Ecossistema – O que é, Tipos e Exemplos

A unidade básica da Ecologia é chamada de Ecossistema – forma que comunidades bióticas e meio abiótico se influenciam mutuamente para atingir um equilíbrio. Em termos funcionais, um ecossistema é um sistema complexo e fundamental para a vida na Terra, sendo que qualquer alteração, em um único elemento, pode causar grandes modificações em todo o sistema, gerando a perda de equilíbrio que antes havia.

Entenda mais sobre o que é um ecossistema, quais são seus componentes, os tipos existentes e outras informações importantes acerca do assunto.

O que é ecossistema?

ecossistema

Ecossistema é uma palavra proveniente do grego oikos, que significa “casa”, mais synístanai, que significa “colocar junto ao mesmo tempo”, dando a ideia de sistema da casa.

É possível conceituar ecossistema como um conjunto/sistema formado a partir das interações entre os componentes bióticos e abióticos. Para que um sistema possa ser delimitado como “ecológico”, ou como ecossistema, são necessários dois componentes principais:

  • Fatores abióticos – componentes básicos do ecossistema, aqueles elementos físicos e químicos que interagem entre si e com os fatores bióticos, de modo a garantir o perfeito funcionamento dos ecossistemas existentes em nosso planeta Terra.

São exemplos de componentes abióticos a luz solar, os nutrientes presentes na água e na terra, as chuvas, a umidade do ar, o calor e a radiação solar.

  • Fatores bióticos – são todos os componentes vivos que compõem um determinado ecossistema, sendo formado pelos animais e vegetais e classificados em dois grupos distintos:
  1. Seres autótrofos: conhecidos organismos produtores, que possuem a capacidade de produzir o próprio alimento, por exemplo, fotossíntese e quimiossíntese. Esse é o caso das plantas angiospermas e das algas aquáticas fotossintetizantes;
  2. Seres heterótrofos: são os organismos consumidores e decompositores de um determinado ecossistema, pois não conseguem produzir o próprio alimento, por isso alimentam-se de outros seres (tanto animais como vegetais).

Dentro dessa classificação, é possível destacar que os seres consumidores podem ser primários (quando se alimentam de produtores, como os herbívoros), secundários (quando se alimentam dos herbívoros) e terciários (quando se alimentam dos secundários).

Já os seres decompositores são bactérias e fungos, alimentando-se de organismos mortos.

Quais são os tipos de ecossistemas?

ecossistema aquático

Como dito, um ecossistema é a interação por parte da transferência de energia dos organismos vivos entre si e com os demais elementos presentes naquele ambiente.

Um ecossistema pode ter uma dimensão extremamente variável, isso porque um tronco de árvore ou uma simples poça de água são ecossistemas únicos. É também normal associar todos os ecossistemas que há no planeta Terra como um só, chamando-o de biosfera, mas a grande maioria dos estudiosos prefere dividi-los de um jeito mais fácil:

  • Ecossistemas terrestres: localizam-se em porções de terra, obviamente habitadas por um conjunto de seres vivos que interagem com o meio ambiente próprio daquela região. Representam, por exemplo, florestas, desertos, montanhas, pastagens, etc.;
  • Ecossistemas aquáticos: abrangem os ambientes de água, podendo ser desde um pequeno corpo de água até o maior deles, o oceano. Ainda, esses sistema pode ser classificados em:
  1. Ecossistemas marinhos: mares e oceanos,
  2. Ecossistemas de água doce: lagos, rios e mangues.

Lembre-se de não confundir a palavra “ecossistema” com “bioma”, pois bioma serve para identificar um ecossistema com um conjunto de características semelhantes, além de outros fatores que lhe dão um caráter único.

Exemplos de ecossistemas

organização dos ecossistemas

Os ecossistemas possuem diferentes escalas, por isso você pode se deparar com inúmeros exemplos de ecossistemas. O maior deles é a biosfera – que reúne todos os ecossistemas que existem no planeta Terra.

Entretanto, você pode querer conhecer exemplos de ecossistemas isolados, em especial aqueles localizados no Brasil. Em território nacional, há uma porção de sistemas menores, principalmente graças aos vários tipos de clima e de solo.

Veja, abaixo, quais são os principais ecossistemas brasileiros:

  • Floresta Amazônica:

É o ecossistema mais popular do país, sendo que seus limites ultrapassam o território nacional. Esse ecossistema se destaca pela biodiversidade tanto de fauna como de flora – de acordo com cientistas, são mais de 1,5 milhão de espécies só de plantas nesse local.

  • Pantanal:

Localizado nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o Pantanal é lembrado por ser uma terra úmida, reconhecida como a maior planície alagada do mundo.

O Pantanal conta com uma fauna bastante diversificada, enquanto a flora se apresenta com poucas espécies endêmicas, isto é, próprias desse ecossistema.

  • Caatinga:

A palavra Caatinga vem do Tupi e tem como significado “mata branca”. Situada na região Nordeste, a vegetação desse ecossistema perde todas as suas folhas durante o período da seca, deixando o espaço “esbranquiçado” – por isso o nome dado.

A flora da Caatinga é formada justamente por plantas que se adaptam a esse clima seco, assim como a fauna tem seus animais típicos, por exemplo, preá, veado, onças e iguanas.

  • Cerrado:

É a mais rica savana do mundo em termos de biodiversidade e é o segundo maior bioma do Brasil, em extensão. O Cerrado compreende diversos estados da região central: Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e parte oeste de São Paulo e do Paraná.

Tem semelhança com uma savana, por isso seu clima é tropical sazonal (com clima quente e períodos de chuva e de seca). Alguns animais característicos desse ecossistema são tamanduás, cutias, tatus e antas.

No Brasil, ainda são essenciais para a biodiversidade os ecossistemas:

  • Mata dos Cocais – abrange parte do Nordeste e representa uma vegetação de transição entre os ecossistemas da Caatinga e da Floresta Amazônica;
  • Mata das Araucárias – abrange a região Sul do Brasil, com uma vegetação que se adapta ao frio;
  • Pampa – localizado no Rio Grande do Sul, tem como característica o clima subtropical, com as 4 estações do ano muito bem definidas;
  • Restinga – típico do litoral do Brasil, possui um solo arenoso e rico em sais;
  • Mangue: ecossistema de regiões alagadiças quando há o encontro entre águas doces e marinhas.

Todo ecossistema conta com um ciclo da vida, pois a relação entre os grupos é clara. Os compostos orgânicos são transformados pelos decompositores em nutrientes, que, por ventura, serão usados pelos produtores como forma de alimentação, servindo para a alimentação dos consumidores. Esses irão morrer e se tornarão compostos orgânicos para os decompositores, iniciando mais um novo ciclo de vida.

[CONFIRA TAMBÉM: O QUE É UMA CADEIA ALIMENTAR?]


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply