Como fazer uma redação – Tipos, Dicas e Cuidados

Redação é uma palavra que pode assustar muitos estudantes – mas, o que você acredita que significa redação? Simples, é o ato de redigir, ou seja, de escrever, produzir e emitir suas ideias por meio da sua língua.

Escrever tem um objetivo básico: elaborar uma mensagem que seja de fácil entendimento ao receptor. O autor de uma redação precisa estar ciente de como a comunicação é primordial, por isso mesmo que você deve aprender sobre como fazer uma redação adequada.

Escrever bem, especialmente na Língua Portuguesa, que é conhecida por ser difícil, envolve muitos desafios.

redação tipos

Tipos de redação

Antes de pegar lápis e papel para treinar, você precisa saber que existem cinco tipos diferentes de produção de um texto: narração, descrição, dissertação, injunção, exposição. Cada um desses conta com características próprias e uma construção bem diferenciada.

Narração

Como se percebe, a narração é o ato de contar/relatar uma história – podendo ser sobre algo real ou imaginário, com ações progressivas e elementos (personagens, narrador, fato, espaço e tempo).

Um texto narrativo pode conter diferentes formas de narradores. São eles:

  • Narrador-personagem: o narrador aparece no texto em 1ª pessoa, portanto, tem participação direta na história;
  • Narrador observador: narrador participa da história somente como observador, fazendo a narração em 3ª pessoa;
  • Narrador-onisciente: narrador revela os sentimentos e pensamentos íntimos do personagem, tal como se fosse eles mesmos falando. Contudo, o próprio observador se isenta da história, narrando tudo em 3ª pessoa.

Estrutura do texto narrativo

  • Apresentação: momento de apresentação de todos os personagens, do tempo, espaço, localidade e contextualização da história;
  • Complicação: quando ocorre ações que irão conduzir a história para o clímax;
  • Clímax: momento chave da história, quando os principais fatos acontecem;
  • Desfecho: solução do conflito vivido pelos personagens.

Descritivo

A descrição irá descrever alguma coisa (um objeto, lugar, pessoa, etc.), tendo como aspectos principais os verbos de estado, as comparações, as metáforas, os adjetivos em demasia e o uso de advérbios de lugar, tempo e modo.

Por ser muito completo em detalhes, esse tipo textual é o mais recorrente em biografias, notícias, diários e outros materiais com finalidades semelhantes.

Dissertação

A dissertação é o tipo de redação com que você deve se preocupar se a sua intenção é aprender a escrever para um concurso público ou mesmo para prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A dissertação analisa, explica, reflete, conceitua, avalia e expõe ideias. Uma redação dissertativa, como é chamada, deve possuir três itens essenciais: a introdução, o desenvolvimento e a conclusão.

Estrutura de um texto dissertativo

  • Introdução: deve-se apontar a ideia-chave e contextualizar o tema proposto;
  • Argumentação: apresentar e fundamentar os argumentos, posicionando-se em relação ao tema, de preferência, usando a 3ª pessoa;
  • Conclusão: desfecho do raciocínio, apontando uma solução ou expectativa para o futuro em relação ao tema abordado.

Injunção

O objetivo desse tipo textual é o de convencer o leitor sobre determinado acontecimento, usando uma linguagem apelativa.

Entre suas principais características, está o uso de verbos no imperativo (compre, venda, experimente) e termos que fazem parecer que o leitor está tendo uma conversa  (sua casa, você vai adorar, etc).

Esse tipo de redação é comum em publicidades e propagandas, como editais de eventos, regras, leis, receitas e manuais de instrução.

Expositivo

Como já diz o nome, os textos expositivos tem como objetivo expor ou explanar sobre um determinado tema, sem ter o compromisso de aprofundar as informações.

As principais características desse tipo de redação é que usa-se uma linguagem objetiva, clara e didática.

Textos expositivos são comuns em reportagens, fichamentos, resumos e gêneros textuais focados na comunidade acadêmica.

Dicas sobre como fazer uma redação

A apreensão de escrever uma redação é normal, afinal ela é considerada o bicho-papão de muitos concursos e vestibulares. A redação tem como finalidade mostrar quais são suas verdadeiras competências linguísticas – e grande parte dos estudantes não tem tanta preparação para se sair bem nesse quesito.

Existem dez dicas primordiais para que você se sinta mais confortável no momento de colocar suas ideias e seus argumentos no papel. Veja só quais são:

  1. Tenha o hábito da leitura: você começa a desenvolver um gosto pela leitura e percebe o quanto pode aprender com o simples ato de ler;
  2. Escreva bastante para treinar e melhorar suas técnicas de redação: peça para que alguém revise seus textos e mostre como você pode solucionar seus erros.

De preferência, peça auxílio a um professor ou alguém que tenha conhecimento nessa área.

  1. Respeite o número mínimo e máximo de linhas de uma redação: isso vale principalmente para concursos e vestibulares, pois existe um número de linhas já estipulado (em geral, são até 30 linhas);
  2. Faça, pelo menos, quatro parágrafos em sua redação, desenvolvendo-a de forma satisfatória e não esquecendo da divisão introdução, desenvolvimento e conclusão;
  3. Tenha objetividade: não fique enrolando ou recheando o texto com informações que não acrescentarão nada;
  4. Faça uma releitura do seu texto: reler a sua redação pode fazer com que você note possíveis erros, por exemplo, em relação à coesão e coerência, além das próprias falhas gramaticais;
  5. Atente-se à forma de redação: capriche na sua caligrafia e respeite os recuos de parágrafos – isso pode afetar sua pontuação em concursos e vestibulares, ok?
  6. Não esqueça de definir um título para sua redação, caso seja necessário: preferencialmente, opte por uma frase nominal, sem verbos – títulos curtos são as melhores opções;
  7. Prefira frases curtas: evitando períodos longos você garante que não haverá possíveis equívocos quando for pontuar. Além disso, frases mais curtas são mais fáceis de serem compreendidas;
  8. Comece pela redação: em concursos públicos e provas que têm questões e produção de texto, dê preferência para a escrita, para que o cansaço não influencie negativamente no momento de redigi-la – por isso, não precisa se preocupar em seguir a sequência da prova.

Isso vale em situações em que você prefere fazer um rascunho antes de passar o texto a limpo, tenha cuidado para não omitir palavras e atrapalhar o entendimento da redação.

Cuidados para se ter ao fazer uma redação

tipos de redação

A produção de uma redação de cunho dissertativo exige atenção por parte do estudante, principalmente quando for construir seus argumentos.

Nesse caso, você pode seguir esses cuidados, descritos abaixo, para que tenha a certeza de estar fazendo uma boa redação:

  • Não fuja do tema proposto;
  • Apresente sua tese (seu ponto de vista) dentro do tema solicitado na redação, de preferência, logo no primeiro parágrafo;
  • Organize seus argumentos para ter certeza de que eles defendem mesmo seu ponto de vista;
  • Preze pelas informações que enriqueçam o texto e fundamentem sua discussão, como no caso de seu conhecimento histórico, econômico, cultural, além das citações, entre outros;
  • Mostre o seu senso crítico: argumente, questione, critique e dê um jeito de convencer o seu leitor.

Mas, não fique somente na exposição de fatos, está bem? Agora, se quiser saber mais, confira o conteúdo completo sobre gêneros textuais!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply