Conheça Mais Sobre O Terçol: Causas, Sintomas e Tratamento

Nossas pálpebras têm um papel importante na saúde do corpo, auxiliando na umidificação e proteção dos olhos, bem como eliminação de resíduos.

Conheça, abaixo, mais sobre o terçol, um problema ocular muito comum e saiba quais as causas, os sintomas e as melhores formas de tratamento e prevenção.

Terçol

O que é o terçol?

O terçol é uma inflamação que ocorre em alguma das glândulas sebáceas presentes na borda da pálpebra, quando inflamada por uma bactéria.

O nome correto é Hordéolo e acontece quando a inflamação ocorre tanto internamente como externamente. Na maioria dos casos, não apresenta nenhum sintoma grave, mas pode causar dor e incomodo, tendo duração média de 1 a 7 dias.

Quando a inflamação acontece na parte interna (Meibomius), é formado um cisto não infeccioso, menos doloroso, porém só pode ser retirado com métodos cirúrgicos. Além disso, nenhum dos tipos de terçol é considerado contagioso e seu tratamento, muitas vezes, é simples.

Quais são as principais causas?

Entre as principais causas está a bactéria chamada estafilacocos,  provocada pela má higiene, pelo uso excessivo de maquiagem e até mesmo por coçar os olhos com frequência. O excesso de oleosidade também está entre os principais fatores, devido à grande quantidade de hormônios presente nele.

A inflamação é mais frequente em pessoas que apresentam um quadro de blefarite – um tipo de inflamação na parte externa das pálpebras – e de oleosidade, presentes em adolescentes e idosos.

Quais os sintomas do terçol?

Os principais sintomas agudos presentes na pessoa com terçol são dor local, vermelhidão e inchaço das pálpebras. Na fase subaguda, a dor costuma sumir, mas a inflamação persiste com um pequeno caroço.

Terçol

Qual o tratamento adequado?

Para casos de terçol interno, é importante procurar um oftalmologista que irá receitar o uso de antibióticos e, até mesmo, encaminhar para uma drenagem cirúrgica, se for o caso. Além disso, tratamentos caseiros são importantes, como higienização dos olhos com shampoo de bebê e compressas frias de camomila.

Já para os casos externos, muitas vezes, o problema irá desaparecer com os tratamentos caseiros citados acima, mas, caso os sintomas persistam por mais de uma semana, é importante procurar um profissional da saúde, para um melhor diagnóstico.

Quais são os métodos de prevenção?

As principais formas de prevenção são os cuidados higiênicos na área dos olhos, as consultas oftalmológicas com frequência e, também, a atenção aos produtos cosméticos, que podem conter sujeiras e bactérias prejudiciais.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply