Prefixo e Sufixo – O que são? Qual a diferença? Regras e Exercícios

Compreender o conceito e o uso por trás dos prefixos e sufixos é um passo importante para compreender melhor o funcionamento das palavras, uma vez que é também a partir deles que novos vocábulos são formados.

Confira, neste artigo, o que são afixos, qual a diferença entre prefixo e sufixo, quais as origens dos principais afixos da língua portuguesa, e muito mais! Só aqui, no Gestão Educacional!

O que é afixo?

Os afixos, também chamados morfemas derivacionais, são morfemas que se juntam ao radical de uma palavra para mudar-lhe o sentido de alguma forma. Observe os exemplos:

(1) contradizer;

(2)   aprendizagem;

Em (1), juntou-se ao verbo dizer o afixo contra-, indicando oposição (de dizer para contradizer). Já em (2), juntou-se ao substantivo aprendiz o afixo -agem, responsável por formar substantivos de outros substantivos. Em ambos os exemplos, as palavras originais sofreram alterações.

Caso queira compreender melhor o que é morfema e radical, confira nosso artigo sobre as estruturas das palavras.

Os afixos dividem-se em dois tipos, a depender da posição que ocupam: prefixos e sufixos. Vejamos a diferença que há entre eles.

Qual é a diferença entre prefixo e sufixo?

Tanto os prefixos quanto os sufixos são tipos de afixos, mas cada um tem suas próprias particularidades.

Os afixos antepostos ao radical, ou seja, que vêm antes dele, são chamados prefixos. Com a adição deles ao radical, não há mudança da classe de palavras, como ocorre com os sufixos, apenas do significado da palavra. Confira alguns exemplos:

  • Desleal;
  • Cisplatino;
  • Antebraço;
  • Incoerente;
  • Eclipse;
  • Hipertrofia.

Em todos esses exemplos, as palavras mantiveram suas classes gramaticais. O processo de formação de palavras pelo acréscimo de prefixos é chamado derivação prefixal.

os afixos pospostos ao radical, ou seja, que vêm depois dele, são chamados sufixos. Com a adição deles ao radical, pode haver uma mudança na classe gramatical da palavra: de substantivo para adjetivo, de verbo, de adjetivo para verbo, etc. Confira alguns exemplos:

  • Boiada;
  • Bacharelado;
  • Crueldade;
  • Estupidez;
  • Pensamento;
  • Modernista.

Observe que, nos sufixos, é comum uma das letras ser suprimida ao receber o afixo, como em “pensamento”, que deriva de “pensar”, que perdeu o -r-.

Nem todas as palavras que recebem um sufixo mudam de classe. Em crueldade, houve a transformação do adjetivo cruel para o substantivo crueldade, mas em modernista não houve uma mudança de classe: tanto moderno quanto modernista são adjetivos.

O processo de formação de palavras pelo acréscimo de sufixos é chamado derivação sufixal.

Quando uma palavra é formada pelo acréscimo simultâneo de um prefixo e um sufixo, trata-se de uma derivação parassintética. É o que acontece, por exemplo, na palavra amanhecer (a+manh+ecer).

Prefixos

Os prefixos do português têm origem de diversas línguas. Confira a origem e o significado de alguns dos prefixos mais usados:Prefixos e sufixosPrefixos e sufixos

Sufixos

Os sufixos, por sua vez, recebem determinados nomes de acordo com a classe de palavras que eles formam. Dessa forma, há os sufixos nominais, os sufixos verbais e os sufixos adverbiais. Confira alguns exemplos:Prefixos e sufixos

Da mesma forma que os prefixos, os sufixos também têm origens diversas. O estudo da origem e da evolução das palavras é chamado etimologia.

Por mais que os sufixos gregos e latinos sejam em maior número na língua portuguesa, há alguns de outras nacionalidades. Por exemplo, -esco, de “dantesco”, “gigantesco, “parentesco” etc., é de origem italiana; -ardo, de “felizardo”, é de origem germânica; -rana, de “sagarana”, é de origem tupi, etc.

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de arte, literatura, língua portuguesa, poesia e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Teste seus conhecimentos sobre Prefixo e Sufixo – O que são? Qual a diferença? Regras e Exercícios

1) Leia as afirmações abaixo, atentando-se se são verdadeiras ou falsas, e depois faça o que se pede. I. Os afixos são tipos de morfemas que se juntam ao radical de uma palavra para mudar-lhe o sentido. II. Os afixos são divididos em: prefixos e sufixos. III. Chamam-se prefixos os morfemas que se antepõem ao radical, e sufixos os que se pospõem a ele. IV. Enquanto os prefixos podem alterar a classe gramatical de uma palavra, os sufixos alteram apenas o significado dela. V. O processo de formação de palavras pelo acréscimo de prefixos é chamado prefixal, de sufixos é chamado derivação sufixal, e quando sufixos e prefixos são adicionados simultaneamente, dá-se o nome derivação parassintética. São afirmações verdadeiras:

  • a) I, II e III.
  • b) I, II e IV.
  • c) I, II, III e V.
  • d) I, II, IV e V.

Deixe seu Comentário

WebGo Content