Cultura do Nordeste – Formação, Contribuições, Expressões e Curiosidades

A cultura do Nordeste é das mais ricas no território brasileiro. Com influência de diferentes povos, os estados nordestinos guardam o melhor em expressões artísticas e outras tradições.

A região Nordeste é composta por 9 estados, cada um com uma característica cultural distinta. A formação desta área é, basicamente, fruto da junção do índio, europeu e africano. Mas, ao longo de seus processos históricos, esses grupos foram adquirindo identidade própria.

Desde o sotaque até os costumes, encontramos diferenças da Bahia ao Maranhão. E isso é o que atraí o olhar de milhares de visitantes, e de estudiosos que desejam entender mais a respeito da cultura desta região.

cultura nordestina2

Formação da cultura do Nordeste

Os grupos indígenas ocupavam boa parte da faixa litorânea nordestina, antes dos portugueses chegarem. A presença desses conquistadores empurrou os índios para dentro do continente.

Não foi um processo tão pacífico, os portugueses encontraram resistência para continuar com seus planos de conquista da terra. Mas, esse encontro foi responsável pelo início da ocupação do interior nordestino, e do surgimento de importantes povoados.

Com a demarcação das capitanias hereditárias, e com a perfeita adaptação da cana-de-açúcar, começa a principal atividade que moldou o futuro da região Nordeste, e também de sua cultura.

Os africanos passam a ser mais um elemento da estrutura social do lugar, e serão fundamentais em muitas das expressões que surgirão a partir daí.

cultura nordestina3

Contribuição de outros povos na cultura do Nordeste

Essa tríade é, sem dúvida, responsável pela construção cultural do Nordeste. Da culinária ao comportamento, veremos traços indígenas, portugueses e africanos.

Na arquitetura de importantes cidades, há, ainda hoje, amostras do quanto os portugueses foram presentes. Na culinária nordestina, é comum o consumo da farinha de mandioca, especialidade indígena. E o que dizer do maracatu, candomblé e da capoeira, manifestações de origem africana, mas polidas pelos nordestinos que se formavam.

Porém, outros povos tiveram passagens importantes pelo Nordeste. Os holandeses estiveram nessa parte do território durante 24 anos, e transformaram consideravelmente algumas cidades.

Recife (hoje capital de Pernambuco) tornou-se base escolhida pela Companhia das Índias Ocidentais (que representava os interesses holandeses), e teve sua arquitetura e seus costumes mudados.

Durante o comando holandês, prédios foram construídos, obras de infraestrutura foram realizadas, a liberdade ao culto religioso permitida, entre outras mudanças.

Porém, depois de batalhas, portugueses e futuros brasileiro expulsaram os holandeses do território, e a região Nordeste voltou aos domínios da coroa portuguesa.

Vale ressaltar que os franceses também foram muito atuantes na região durante o período colonial.

cultura nordestina

As expressões culturais do Nordeste

A soma de mundos tão distintos tem como resultado uma pluralidade cultural que poucos lugares no mundo detêm. A cultura do Nordeste está repleta de festividades, crenças, expressões artísticas e mitos.

Cada estado se destaca por particularidades, como:

  • Bumba-Meu-Boi – presente nas festividades do Piauí e Maranhão;
  • Reisado – faz parte dos festejos de muitas cidades do interior nordestino;
  • Artesanato – obras de arte em cerâmica, madeiras e barro são elaboradas por muitos artistas da região; aqui, são criadas peças que contam um pouco da vida do sertanejo e do tema religiosidade;
  • Frevo – ritmo frenético que anima as festas carnavalescas de Pernambuco;
  • Capoeira – arte-luta iniciada na Bahia que se propagou por todo o país;
  • Cordel – pequenos livretos que ajudam a contar façanhas de heróis da região, ou apenas narram fatos curiosos. São elaborados pelo método de xilogravura;
  • Festas juninas – festa religiosa, que carrega muitas referências portuguesas, desde a dança até as comidas servidas;
  • Maracatu – expressão artística que mistura dança e religiosidade;
  • Forró – façanha da cultura do Nordeste, compartilhada em todos os estados que compõem a região. Ritmo popular que carrega composições inspiradas na terra e na vida dos sertanejos.

Curiosidades sobre a cultura do Nordeste

Poucos sabem, mas uma coisa que nasceu no território brasileiro foi a cachaça. Nos engenhos de açúcar, existiam grandes barris, utilizados para fazer o processo de extração do produto. Os escravos descansavam ao lado desses barris e, percebendo que deles escorria um líquido, passaram a beber, o que os deixava mais leves e alegres. O que surgia ali era a matriz da pinga.

Já a palavra Forró tem sido muito associada à expressão inglesa “for all”; algumas correntes afirmam que ingleses que instalaram as linhas de trem na região mencionavam bastante a palavra; outros creditam aos norte-americanos, que montaram base no Nordeste, durante a Segunda Guerra Mundial.

Estudos mais sérios apontam que forró é derivado de forrobodó ou forbodó, expressão galego-portuguesa, que indica “dança com bumbo”.


Rafaela Cortes

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply