Conjunção – O que é? Como Usar? Veja exemplos e aprenda de uma vez!

Você sabe o que é a conjunção? Elas são muito utilizadas nas frases, diariamente. Porém, estão tão enraizadas no nosso idioma que mal percebemos seu uso e, muitas vezes, acabamos as falando ou escrevendo de maneira errada.

Para aprender de vez as conjunções, veja o texto completo, com a explicação do que são, como elas funcionam e como utilizar, com diversos exemplos práticos. Procure treinar o conteúdo abaixo, para poder fixá-lo de uma vez por todas e sem cometer mais erros!

O que são conjunções?

o que é conjunção

Conjunção é aquela palavrinha que liga dois ou mais termos dentro de uma sentença. Ela estabelece uma relação entre frases ou orações que possuam um mesmo valor gramatical. Veja o exemplo de conjunções ligando duas frases e duas palavras:

  • Comprei um vestido e uma saia;
  • Queria comprar um vestido, mas estava sem dinheiro.

Além disso, podemos também dividir as conjunções em subordinadas e coordenadas. Aprenda a diferença entre elas:

conjunção e preposição

Comprei um presente para você. (preposição) ≠ Estudamos bastante para que passemos no vestibular. (conjunção, pois estabelece uma relação de finalidade)

Conjunções coordenativas

Ao todo, na Língua Portuguesa, existem 5 conjunções coordenativas. Elas ligam duas orações independentes, ou seja, que não dependem uma da outra para ter algum significado, mesmo separadas fazem sentido. Conheça todas elas:

Conjunções aditivas

Elas promovem o significado de soma, adicionam pensamentos ou ações em uma única frase. São elas:

  • E;
  • Nem;
  • Não só;
  • Mas também;
  • Como também.

Exemplos:

  • Eu fui ao mercado e depois almocei;
  • Eu não consegui terminar o texto, nem a atividade;
  • Eu não só fui ao mercado, como também à farmácia;
  • Eu penso nela, mas também sei que preciso deixá-la partir.

Conjunções adversativas

Exprimem opostos, ideias contrárias, criando contraste, oposição e, até mesmo, compensação de pensamentos ou ações. Usa-se:

  • Mas;
  • Porém;
  • Contudo;
  • No entanto;
  • Entretanto;
  • Todavia.

Exemplos:

  • Eu queria ter ido, mas não tive tempo;
  • Eu me programei para viajar, porém cancelaram o voo;
  • Eu faço esse favor, contudo você deve manter meu segredo;
  • Eu me perdi no meio do caminho, no entanto acabei encontrando-me até chegar ao destino;
  • Ele errou, todavia quer ser respeitado;
  • Eu vou com você, entretanto você terá que ir comigo também.

Conjunções alternativas

Exprimem duas ou mais opções dentro de uma escolha de pensamentos. Normalmente utiliza-se:

  • Ou + ou;
  • Ora + ora;
  • Seja + seja;
  • Quer + quer.

Exemplos

  • Ou você vai comigo, ou fica em casa;
  • Ora quer isso, ora quer aquilo;
  • Seja branco, seja preto, eu não gostei do modelo do vestido;
  • Quer amarelo, quer azul, ambos sapatos estão caros.

Conjunções Conclusivas

Expressam conclusão de um pensamento. Nas conjunções conclusivas utilizamos:

  • Logo;
  • Por isso;
  • Pois (depois do verbo);
  • Portanto;
  • Por conseguinte;
  • Assim.

Exemplos:

  • Penso, logo existo;
  • Choveu, por isso molhou a sacada;
  • Choveu, pois o céu estava fechado antes;
  • Choveu, portanto a colheita será boa;
  • Ele acelerou, assim conseguiu chegar na hora certa;
  • Ele encheu a piscina, por conseguinte teve que a esvaziar.

Conjunções Explicativas

São conjunções que exprimem uma razão ou um motivo de algo. Veja as mais utilizadas para esse fim:

  • Que;
  • Porque;
  • Assim;
  • Pois (antes do verbo);
  • Porquanto;
  • Por conseguinte.

Exemplos:

  • Não secou nenhuma roupa porque não fez sol;
  • Ela me deu o dinheiro que achou que me ajudaria;
  • Ela foi mais rápida que eu, assim ficou em primeiro lugar;
  • Eu sei que fui rápida, pois cronometrei;
  • Ela estava presente, porquanto também é culpada;
  • Ela foi à missa, por conseguinte deu o dízimo.

conjunções

Orações subordinadas

São aquelas em que uma depende da outra para que a sentença faça sentido. Ao ocultar parte da frase, ela não pode ser compreendida. As conjunções subordinadas são divididas em 10 tipos:

Orações Integrantes

São usadas quando a oração ocupa função de substantivo na frase. Utiliza-se:

  • Que;
  • Se.

