Clarice Lispector – Quem Foi? O que fez? Biografia e Principais Obras da Escritora

Clarice Lispector foi uma escritora muito renomada, devido ao seu trabalho único. Escreveu obras literárias de diversos tipos, mas o que mais chamava atenção eram seus romances. Sendo muito premiada, está entre os melhores escritores do século XX.

Para conhecer um pouco do trabalho da escritora, saber como foi sua vida, criação, formação e as histórias feitas por ela, leia todas as informações abaixo. Aprenda mais sobre a vida de Clarice Lispector, tanto no âmbito pessoal, como fatos sobre sua carreira:

Biografia

biografia clarice lispector

Clarice Lispector nasceu na Ucrânia, em 10 de dezembro de 1920, porém foi naturalizada brasileira – isso porque, logo após o seu nascimento, seus pais migraram para o Brasil. Quando chegou ao território brasileiro, mais especificamente em Pernambuco, Clarice tinha apenas dois meses de idade.

Sua família havia perdido toda a renda, devido à Segunda Guerra Mundial, e teve que emigrar de país, pois sofriam com a perseguição aos judeus. Próximo ao seu nascimento, ocorreu o extermínio em massa de pessoas que seguiam essa linha religiosa, por correntes de pensamento contrários, como a perseguição nazista – por isso, seus pais vieram para cá com ela e suas outras duas irmãs.

Clarice viveu sua vida toda no Brasil e, por conta disso, considerava-se pernambucana. A autora até mesmo negou vínculos com o país de origem, declarando que “naquela terra eu literalmente nunca pisei: fui carregada de colo”.

Quando ela e sua família chegaram, passaram um período em Pernambuco, onde Clarice viveu até seus 8 anos de idade e perdeu sua mãe. Aos 14 anos, ela, seu pai e suas irmãs foram morar no Rio de Janeiro, onde conseguiram estabilidade.

Clarice casou-se em 1943, com Maury Gurgel Valente, diplomata, com o qual teve dois filhos, vivendo por anos fora do Brasil. Porém, anos mais tarde, o casal acabou se separando e Clarice voltou a morar no Rio de Janeiro.

Clarice morou grande parte de sua vida no Brasil, vindo a falecer em 9 de dezembro de 1977, no Rio de Janeiro. Sua morte foi resultado de um câncer no ovário e ocorreu 1 dia antes de ela completar 57 anos de idade. Além de seus dois filhos, Clarice deixou para trás diversos contos, romances, entrevistas, crônicas e livros infantis.

Carreira

Clarice era jornalista e escritora. Esta mulher tornou-se famosa pelo seu trabalho e por suas principais obras, que eram romances, ensaios e contos. Muitas de suas frases viralizaram na Internet, mas muitas atribuídas erroneamente à escritora.

Clarice Lispector é considerada a escritora mais importante do século XX, tendo recebiso, também, o título de segunda melhor escritora judia, perdendo apenas para o escritor Franz Kafka.

A escritora estudou direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1939, e formou-se em 1943. Porém, veio a se interessar mais pela literatura, tendo iniciado seu trabalho como tradutora e, mais tarde, como jornalista e contista. Além disso, ela foi redatora na Agência Nacional e jornalista em “A Noite”.

Trabalhos e Livros

clarice lispector escritora

O trabalho de Clarice Lispector relata cenas comuns do dia a dia, bem alinhadas às tramas psicológicas. Seu trabalho fez parte do Terceiro Tempo Modernista, tendo suas histórias conhecidas devido à epifania. Geralmente, são personagens normais, que repentinamente se deparam com o aparecimento ou entendimento de algo. Ou seja, a escritora, em algum ponto, tornava visível ao leitor aquilo que só ela conseguia ver.

O primeiro livro da escritora foi lançado em 1944, sob o título de “Perto do Coração Selvagem”, o qual levaria uma premiação na Academia Brasileira de Letras. Dois anos depois, ela publicou “O Lustre”.

Em 1954, 10 anos após o lançamento de seu primeiro livro, ele recebeu uma versão traduzida para Francês. Além disso, a escritora engatou em outros trabalhos, passando a escrever contos para a “Revista Senhor”, finalizando um novo romance, o qual intitulou de “A maça no Escuro”.

Depois da separação de Clarice com seu marido Henry, a escritora voltou a trabalhar no Rio de Janeiro, onde escreveu seu primeiro conto, em 1960 – “Laços de Família”. Depois disso, escreveu “A Legião estrangeira” e, por último – um marco na literatura -, “A Paixão Segundo HG”.

Em 1967, após ferir-se em um grave incêndio em sua casa, causado por um cigarro, Clarice aderiu a contos infantis, tendo como principais obras:

  • Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres;
  • A mulher que matou os peixes;
  • Felicidade Clandestina.

Já na década seguinte, nos anos 70, ela recebeu o prêmio da Fundação Cultural e do Distrito Federal, pelo conjunto de sua obra. Seu livros escritos na época foram “Onde Estivestes de Noite?”, “Água Viva”, “A imitação da Rosa” e “Via Crucis do Corpo”. Seu último livro foi “A hora da estrela”, romance que, posteriormente, ganhou sua versão para o cinema.

Rafaela Mustefaga

Graduada em Letras Português/Inglês, pela PUCPR, é revisora e editora de textos informativos, apaixonada por línguas e literatura e professora nas horas vagas.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content