Floresta Amazônica – Fauna, Flora, Clima, Extensão e Curiosidades

A Floresta Amazônica é a maior floresta tropical do mundo. Ela abrange o Brasil e também os países vizinhos – Peru, Bolívia, Equador, Colômbia e Venezuela. No Brasil, ela se estende por mais de 40% do território e corresponde ao nosso bioma melhor preservado.

No entanto, cerca de 16% de sua área já foi desmatada, o que equivale a duas vezes e meia a área do estado de São Paulo. Infelizmente, o desmatamento voltou a crescer na região em 2016.

Além do desmatamento, as queimadas, o garimpo, a agricultura e o tráfico ilegal de biodiversidade são os principais problemas que afetam a floresta. As humanas corroboram para as mudanças climáticas que acometem todo o planeta, pois a Amazônia é considerada uma área de resfriamento atmosférico, além de abrigar uma biodiversidade imensa.

Confira, abaixo, mais detalhes desta floresta tão incrível e tão rica, só aqui no Gestão Educacional!

Floresta Amazônica

Fauna e flora

Apesar de não terem sido identificadas todas as espécies da fauna desta região, estima-se que há cerca de 30 trilhões de animais, o que corresponde a 20% da fauna mundial. Os mais populares são os mamíferos, que incluem as onças, os macacos e os mamíferos marinhos, como o boto-cor-de-rosa, chamado de golfinho de água-doce. Este animal pode chegar a 2,5 metros de comprimento e 160 quilos. Infelizmente, sua população encontra-se em declínio, em função da caça.

Outros animais estão em conflito com a população local, que por medo acaba matando-os. É o caso da onça-pintada, que não é bem vista por muitos moradores. Além disso, a população local costuma caçar espécies de macacos e catetos para alimentação, sendo chamada caça de subsistência.

Além dos mamíferos, as aves da Amazônia são muito famosas por suas cores, como os tucanos e o galo-da-serra. Esta espécie é de difícil visualização, porém suas penas coloridas são admiráveis. Os répteis, como os jacarés e as serpentes, também estão presentes na região.

A Floresta Amazônica compreende cerca de 60 mil espécies de plantas e é formada por diferentes tipos de vegetação, como florestas estacionais, florestas de igapó, campos alagados, savanas e formações pioneiras.

Floresta Amazônica

Mas, de maneira geral, ela é classificada em: matas de terra firme, matas de várzea e matas de igapó.

As matas de terra firme são as localizadas nas porções mais altas da região, não sendo inundadas em nenhuma época do ano. A castanheira-do-pará e a palmeira são as mais características espécies deste tipo de vegetação.

Já as matas de várzea são as que sofrem inundações em certos períodos, por isso o nome.

E as matas de igapó são as áreas mais planas e localizadas nas partes mais baixas. A flora ali é caracterizada por arbustos, cipós e musgos, ou seja, plantas de menor porte. Um dos símbolos desta vegetação é a vitória-réria, característica da Floresta Amazônica.

Além das plantas citadas acima, a seringueira, o cupuaçu e o cacau-da-Amazônia também são muito comuns na região, sendo fonte de renda para os produtores locais que plantam e comercializam estas árvores.

[CONFIRA TAMBÉM: LISTA DE ANIMAIS EM EXTINÇÃO NA FLORESTA AMAZÔNICA]

Floresta Amazônica

Clima

A Floresta Amazônica é localizada na região norte do Brasil, muito próxima à linha do equador. Por este motivo, as temperaturas são elevadas, variando entre 22ºC e 28ºC.

O clima é classificado como equatorial úmido, pois, além de altas temperaturas, chove com regularidade. Assim, durante os meses mais chuvosos, os moradores locais dizem que estão no “inverno”.

Extensão

No Brasil, o bioma da Floresta Amazônica se estende por 4.196,943 km2, abrangendo os estados de Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima e parte de Maranhão, Mato Grosso, Rondônia e Tocantins.

Floresta Amazônica

[PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A REGIÃO NORTE CLIQUE AQUI!]

Curiosidades da Floresta Amazônica

A Amazônia brasileira é chamada de Amazônia Legal e abrange 59% do território brasileiro, estendendo-se por 775 municípios. Por conta do seu tamanho, ela representa 67% das florestas tropicais do mundo. Assim, se fosse um país, ela seria o 6º maior em extensão.

Além disso, esta região abriga 20,3 milhões, de moradores de acordo com o censo do IBGE (2000), número que corresponde a 12,3% da população do país.

Podemos notar, então, a grande importância desta floresta para o Brasil e para o mundo, pois além da filtragem do gás carbônico, habitat de inúmeras espécies animais e vegetais, ela também abriga inúmeras plantas medicinais que podem ser utilizadas para tratar doenças. Assim, a conservação e a pesquisa na região devem ser estimulas de maneira sustentável.

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content