Germinação – O que é? Estrutura das sementes de germinação e Etapas

As plantas são organismos muito próximos dos seres humanos e de outros animais, pois são fontes de alimento para muitos de nós, além de serem essenciais para a produção do oxigênio terrestre. Graças ao entendimento de como a reprodução destes organismos ocorre é que pudemos iniciar as plantações, deixando a vida nômade para trás.

A germinação é parte fundamental da perpetuação e multiplicação de várias espécies vegetais que pertencem ao grupo das gimnospermas e angiospermas – plantas que possuem sementes.

As sementes são os óvulos fertilizados e desenvolvidos, e foi por meio delas que se desenvolveu a agricultura moderna. Com sementes de alta qualidade plantações saudáveis emergem.

Confira, abaixo, mais detalhes sobre o que é e como ocorre a germinação, só aqui no Gestão Educacional!

O que é germinação?

Germinação é o crescimento do embrião contido dentro da semente, sendo caracterizada por uma sequência de eventos fisiológicos que são influenciados por fatores internos e externos.

Pode também ser definida como a emergência e o desenvolvimento das estruturas essenciais do embrião.

Estruturas da semente e germinação

As sementes são constituídas por três partes fundamentais: cobertura (ou tegumento), tecido de reserva e eixo embrionário.

  • Tegumento: fornece proteção ao embrião contra choques mecânicos, microrganismos e insetos. Além disso, regula a entrada e saída de oxigênio e de água, fundamentais para a germinação. Quando o tegumento não fornece a troca destes elementos entre a semente e o ambiente é considerado uma semente dormente;
  • Tecido de reserva: como o nome sugere, é uma reserva nutritiva para o eixo embrionário, necessária para o início do desenvolvimento, uma vez que a planta não possui raízes para captar nutrientes ou folhas para realizar fotossíntese;
  • Eixo embrionário: é o embrião da planta, que se desenvolverá em um novo indivíduo. Na maioria das vezes, quando a semente perde vigor ou viabilidade, ela possui alterações no eixo embrionário.

Fatores que influenciam a germinação

Internos

Dentre os fatores internos que regulam a germinação das sementes podemos citar a dormência e os inibidores e promotores da germinação. Ou seja, características intrínsecas das sementes, como problemas genéticos e produção de fitohormônios (hormônios vegetais), como as auxinas.

Externos

Dentre os principais fatores ambientais que influenciam a germinação podemos citar a luz, temperatura, disponibilidade de água e de oxigênio.

As sementes possuem diferentes sensibilidades à luz, sendo que algumas são inibidas pela alta intensidade luminosa, enquanto outras são promovidas a germinarem.

Além da intensidade, o tempo de exposição à luz também influencia a germinação, por isso algumas plantas são mais adaptadas ao inverno e outras ao verão.

A temperatura também está associada à intensidade e ao tempo de exposição à luz, afetando as reações bioquímicas da germinação. Os limites de temperatura determinam a distribuição geográfica na qual a planta ocorre.

A disponibilidade de água também é um dos fatores que mais afeta a germinação. Ela é essencial para reidratação dos tecidos e retomada das atividades metabólicas, providenciando energia e nutriente para a retomada do desenvolvimento do embrião, quando em condições adequadas. Porém, o excesso de água pode ser prejudicial, diminuindo a velocidade da germinação, pois impede a absorção de oxigênio pela semente.

Etapas da germinação

  • Embebição: é caracterizada pela absorção de água para umedecer os tecidos e reativar o metabolismo celular;
  • Indução do crescimento: é a expansão das células, com a utilização do endosperma e sua reserva nutritiva. A absorção de água diminui. A radícula começa a emergir.

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Teste seus conhecimentos sobre Germinação – O que é? Estrutura das sementes de germinação e Etapas

1) (ENEM 2007) Fenômenos biológicos podem ocorrer em diferentes escalas de tempo. Assinale a opção que ordena exemplos de fenômenos biológicos, do mais lento para o mais rápido.

  • a) O germinação de uma semente, crescimento de uma árvore, fossilização de uma samambaia.
  • b) Fossilização de uma samambaia, crescimento de uma árvore, germinação de uma semente.
  • c) Crescimento de uma árvore, germinação de uma semente, fossilização de uma samambaia.
  • d) Fossilização de uma samambaia, germinação de uma semente, crescimento de uma árvore.

Deixe seu Comentário

WebGo Content