Diferença das cores primárias nos sistemas CMYK, RGB e RYB

Falar de cores primárias é retornar à infância, não é? O assunto das cores primárias faz referência às cores puras, as responsáveis por todas as outras que encontramos.

Existem diferentes sistemas de cores, sendo que o mais conhecido é a sigla RYB – red, yellow, blue (vermelho, amarelo, azul). No entanto, você provavelmente já conhece o CMYK também, que é cyan, magenta, yellow, black (ciano, magenta, amarelo e preto).

Não somente isso, há o sistema RGB. Sabe qual é a diferença entre eles? Tudo está associado com as cores primárias. Confira abaixo!

Subdivisão das cores primárias

As cores primárias podem ser divididas em dois sistemas: aditivo e subtrativo.

sistema de cores rgb, cmyk e ryb

O sistema aditivo é basicamente um sistema usado em dispositivos que fazem a emissão de luz, como é o caso de televisões e monitores, por exemplo, e que normalmente utilizam o padrão RGB.

Já o sistema subtrativo é aquele presente em dispositivos que emitem luz, como, por exemplo, as tintas e pigmentos. Dentro das cores primárias do sistema subtrativo, destacam-se duas variações principais: o CMYK e o RYB.

Essas siglas estranhas para alguns, conhecidas para outros, possuem diferenças entre si quando se cita suas cores primárias.

Sistema aditivo: RGB

O sistema RGB é a sigla em inglês para as cores vermelho, verde e azul, que são decompostas a partir da luz branca solar – a fonte natural de luz de nosso planeta.

formas geométricas vermelhas, verdes e azuis

A palavra “aditivo” é justificada nesse sistema justamente porque a adição das três cores primárias formam a luz branca.

Como comentado, o sistema RGB é muito usado em monitores, televisores e outros equipamentos de vídeo. 

A decomposição das cores primárias da luz branca em um prisma ocorre por conta das diferenças de comprimento de onda de cada uma dessas cores, que vão desde o vermelho até o violeta.

Nosso olho humano é capaz de perceber cores que têm comprimentos de onda que alcançam 380 nm (nanômetros – a milionésima parte de um milímetro) a 780 nm. Para curiosidade, abaixo dos 380 nm, estão os raios ultravioleta e acima de 780 nm está a radiação infravermelha. Bacana, não é?

A mistura das cores primárias do sistema RGB – vermelho, verde e azul – resulta nas seguintes cores:

  • Vermelho + azul = magenta,
  • Vermelho + verde = amarelo,
  • Verde + azul = ciano.

As cores geradas são chamadas de cores secundárias da luz. Por sinal, são as cores primárias do sistema subtrativo.

Sistema subtrativo: CMYK

O sistema subtrativo CMYK é muito usado na indústria gráfica, porque para produzir as cores secundárias são usadas justamente o ciano, magenta e amarelo – as cores resultantes da mistura das cores primárias do sistema RGB.

sistema cmyk

A junção das cores do sistema subtrativo cria algo curioso:

  • Amarelo + ciano = verde,
  • Amarelo + magenta = vermelho,
  • Magenta + ciano = azul.

Note que os resultados das cores secundárias do sistema subtrativo CMYK são as cores primárias do RGB!

Na teoria, a mistura das cores desse sistema deveria produzir uma espécie de tom cinza ou preto, o que dependeria da intensidade. Porém, o que acontece é que normalmente há a produção de um tom de marrom.

Por conta disso, entrou o preto, como forma de economia de tinta e para agilizar o processo de secagem. O preto é representado nesse sistema com a letra “K”, que abrevia “key-black” (“preto-chave”, em tradução literal).

Sistema subtrativo: RYB

O nome indica as cores red, yellow & blue (vermelho, amarelo e azul) e tal sistema é muito usado por artistas plásticos.

sistema ryb

Embora tenha semelhanças com o sistema RGB, o sistema RYB é obtido por meio da mistura de tintas. Entretanto, hoje em dia ele é considerado cientificamente incorreto na questão de obter todas as cores do espectro visível, sendo o sistema CMYK determinado como o correto.

Mesmo assim, o RYB é usado como sistema de cores padrão para o estudo das artes e, inclusive, tais cores são a base de um círculo cromático.

Ao contrário do CMYK, o sistema RYB é definido como um sistema subtrativo opaco de cores, pois as cores são obtidas através da mistura natural de tintas, sem que se usem pontos criados por meio de retículas, nem porcentagens.

Uma forma fácil e clara de pensar no sistema RYB e suas cores primárias é imaginar pinceladas em um quadro em branco.

Explicamos mais sobre as cores primárias e suas características em outro post, assim você entende também o que são as cores secundárias e terciárias e outras informações importantes.

Gestão Educacional

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content