Exemplos:

  • Não sei se quero fazer isso;
  • Quero que você venha aqui.

Conjunções causais

Servem para introduzir orações que exprimem causas. Utilizam-se:

  • Que;
  • Porque;
  • Como;
  • Pois;
  • Visto que;
  • Já que;
  • Uma vez que.

Exemplos:

  • Não fui à aula porque não quis.
  • Eu vim para cá que sou sempre muito bem tratada;
  • Como cheguei atrasado, levei falta;
  • Faltei à aula, pois estava chovendo muito;
  • Visto que o professor dispensou toda a turma, poderei faltar à aula;
  • Já que não irá ter chamada, vou para casa dormir;
  • Uma vez que será feita a apresentação do conteúdo, é importante a presença de todos.

Conjunções comparativas

Introduzem a ideia de comparação entre duas ou mais orações. Usa-se:

  • Como;
  • Que;
  • Do que.

Exemplos:

  • Eu brilho como o sol;
  • Ele é mais forte do que eu;
  • Ele é maior que uma girafa.

Conjunções concessivas

Introduzem uma oração que se opõem à ideia principal da frase:

  • Embora;
  • Ainda que;
  • Mesmo que;
  • Se bem que;
  • Posto que;
  • Apesar de que;
  • Por mais que;
  • Por melhor que.

Exemplos:

  • Embora fique sem dinheiro, viajarei no final do ano;
  • Ainda que a greve continue, tenho gasolina no carro;
  • Mesmo que não esteja muito animado, terei que ir ao aniversário;
  • Se bem que vou viajar, mesmo que atrase meu projeto;
  • Vou para o aniversário, posto que contra a minha vontade;
  • Apesar de que valeu a pena, fiquei sem dinheiro depois do investimento;
  • Por mais que eu queira ir, não tenho tempo;
  • Por melhor que seja viajar, não é possível ir sempre.

Conjunções condicionais

As conjunções condicionais  exprimem uma hipótese ou condição para que a oração principal se realize:

  • Caso;
  • Contanto que;
  • Salvo se;
  • Desde que;
  • A não ser que.

Exemplos:

  • Eu vou à festa, a não ser que meu ex esteja lá;
  • Desde que o Lucas vá para Madri, eu também vou;
  • Eu vou faltar à aula, salvo se o professor passar trabalho;
  • Contanto que se organize, você pode ir com a gente;
  • Caso chova, eu ficarei em casa.

Conjunções conformativas

São conjunções que exprimem concordância, acordo com um fato. Utiliza-se:

  • Segundo;
  • Como;
  • Conforme.

Exemplos:

  • Você deve respeitar os trajes segundo dizia o convite;
  • Você vai para lá como veio para cá;
  • Conforme dizia no convite, temos que usar roupas sociais.

Conjunções Consecutivas

Exprimem efeito ou consequência da oração principal:

  • Que;
  • De forma que;
  • De modo que;
  • De maneira que.

Exemplos:

  • Ela estava com tanta febre que teve que ser atendida urgentemente;
  • O acidente foi grave, de forma que ninguém quis ver;
  • Ela pediu educadamente, de modo que ninguém conseguiu dizer não;
  • Ele foi rápido, de maneira que foi o primeiro a chegar.

Conjunções temporais

Introduzem locuções que expressam ideia de tempo. Utiliza-se as seguintes conjunções:

  • Logo que;
  • Antes que;
  • Quando;
  • Assim que;
  • Sempre que.

Exemplos:

  • Logo que meu marido chegar, tomarei banho;
  • Antes que me atrase, terei que sair de casa;
  • Quando minha amiga sair do banho, será minha vez de entrar;
  • Assim que acabar esse episódio, vou escovar os dentes;
  • Júlio falta à aula sempre que sente dores de cabeça.

Conjunções Finais

Expressam orações que apontam um objetivo, uma finalidade.

  • A fim de que;
  • Para que.

Exemplos:

  • Para que ele fique tranquilo, todos nós iremos fazer uma visita;
  • A fim de que normalize a situação, ele irá protestar.

Conjunções Proporcionais

Dão início a orações subordinadas que exprimem simultaneidade, concomitância:

  • À medida que;
  • À proporção que;
  • Ao passo que;
  • Quanto mais;
  • Quanto menos;
  • Quanto menor;
  • Quanto melhor.

Exemplos:

  • À medida que você cresce, você compreende as coisas;
  • Você ganha seu salário, à proporção que trabalha;
  • Ao passo que avança nas pesquisas, os resultados também progridem;
  • Quanto mais saúde, melhor será a qualidade de vida;
  • Quanto menos dinheiro eu gastar, mais terei para viajar;
  • Eu quero um pedaço pequeno de bolo. Quanto menor menos engordarei;
  • Quanto melhor for o vinho mais caro ele custará.

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply