Processos Sociais – O que são? Associativos e dissociativos e Exemplos

O ser humano é um ser social, pois, desde sua origem, percebeu que a vida em grupo lhe conferia uma série de vantagens, facilitando sua sobrevivência. Ao longo do tempo, à medida que a sociedade se desenvolvia, desenvolviam-se também os meios pelos quais o homem buscava as melhores formas de socialização.

Esse desenvolvimento também criou a necessidade do convívio com grupos diferentes do seu, obrigando o homem a interagir e se relacionar com culturas, ideias e objetivos diversos.

Dentro da Sociologia, são chamados de processos sociais as formas pelas quais as pessoas atuam e se relacionam umas com as outras no convívio em sociedade. Esses processos, desde os mais simples até os mais complexos, estão presentes no cotidiano de cada pessoa, sendo resultado de diversas interações. Normalmente, os processos sociais se dividem em dois tipos: associativos e dissociativos.

Processos sociais

Processos associativos

Processos associativos são aqueles em que os indivíduos estabelecem relações positivas, que agregam valores, aproximam e geram consenso. Os processos associativos são geralmente divididos entre cooperação, acomodação e assimilação.

Cooperação

São os processos nos quais os indivíduos ou grupos atuam de forma conjunta na busca de um propósito ou objetivo em comum. A cooperação pode ser direta, indireta, continua ou temporária.

Como exemplo, podemos citar algum tipo de tragédia, na qual algumas pessoas vão se engajar na busca por sobreviventes, atuando diretamente na resolução do problema. Por outro lado, as pessoas que contribuem de alguma outra forma, por exemplo, doando alimentos para as vítimas, estão cooperando de forma indireta.

A competição temporária acontece quando um grupo se une para realizar algo por tempo determinado. Quando um grupo se une para realizar determinada tarefa na qual um depende do outro de maneira constante, estamos falando de cooperação contínua.

Acomodação

Acomodação é o ajustamento de grupos ou indivíduos a determinada situação, visando resolver uma possível situação de conflito. Ou seja, a acomodação acontece sem que haja uma mudança interna no indivíduo.

Pode-se dar por meio de várias formas, tais como:

  • Tolerância, a maneira mais simples de acomodação. Por exemplo, alguém que trabalha em uma empresa que, em algum momento, passa a defender valores aos quais ela não concorda. Para não perder o emprego, a pessoa precisa se acomodar (tolerar) aquela situação;
  • Coerção, mediante uso da força. Por exemplo, durante o período da Inquisição, muitos judeus aceitaram a conversão forçada ao cristianismo, para evitar qualquer tipo de perseguição, mas, no seu íntimo, continuava com sua própria fé;
  • Compromisso, quando dois grupos com forças iguais chegam a algum tipo de acordo, como disputas diplomáticas entre países;
  • Arbitragem, quando o acordo depende de uma terceira pessoa. Exemplo, questões judiciais;
  • Conciliação, na qual acontece uma mudança de sentimento com relação a algo que era hostil. Por exemplo, acadêmicos que defendem teorias opostas, mas que convivem de forma pacífica.

Processos sociais

Assimilação

A assimilação é o processo de mudança ou transformação interna de um indivíduo ou grupo, que o leva a defender determinada ideia que, a princípio, não concordava.

É provocada por diversos fatores, tais como contatos primários, linguagem, cultura, etc. Por exemplo, quando alguém critica uma determinada religião e, ao conhece-la melhor, passa a acreditar e a seguir aquela crença.

Outro exemplo é uma pessoa que passa a morar em outro país, assimilando a cultura local para melhor se inserir naquela sociedade e viver de forma tranquila e harmônica.

Processos dissociativos

Processos sociais

Processos dissociativos são aqueles nos quais os indivíduos estabelecem relações negativas, que geram oposição, falta de consenso e afastamento. Geralmente, são divididos em competição e conflito.

Competição

Quando indivíduos (ou grupos) disputam entre si, direta ou indiretamente, na busca de determinado objetivo. Essa disputa se dá, na maioria dos casos, por certas normas que cada situação específica determina. Por exemplo, a disputa entre candidatos por uma vaga de emprego, ou entre estudantes que almejam passar no vestibular.

Conflito

Caracteriza-se por ser um processo carregado de tensão social, no qual o objetivo é, muitas vezes, derrotar o outro. Neste tipo de processo, há, na maioria das vezes, a figura de um adversário que se opõe ao objetivo que se quer alcançar.

Os conflitos se apresentam em diferentes níveis, tais como litígios, rivalidades, discussões, contendas e até os casos mais extremos, como as guerras.

Os processos sociais são fatores essenciais para o entendimento do homem como sujeito social, na percepção de seu lugar na sociedade e das dinâmicas que moldam nossa compreensão do mundo à nossa volta.


Referências utilizadas neste conteúdo:

http://vejasociologia.blogspot.com/p/processo-social.html
http://www.cchla.ufpb.br/rbse/ParkArt.pdf
https://www.educabras.com/enem/materia/sociologia/aulas/processos_sociais
Aron, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 2000.


Umberto Oliveira

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply