Região Norte – Estados, Relevo, Vegetação, Clima, Demografia, Economia e Cultura

Quinto maior país do mundo, o Brasil é marcado pela diversidade étnica e cultural de sua população. Essa diversidade também se verifica em relevo, solo, clima e economia de cada uma das cinco regiões que compõem o país. Nesse contexto, a região Norte tem um destaque especial.

Com uma extensão de aproximadamente 3.853.676,948 km ², a Região Norte do Brasil é a maior do país, abrangendo quase metade do território nacional. Essa área faz fronteira com Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname e Guiana Francesa, e é banhada pelo Oceano Atlântico. Além disso, compartilha divisas com as regiões Nordeste e Centro-Oeste.

Estados da Região Norte

A Região Norte é formada por 7 estados:

 

  • ACRE
  • Capital: Rio Branco
  • População: 869.265 habitantes

 

  • AMAPÁ
  • Capital: Macapá
  • População: 829.494 habitantes

 

  • AMAZONAS
  • Capital: Manaus
  • População: 4.080.611 habitantes

 

  • PARÁ
  • Capital: Belém
  • População: 8.578.051 habitantes

 

  • RONDÔNIA
  • Capital: Porto Velho
  • População: 1.787.279 habitantes

 

  • RORAIMA
  • Capital: Boa vista
  • População: 576.568 habitantes

 

  • TOCANTINS
  • Capital: Palmas
  • População: 1.550.194 habitantes

Floresta Amazônica

Relevo

O relevo da Região Norte é constituído por planícies e planaltos com altitudes acima de 400 metros, com destaque para:

  • Planície Amazônica, que segue a calha do rio Amazonas, além de algumas áreas de depressão, com altitudes inferiores a 300 metros, dividida em várzeas (áreas mais baixas, constantemente inundadas), terraços fluviais (áreas com altura inferior a 30 metros) e terra firme (áreas mais altas);
  • Planalto das Guianas, localizado ao norte da Planície Amazônica. É nele que está localizado o maior pico do Brasil, o Pico da Neblina, com 2.995,30 metros.
  • Planalto Central, ao sul da Região Norte, constituído de terrenos antigos e solos sedimentares.

Clima

A Região Norte apresenta clima equatorial, com altas temperaturas, entre 24 e 26 graus. Por conta do grande volume hidrográfico (a maior bacia hidrográfica do mundo), a alta evaporação faz da região a área mais úmida do território brasileiro. As chuvas são constantes entre dezembro e maio, sendo a região onde mais chove no Brasil.

Várias usinas hidrelétricas estão instaladas no Norte para aproveitar os recursos hídricos locais. Na foz do Rio Amazonas, um dos maiores rios do mundo, está a ilha de Marajó, a maior ilha fluviomaritima (cercada por mar e rio) do mundo, com cerca de 50.000 km ².

Vegetação

A vegetação é formada, principalmente, pela Floresta Amazônica, a maior floresta tropical do mundo, composta por árvores de médio e alto porte, estendendo-se por 5 milhões e meio de quilômetros e constituindo-se como um dos principais biomas do país.

Além da floresta, pequenas áreas de cerrado, campos e mangues completam a vegetação da região.

Festival de Parintins

Festival de Parintins.

Demografia

A Região Norte, embora seja a maior do Brasil, é a menos populosa, com aproximadamente 18 milhões de pessoas. Uma das razões para isso é a presença da Floresta Amazônica, que constitui um grande obstáculo para a ocupação humana.

A maior parte da população da região se concentra, sobretudo, em dois estados: Pará e Amazonas, com cerca de 70% de todos os habitantes. Manaus, a capital do Amazonas, é a cidade mais populosa, com cerca de 2.145.444 milhões de habitantes, seguida de Belém, capital do Pará, com cerca de 1.485.732 milhões de habitantes.

Economia

A economia da região foi, por muito tempo, baseada na extração de borracha. Atualmente, ela se baseia em três atividades principais: Indústrias, Extrativismo vegetal e mineral e Agropecuária.

A Zona Franca de Manaus, um grande polo industrial, foi criado em 1957, com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento da região. Ainda hoje, aproximadamente 600 empresas de todo o mundo ainda estão no local, gerando milhares de empregos e contribuindo fortemente para a economia local.

Além da indústria, o extrativismo também ocupa papel econômico importante, sobretudo com relação à mineração de ouro, ferro e outros minerais, além de madeira. A caça, a pesca, e a cultura de produtos como a soja, entre outros, complementam a economia da região.

Círio de Nazaré

Círio de Nazaré.

Cultura

Uma das manifestações culturais mais conhecidas da Região Norte é o Festival de Parintins, uma festa que ocorre no mês de julho na cidade de Parintins, próxima a Manaus. Outra manifestação muito famosa é o Círio de Nazaré, uma festa religiosa que ocorre no mês de Outubro, em Belém.


Referências utilizadas neste conteúdo:

https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados.html
https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/20/aeb_2017.pdf
https://www.festivaldeparintins.com.br/
Coelho, Marcos de Amorim. Geografia do Brasil. Editora Moderna, 1998.


Umberto Oliveira

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply