Era Cenozoica – O que é? Períodos e Características

Segundo os cientistas, o planeta Terra tem aproximadamente 4,5 bilhões de anos. Esse longo período é marcado por profundas transformações geológicas, chamadas pelos cientistas de Eras geológicas, das quais a última delas, a Era Cenozoica, é justamente a que vivemos.

O que são eras geológicas?

Eras geológicas são os grandes períodos de tempo que dividem a história natural da Terra. Essa classificação é feita pela Comissão Internacional de Estratigrafia, órgão pertencente à União Internacional das Ciências Geológicas, com o objetivo de facilitar o estudo e a compreensão da evolução geológica do planeta ao longo do tempo.

Por meio do estudo das rochas e dos fósseis, os geólogos conseguem uma melhor compreensão, entre outras coisas, da idade da Terra, dos climas de épocas passadas, dos terremotos, da atividade vulcânica, da distribuição dos continentes e dos oceanos, do movimento das placas tectônicas e das atividades que deram origem aos vulcões.

Quais são as Eras geológicas?

A história geológica do planeta Terra está dividida em quatro éons, que por sua vez se dividem em eras, períodos, épocas e idades. A divisão, segundo a Comissão Internacional de Estratigrafia é a seguinte:

  • Éon Hadeano: o mais antigo de todos os éons, e não possui divisão oficial;
  • Éon Arqueano: duração entre 3,85 bilhões de anos e 2,5 bilhões de anos atrás, aproximadamente;
  • Éon Proterozoico: duração varia entre 2,5 bilhões e 542 milhões de anos;
  • Éon Fanerozoico: vai de aproximadamente 542 milhões de anos atrás até agora.

Era cenozoica: o que é?

A Era Cenozoica começou por volta de 65,5 milhões de anos atrás, estendendo-se até os dias de hoje. Esse período está dividido em três períodos: Paleogeno, Neogeno e Quaternário. O termo tem origem no grego, e significa “vida nova”. Foi nesse período que o planeta assumiu seu aspecto atual, com a formação dos continentes, grandes maciços montanhosos, e uma explosão de diversidade na fauna e na vida animal.

Período Paleogeno

Esse período está compreendido entre 65 milhões e 500 mil e 23 milhões e 30 mil anos atrás, aproximadamente. Está dividido em três épocas: Paleocena, Eocena e Oligocena. 

Durante esse período, mamíferos e aves começam a proliferar pelo planeta. O clima ainda era bem quente, mas vai abrandando paulatinamente até chegar a um clima semelhante ao atual, principalmente após o início do congelamento dos polos. A flora ainda era muito semelhante à existente no Cretáceo, porém com um desenvolvimento maior do grupo das plantas conhecidas como angiospermas.

Período Neogeno

Esse período se inicia há cerca de 23 milhões e 30 mil anos e se estende até aproximadamente 2 milhões e 500 mil anos. Está dividido entre as épocas Miocena e Pilocena.

Esse período está marcado pela expansão definitiva dos mamíferos e pelo surgimento dos hominídeos. Há ainda uma grande variedade de animais, com grande grau de parentesco aos existentes hoje. A flora predominante era de pastos e savanas. Foi nesse período que o Istmo do Panamá, que liga a América do Sul com a América Central, foi formado.

Período Quaternário

É o período atual em que vivemos, com seu início há aproximadamente 2 milhões e 500 mil anos atrás. Está dividido em duas épocas: o Pleistoceno, que vai até 11,7 mil anos, e o Holoceno, que vai de 11,7 mil anos até os dias de hoje.

Foi durante a época Pleistocena que o homo sapiens surgiu na África, aproximadamente 250.000 mil anos atrás. Essa época da Terra é marcada pelas glaciações, longos períodos em que grandes extensões de terra ficavam cobertas de gelo, para depois derreter à medida que o clima esquentava novamente.

Atualmente, vivemos no Holoceno, época iniciada há 11,7 mil anos, e marcada pela expansão definitiva e pelo domínio do homem na Terra. Em julho de 2018, a União Internacional de Ciências Geológicas dividiu o Holoceno em três subdivisões distintas: Gronelandês (11,65 mil anos atrás até 8,326 mil anos atrás), Norte-Gripiano (8,326 mil anos atrás até 4,2 mil anos atrás) e Meghalaiano (4,2 mil anos atrás até o presente).

O Holoceno tem sentido o impacto da ação humana de uma forma nunca vista. Em nenhum outro momento da história geológica do planeta o ecossistema foi tão afetado pelas formas de vida presentes. Como nossa sociedade pode viver sem afetar o curso natural do ecossistema terrestre é uma questão que precisa ser respondida, e a resposta será de vital importância para a vida futura das espécies.

Referências utilizadas neste conteúdo:

http://www.stratigraphy.org/

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content