Numerais – O que são? Classificação, Tipos e Exemplos

Os numerais compõem uma das classes de palavras da língua portuguesa. Eles são classificados em: numerais cardinais, numerais ordinários, numerais multiplicativos e numerais fracionários, embora alguns gramáticos ainda considerem a existência de outros tipos, como veremos neste artigo do Gestão Educacional. Confira!

O que são numerais?

Os numerais são uma classe de palavras da língua portuguesa. Eles são usados para se indicar uma quantidade exata de pessoas ou coisas, ou uma determinada ordem de sucessão, indicando em que posição essas pessoas ou coisas estão.

Confira alguns exemplos:

(1) Há três livros na estante.

(2) Meu filho já está na terceira série do fundamental.

(3) Eu estou ganhando o dobro do que eu ganhava no antigo emprego.

(4) A laranja está dividida em duas metades.

Temos acima quatro exemplos, um de cada tipo de numeral existente no português.

Em (1), o numeral está indicando a quantidade exata de determinado ser ou objeto, nesse caso, de “livros”. A esse tipo de numeral dá-se o nome numeral cardinal.

Em (2), o numeral está indicando a posição de determinado ser ou objeto, nesse caso, o “filho”, em alguma determinada sequência, nesse caso, de “séries escolares”. A esse tipo de numeral dá-se o nome numeral ordinal.

Em (3), o numeral está indicando o aumento proporcional, em forma de multiplicação, que ocorreu. Nesse caso, está sendo usado para indicar que a quantidade de dinheiro que o sujeito ganhava foi duplicada quando ele mudou de emprego. A esse numeral chamamos numeral multiplicativo.

Por fim, em (4), o numeral está indicando a diminuição proporcional, em forma de divisão, que ocorreu. Nesse caso, a divisão de uma laranja em duas partes iguais. A laranja foi dividida, portanto, na metade. Esse numeral é chamado de numeral fracionário.

Quais são os tipos de numerais?

Como vimos, há quatro tipos de numerais: cardinais, ordinários, multiplicativos e fracionários. Vejamos cada um deles detalhadamente, a seguir.

Numerais cardinais

Os numerais cardinais são representados pelos números básicos, ou seja, por seus nomes. Ou seja: um, dois, três, quatro, cinco, seis, dez, cem, mil…

Eles são usados nos seguintes contextos:

  • Como substantivo, indicando a quantidade em si mesma:
    • Quatro é maior que dois.
  • Como adjetivo, juntando-se a um substantivo, determinando a quantidade de seres ou objetos:
    • Fui à feira e comprei cinco maçãs e quatro laranjas.

Numerais ordinários

Os numerais ordinários, por sua vez, são usados para se indicar a posição de determinado(s) ser(es) ou objeto(s) em alguma série/sequência. São usados nas formas: primeiro, segundo, terceiro, décimo, centésimo, milésimo…

Veja alguns exemplos:

  • Nosso primeiro encontro foi ótimo!
  • Terei que te falar a mesma coisa pela vigésima vez?
  • Logo nos primeiros minutos o time sofreu um gol.

Os numerais ordinários exercem, geralmente, a função de adjetivos, juntando-se a algum substantivo, determinando a posição dele numa sequência. Como no primeiro exemplo, em que o numeral ordinário “primeiro” está determinando o substantivo “encontro”, indicando a posição dele na série “número de encontros”.

Porém, os numerais ordinários facilmente assumem a posição de um substantivo ao serem precedidos por artigos, por exemplo. Veja:

  • Alice se tornou a primeira de sua turma.

Nesse caso, ele não está sendo usado com valor adjetivo, mas sim com valor substantivo.

Numerais multiplicativos

Já os numerais multiplicativos são usados para se indicar um determinado aumento proporcional no número de seres ou coisas a que se referem. Designam, portanto, multiplicação, como: dobro, triplo, quádruplo, quíntuplo, etc.

Veja alguns exemplos:

  • Sua oferta é insuficiente. Aceito apenas o dobro.
  • Tenho o triplo da facilidade que eu tinha quando era mais novo.

Embora apareçam com muito mais frequência como substantivos, como nos exemplos acima, sendo antecedidos por artigos, eles também podem aparecer como adjetivos, como no exemplo abaixo:

  • Você vai morar perto do trabalho e ganhar um salário ainda melhor: é uma vantagem dupla!

Nesse caso, o numeral multiplicativo não está com valor substantivo, mas com valor adjetivo, modificando o sentido do substantivo “vantagem”. Essa utilização, entretanto, é menos recorrente.

Numerais fracionários

Ao contrário dos multiplicativos, os numerais fracionários indicam a diminuição proporcional no número de seres ou coisas a que se referem. Designam, portanto, divisão, como: metade, um quarto, dois quartos, três quintos, quatro sextos etc.

Observe os exemplos abaixo para compreender melhor:

  • Caramba! Ele comeu metade da pizza!
  • O investimento me rendeu dois terços do valor inicial.
  • Estou com seis oitavos das peças necessárias para começar a reforma do seu carro.

Outros tipos de numerais

Os gramáticos Cunha & Cintra (2017, p. 384) identificam uma quinta classificação de numerais, chamada numerais coletivos. Esse tipo de numeral é usado para se designar um conjunto de seres ou coisas, e se assemelha bastante aos substantivos coletivos, com a única diferença de que estes substantivos não fazem referência à quantidade exata de seres/objetos, enquanto que os numerais coletivos fazem.

São exemplos de numerais coletivos, segundo os gramáticos: novena, dezena, década, dúzia, centena, cento, lustro, milhar, milheiro, par…

Já o gramático Rocha Lima (1996, p. 108) menciona outro tipo de numeral, chamado numeral dual, formado basicamente pela palavra “ambos”, que é empregada para se designar um par de seres ou coisas.

Rocha Lima ainda menciona que, ao se utilizar “ambos”, era comum empregar termos que reforçassem o número de seres, como: ambos os dois, ambos de dois, ambos e dois, a ambos dois e ambos a dois. Essa utilização, entretanto, é muito incomum hoje em dia.

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de arte, literatura, língua portuguesa, poesia e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content