Epistemologia – O que é? Para que serve? Principal Objeto de Estudo

A epistemologia é uma área da disciplina de filosofia que aborda o conhecimento. Certamente, você já deve ter ouvido falar da Teoria do Conhecimento. Pois é, esse é uma termo para designar exatamente a epistemologia – palavra que vem do grego, mais propriamente dito, episteme.

O estudo é baseado na formação do conhecimento para determinar a diferença entre a ciência e o senso do ser humano. Ou seja, o objetivo é saber a origem do saber – se lógica ou não.

Contudo, é importante salientar que a ciência, é um termo muito usado em estudos de biologia, química e sociologia, também. Desse modo, pode-se designar a ética e o senso como uma questão moral.

Para que serve a Epistemologia?

ciência epistemológica

Tudo começou com os filósofos pré-socráticos, Platão, Aristóteles e Sócrates, que iniciaram as discussões sobre alguns temas. Cada um deles criou uma estratégia para explicar assuntos com base em mitos para conseguir chegar a uma conclusão mais óbvia.

Foi a partir da Idade Moderna que a epistemologia ganhou mais evidência, por isso, os filósofos tinham como foco principal a diferenciação entre ciência e senso comum.

O que é senso comum? É tudo aquilo que não se pode provar cientificamente, ou seja, que não existe um argumento que prove que algo realmente seja verdade. Um exemplo é a dor de cabeça simples, a qual não existe um exame que se possa fazer para afirmar cientificamente que a dor realmente está ali. É o senso comum da pessoa que afirma isso.

No entanto, se a dor de cabeça acompanha sinais típicos de um AVC, então é diferente, pois, cientificamente, é comprovado que aqueles sintomas têm relação com a doença.

De acordo com Jean Piaget – psicólogo suíço -, existe a epistemologia genética, que faz parte da vida de todo o ser humano e que, inclusive, passa por 4 fases até atingir o conhecimento. São elas:

  • Sensorial – período que vai dos 0 aos 2 anos, em que a criança adquire conhecimento por estímulos interiores e exteriores;
  • Pré-operatória – dos 3 aos 5 anos, quando as crianças começam a desenvolver a fala e também a imaginar as coisas como se fosse um conto de fadas;
  • Operatório completo – dos 6 aos 12 anos, fase em que já se começa a aprender coisas concretas, como fazer cálculos, ler e escrever;
  • Operatória abstrata – dos 13 aos 16 anos, em que o adolescente deve aprender coisas abstratas, como fraternidade, paz, amor e outras coisas.

Para o psicólogo, cada pessoa possui um ritmo de aprendizagem, mas isso não quer dizer que todas conseguem chegar à última fase. O conhecimento pode ser algo natural e, quando criança, as fases do aprendizado podem ser percebidas facilmente.

Por exemplo, para uma criança de 1 ano, que está na fase sensorial, um jogo de quebra-cabeça pode ser apenas peças de empilhar; em contrapartida, para uma criança de 5 anos, em fase pré-operatória, esse mesmo jogo terá um novo significado, em que ela terá curiosidade de saber como montar de forma correta.

epistemologia

Essa curiosidade é caracterizada pelo psicólogo por duas fases, a assimilação – na qual as crianças fazem testes dos brinquedos – e a acomodação – quando a criança encontra uma nova forma de brincar, após entender a utilização básica do brinquedo.

Ou seja, na epistemologia genética, isso é chamado de transferência de conhecimento e habilidades para outras áreas.

Principal objeto do estudo da epistemologia

Pelo conceito, a epistemologia é uma área da filosofia que estuda o conhecimento humano. Mas, de forma geral, é muito vago, por isso, muitas pessoas não sabem o que essa área significa.

Para entender de fato sobre a epistemologia, é necessário compreender quais são os problemas centrais tratados por essa ciência. Confira:

1- Problema da definição do conhecimento

Entender o significado de conhecimento é o fator que diferencia o “saber algo sobre algum assunto de “apenas ter uma opinião a respeito de um tema”.

2- Problema das fontes do conhecimento

Todo o conhecimento tem uma origem, ou seja, uma fonte. Aqui entra a curiosidade de saber quais as fontes do conhecimento são confiáveis e quando podemos usá-las.

3- Problema da possibilidade e dos limites do conhecimento

Conhecer a realidade sobre um determinado assunto e quais são os limites do nosso conhecimento a respeito disso.

Na epistemologia, saber sobre a realidade ou crença é extremamente importante, pois ela se preocupa com o que acreditamos – isso também inclui tudo aquilo que aceitamos como verdade.


Rafaela Cortes

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply