Os Valores Éticos nas Relações Interpessoais – Como ser ético nas relações interpessoais?

A questão da ética nunca esteve tão em voga quanto nos dias de hoje. Cada vez mais se fala nesse assunto e também num rosário de comportamentos e atitudes que devem permear as relações interpessoais, seja em casa, entre vizinhos, amigos e especialmente no ambiente de trabalho. Ocorre que, para além do palavreado, observa-se que os valores éticos acabam sendo deixados de lado em muitos casos diante de situações do dia a dia.

Até por isso, se evidencia a necessidade de saber quais são esses valores éticos e compreender a importância deles nos dias de hoje. Neste artigo, abordaremos o que é ética e o que são as relações interpessoais, como ser ético nas relações interpessoais e, especificamente, no ambiente de trabalho. Só aqui, no Gestão Educacional!

O que é ética?

Em primeiro lugar, precisamos compreender os conceitos fundamentais que giram em torno deste tema. Ética é uma palavra de origem grega (“ethos”), que está relacionada à questão de caráter e reúne elementos ligados aos costumes, aos hábitos e às formas de viver de um indivíduo ou de um grupo de pessoas. Ela pressupõe uma reflexão a respeito da essência que perpassa os princípios e valores que congregam a moral, que procura entender o sentido da vida humana e o bem e o mal.

No entanto, no dia a dia, o significado de ético pode variar de pessoa para pessoa. Por exemplo, um sujeito faz algo que você considera antiético, mas, por algum motivo, o indivíduo considera aquilo normal. Porém, por mais que se queira “dobrar” a ética, ela é única e baseia como deve ser nosso comportamento, reunindo aspectos que sintetizam as boas práticas para uma boa convivência em sociedade.

O que são relações interpessoais?

Segundo especialistas, as relações interpessoais podem ser definidas como a conexão, ligação ou mesmo o vínculo entre dois ou mais indivíduos dentro de um determinado contexto. Que contexto pode ser esse? Vários. As relações interpessoais se desenrolam no ambiente familiar, social, religioso, de trabalho, escolar, entre outros. Isso porque as relações sociais fazem parte dos seres humanos, que necessitam se relacionar entre si.

Especialistas afirmam que essa troca de energia, de conhecimentos e de emoções é de fundamental importância para o bem-estar individual, pois, por meio de conexões sinceras e positivas, baseadas na empatia, no respeito e no amor, acabam por refletir não apenas na vida pessoal como em seu entorno.

Como ser ético nas relações interpessoais?

Como as pessoas têm necessidade de viver em sociedade, mantendo vários tipos de relações entre si, é preciso que tais interações sejam regidas por um código de ética que permita um bom convívio entre os indivíduos. Esse conjunto de regras torna as pessoas mais leais, transparentes, enriquecidas com os valores éticos mais elevados.

Basicamente, as relações ocorrem baseadas em um intento de suprir alguma necessidade básica e pessoal. Posteriormente, essa conexão pode avançar para uma relação mais próxima, que envolva reciprocidade. Ou, então, se um dos lados não tiver uma postura ética, de uma boa conduta e empatia, pode acabar se aproveitando da outra e, uma hora ou outra, cortando laços e gerando diversos distúrbios e prejuízos. Daí a importância de as pessoas seguirem os valores éticos que regem a sociedade e nos diferencia dos animais.

E uma das formas para demonstrar seus valores éticos nas relações interpessoais é por meio da palavra, pois ela tem o poder de expressar coisas boas e ruins e ser resultado de nosso estado emocional, dos nossos pensamentos e, claro, dos valores éticos que cultivamos.

Ética nas relações de trabalho

As relações de trabalho são um claro exemplo em que a ética e o relacionamento interpessoal devem fazem parte, permanecendo sempre pautados pela promoção do bem-estar entre os indivíduos e impactando positivamente na empresa.

“O princípio da ética também se aplica a relações humanas dentro das organizações, expressões de valores positivos em um ambiente profissional provoca ternura, compaixão, perdão e esses sentimentos não devem ser reprimidos em nome da razão nos cenários corporativos, uma vez que a ética zela pelo bem comum e são necessários para a evolução do homem, tanto moral quanto social e profissional”, afirma Nancy Assad, no artigo Ética: a força da linguagem nas relações interpessoais.

Entre as sugestões indicadas por especialistas, podemos citar o respeito entre os colegas, mesmo que haja diferenças de opinião, hierarquia, credo, cor, gênero etc. A honestidade é outro valor fundamental nesse processo e que contribui para um bom ambiente na organização.

Exemplo de ética é também evitar a estrutura do local para seus interesses pessoais, pois isso evidencia que o funcionário não se importa com a viabilidade financeira da companhia. Além disso, o respeito às regras é outro elemento ético importantíssimo, pois revela o seu comprometimento não apenas com a empresa, mas também com os demais colegas. Enfim, seja exemplo de conduta, na realização do trabalho, no trato com os colegas e no respeito às normas da organização.

Rodrigo Herrero Lopes

Jornalista com 15 anos de experiência, é mestre em América Latina pela Universidade de São Paulo (USP) na linha de pesquisa Práticas Políticas e Relações Internacionais.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content