Aves – Características físicas, Comportamento, Habitat, Alimentação e Reprodução

As aves constituem um grupo de mais de 10.400 espécies, que se caracterizam principalmente por conta da presença de penas.

Apesar de serem classificados como seres complexos, próximos aos mamíferos, esses animais são, na verdade, mais próximos da história evolutiva dos répteis. Por isso, as galinhas são, por vezes, chamadas de dinossauros modernos.

A relação dos homens com as aves vai além do estudo biológico, numa ciência chamada de Ornitologia. Elas são uma importante fonte de alimento, como é o caso das galinhas e de seus ovos. Além disso, as aves apresentam relações culturais com os humanos, como o uso de suas penas para a produção de chapéus e ornamentos, e também como representação de seres mitológicos.

Características

Apesar de constituírem um grupo muito diverso, uma das características mais marcantes das aves é a presença de penas. Essas estruturas foram adaptadas para o voo, embora nem todas as aves voem, como é o caso dos pinguins. Além disso, as penas promovem a manutenção da temperatura corporal.

Um dos maiores exemplares desse grupo são os albatrozes, cujo comprimento de envergadura pode chegar a 3,5 metros de comprimento. Mas, o avestruz é a maior ave vivente, podendo atingir 2,75 metros de comprimento e pesar 150 quilos.

Por outro lado, outras espécies de aves são bem menores, como os beija-flores. O beija-flor abelha de Cuba possui 6,3 centímetros de comprimento e pesa cerca de 3 gramas.

Como o peso é um dos empecilhos para o voo, uma das adaptações que surgiram nas aves são os ossos pneumáticos, que são porosos e, portanto, mais leves do que os ossos dos mamíferos, por exemplo.

Comportamento

Os sentidos mais importantes para as aves são a visão e a audição, principalmente porque grande parte do seu comportamento de forrageamento e de reprodução é estereotipada.

Assim, a manutenção das penas é de vital importância para que o voo aconteça da maneira mais eficiente, mas também porque a exibição delas ocorre durante a corte. A lubrificação, o alisamento e os movimentos de alongamento são usados.

Outro comportamento que ocorre durante a época reprodutiva, é a marcação de territórios. As brigas físicas raramente ocorrem, em função de exibições que demonstram quem manda em cada território.

As aves variam também em comportamento social, podendo ser solitárias ou viver em grandes grupos, como os pelicanos. A maioria das aves tem hábitos diurnos.

Habitat

O vôo permitiu que as aves colonizassem diferentes ambientes, desde picos polares até a formação de comunidades complexas em florestas tropicais. Dessa forma, esses animais podem ser encontrados praticamente em qualquer lugar do planeta.

Alimentação

As aves também apresentam diferentes hábitos alimentares. Isso se deve à grande diversidade de bicos que permitiu a exploração de diferentes recursos.

Muitas delas são insetívoras, podendo coletar insetos em pequenos buracos, como os pica-paus. Já as aves de rapina são carnívoras e consomem animais maiores, como ratos e raposas. Outras são ainda especializadas no consumo de peixes.

Muitas aves também são herbívoras, e consomem partes vegetais, principalmente sementes, frutos ou néctar, pois esses alimentos têm mais valor nutricional que as folhas.

Reprodução

As aves realizam fecundação interna e colocam ovos. A fecundação ocorre pela cloaca, órgão com função reprodutiva, de excreção e defecação.

Os ovos podem ser chocados nos ninhos ou simplesmente entre as pernas dos pais. Outras aves podem ainda chocar seus ovos entre a vegetação e depender dela para mantê-los aquecidos.

O período de incubação dura entre 11 e 80 dias, dependendo do tamanho da ave e do tempo de desenvolvimento no momento do nascimento.

A maioria das espécies nasce sem penas e depende inteiramente do cuidado parental para sobrevivência. Esse período de proteção também varia bastante entre as espécies.

A maioria das aves constrói os ninhos onde os ovos serão chocados, prática essa que também pode ser usada como forma de conquista da fêmea durante a corte. No entanto, o ninho pode ser “roubado” de outra ave, também.

Esses lugares geralmente são construídos na areia, em buracos no chão, em buracos nas árvores ou em rochas, e podem ter uma variedade de formas.

Curiosidades

Alguns ninhos são constituídos de materiais diferenciados, como teias de aranha, lama, pelo de cavalo, pele de cobra e até materiais humanos, como tampas de caneta. Esses materiais também são utilizados como adornos para chamar a atenção da fêmea.

Na Tailândia, uma sopa de ninho de uma espécie de andorinha é considerada uma iguaria. As andorinhas constroem os ninhos com saliva para manter os materiais unidos, sendo posteriormente utilizados no preparo de uma sopa muito cara, apreciada por algumas pessoas.

Referências utilizadas neste conteúdo:

http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/aves.htm

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content