse tamanho, tais como os nascimentos, os óbitos e fenômenos migratórios. É importante investigar de que modo cada um desses componentes pode ser afetado por mudanças nos demais e como esses fenômenos se relacionam entre si”, afirmam Cézar Augusto Cerqueira e Gustavo Henrique Naves Givisiez, no texto Conceitos básicos em demografia e dinâmica demográfica brasileira.

Os autores destacam ainda que o estudo da composição da população por faixa etária e sexo também é primordial para a demografia, especialmente por conta do impacto desses dados nos fenômenos demográficos, econômicos e sociais.

Outros elementos são considerados nos estudos demográficos, como a estrutura populacional de acordo com o estado civil, região geográfica das casas ou de nascimento, atividade econômica, entre outros.

Demografia no Brasil

No Brasil, esse tipo de estudo populacional é desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que faz os levantamentos e oferece inúmeras informações a respeito da população brasileira. O último censo foi realizado em 2010, mas o IBGE desenvolveu uma ferramenta que projeta a população do Brasil em tempo real.

Basta acessar o site de projeção do IBGE para ter acesso ao número de pessoas, à evolução dos grupos etários, à distribuição de percentual entre homens e mulheres, entre outros dados, projetados de 2010 a 2060, no Brasil e nos estados.

Por meio dos levantamentos feitos pelo IBGE, é possível saber, por exemplo, o aumento da população de idosos no Brasil, um traço cada vez mais característico de nosso país.

É importante ter esses dados, pois isso poderá afetar, por exemplo, na previdência social, que garante o pagamento do salário dos aposentados. Com mais idosos, mais dinheiro é preciso ser dispendido pelo governo federal para pagar as aposentadorias, o que impacta nos cofres públicos.

Outros institutos e várias universidades também desenvolvem pesquisas com a população, para entender como as pessoas têm vivido. Um exemplo é a recente pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo (USP) que aponta que os idosos estão vivendo mais tempo, porém, com cada vez menor qualidade de vida, pois estão sofrendo com mais doenças crônicas típicas dessa faixa etária. A pesquisa indicou, ainda, que tratamentos preventivos e exames podem contribuir para diminuir esses problemas.

Especialistas ressaltam que a demografia é importantíssima tanto do ponto de vista social quanto político, pois a população se configura como um elemento político fundamental que caracteriza uma sociedade.

Além disso, é a partir dessas informações que é possível desenvolver para o Brasil diversos tipos de planejamento, seja no âmbito social, econômico, político e até mesmo cultural. No exemplo citando no parágrafo anterior, a discussão sobre previdência social cresce em importância justamente pelo aumento da população de idosos.

Conclusão

Esse artigo demonstra que o estudo da demografia dentro da Geografia e, consequentemente, das Ciências Sociais, é essencial para a compreensão do avanço e do recuo populacional dentro de um país – sem falar em sua composição, seja por idade ou sexo, que pode ajudar a entender o que tem ocorrido na sociedade para aumentar essa ou aquela parcela da população.

Esse estudo propicia aos intelectuais e especialistas desenvolverem propostas em benefício da população, levando em conta as constantes mudanças sociais e populacionais.

Rodrigo Herrero Lopes

Jornalista com 15 anos de experiência, é mestre em América Latina pela Universidade de São Paulo (USP) na linha de pesquisa Práticas Políticas e Relações Internacionais.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content