Conjunções coordenativas conclusivas – O que é, Exemplos de como usar

As conjunções coordenativas conclusivas são utilizadas para ligar orações, sem subordinar uma à outra, introduzindo uma oração que apresenta uma conclusão para a ideia contida na primeira oração. Algumas das conjunções coordenativas conclusivas que veremos neste artigo são: logo, pois, portanto, por conseguinte e por isso.

Se você tem dúvidas em relação a esse assunto, continue lendo este artigo do Gestão Educacional e aprenda de uma vez por todas o que são as chamadas conjunções conclusivas!

Conjunções coordenativas

O que é uma conjunção coordenativa?

Antes de entrarmos especificamente no caso das conjunções coordenativas conclusivas, convém entendermos o que são conjunções coordenativas.

As conjunções são uma classe de palavras cuja função principal é a de relacionar e conectar elementos semelhantes dentro de um mesmo período. Esses elementos podem ser substantivos, adjetivos, advérbios ou até mesmo orações inteiras.

Há dois grupos maiores de conjunções: as conjunções coordenativas e as conjunções subordinativas.

As conjunções coordenativas, que são as que nos interessam aqui, são aquelas que coordenam, ou seja, dispõem e organizam em uma certa ordem termos de idêntica função gramatical. Ou seja, como comentamos, adjetivos, advérbios, substantivos, orações inteiras etc. Por exemplo:

  • O dia e a noite são fenômenos que ocorrem por conta do movimento da rotação da Terra.

Nesse exemplo, perceba que há uma conjunção coordenativa, a conjunção “e”, que é do tipo aditiva. Ela está coordenando dois termos de uma mesma natureza gramatical: 1) “o dia” e 2) “a noite”, ambos substantivos antecedidos por artigos.

Perceba, porém, que ambos os termos são independentes entre si, embora tenham sido coordenados um ao lado do outro e mantenham uma relação de sentido. Essa é uma diferença entre a conjunção coordenativa e a substantiva, pois na substantiva, um dos elementos relacionados pela conjunção se torna dependente do outro.

Portanto, as conjunções coordenativas são aquelas que relacionam duas ou mais orações ou termos de uma mesma natureza gramatical, sem resultar na subordinação de um em relação ao outro, ou seja, eles permanecem independentes entre si.

Há vários tipos de conjunções coordenativas no português: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas e explicativas. A seguir, veremos especificamente e de maneira mais aprofundada a respeito das conjunções coordenativas conclusivas.

O que são conjunções coordenativas conclusivas?

Agora que você compreendeu o que são conjunções coordenativas, é fácil entender o que são conjunções coordenativas conclusivas.

As conjunções coordenativas conclusivas são conjunções que ligam orações, com uma oração apresentando uma conclusão para as informações contidas na primeira oração. Por exemplo:

  • Estarei fora da cidade, logo, não poderei comparecer à sua festa de aniversário.

Perceba que, na oração acima, há duas orações que estão sendo coordenada: 1) “estarei fora da cidade”; 2) “não poderei comparecer à sua festa de aniversário”. A segunda oração surgiu justamente para apresentar uma conclusão à primeira oração. A conexão entre ambas aconteceu por meio do emprego da conjunção coordenativa conclusiva “logo”.

Além de “logo”, há vários tipos de conjunções coordenativas conclusivas. Confira algumas delas, com exemplos:

  • Pois: “o encanamento estourou; deves, pois, contratar um encanador”
  • Por isso: “você não cumpriu suas obrigações, por isso foi demitido”
  • Portanto: “já somos casados há décadas, portanto nos conhecemos muito bem”
  • Por conseguinte: “não tenho dormido muito bem; por conseguinte, tenho passado o dia muito cansado”

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários e avalie esse post para a gente saber se você entendeu!

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de arte, literatura, língua portuguesa, poesia e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content