O que é advérbio? Exemplos, tipos e muito mais!

Palavra vinda do latim adverbium – em que ad significa “junto a” e verbum” palavra que é parte do discurso que expressa “ação” -, o advérbio é um vocábulo invariável, que costuma seguir adjetivo, verbo ou outro advérbio, mudando todo o sentido da frase.

Ou seja, o advérbio serve para designar palavras que vão exprimir circunstâncias, alterando o sentido do verbo, do adjetivo ou do advérbio. Esse elemento da língua é flexionado em grau, sendo dividido entre modo, intensidade, lugar, tempo, negação, dúvida e afirmação. Leia informações completas sobre o advérbio, abaixo.

Classificação dos advérbios

O que é advérbio? Exemplos, tipos e muito mais!

1 – Modo

  • Bem;
  • Mal;
  • Assim;
  • Adrede;
  • Melhor;
  • Pior;
  • Depressa;
  • Devagar;
  • Acinte;
  • Debalde;
  • Cuidadosamente;
  • Calmamente;
  • Tristemente.

Veja alguns exemplos aplicados em setenças:

  • Eu dirijo muito mal na estrada;
  • Eu estava andando devagar, porque minha perna estava machucada.

2 – Intensidade

  • Muito;
  • Demais;
  • Pouco;
  • Tão;
  • Quão;
  • Demasiado;
  • Bastante;
  • Demais;
  • Mais;
  • Imenso;
  • Menos;
  • Quanto;
  • Quase;
  • Assaz;
  • Tanto;
  • Tudo;
  • Nada;
  • Todo.

Exemplos:

  • Ele comeu demais no jantar;
  • Ela ganha menos do que eu.

3 – Lugar

  • Acolá;
  • Cá;
  • Lá;
  • Ali;
  • Adiante;
  • Abaixo;
  • Embaixo;
  • Acima;
  • Adentro;
  • Dentro;
  • Detrás;
  • Aí;
  • Aqui;
  • Afora;
  • Nenhures;
  • Fora;
  • Perto;
  • Defronte;
  • Atrás;
  • Além;
  • Aquém;
  • Algures;
  • Alhures;
  • Aonde;
  • Longe;
  • Antes.

Veja exemplos:

  • Minha casa é antes daquele mercado;
  • Meu carro está perto do restaurante.

4 – Tempo

  • Hoje;
  • Afinal;
  • Logo;
  • Agora;
  • Amanhã;
  • Amiúde;
  • Imediatamente;
  • Antes;
  • Ontem;
  • Antigamente;
  • Tarde;
  • Outrora;
  • Breve;
  • Cedo;
  • Primeiramente;
  • Depois;
  • Enfim;
  • Já;
  • Entrementes;
  • Ainda;
  • Jamais;
  • Nunca;
  • Sempre;
  • Doravante;
  • Provisoriamente;
  • Sucessivamente;
  • Constantemente.

Veja os exemplos:

  • Em breve comprarei meu apartamento;
  • Amanhã eu tenho um encontro.

5 – Negação

  • Nem;
  • Tampouco;
  • Não;
  • Nunca;
  • Jamais.

Acompanhe os exemplos a seguir:

  • Espero nunca mais voltar lá;
  • Não gosto dele.

6 – Afirmação

  • Sim;
  • Indubitavelmente;
  • Decididamente;
  • Decerto;
  • Certamente;
  • Realmente;
  • Certo;
  • Deveras;
  • Efetivamente.

Veja alguns dos exemplos, abaixo:

  • Eu vou, sim, ao aniversário do meu avô;
  • Realmente foi uma péssima escolha.

7 – Dúvida

  • Possivelmente;
  • Provavelmente;
  • Será;
  • Acaso;
  • Quiçá;
  • Porventura;
  • Talvez;
  • Casualmente.

Exemplos:

  • Talvez eu vá até a sua casa na sexta;
  • Possivelmente hoje choverá.

Flexão dos Advérbios: Como Funciona?

Os advérbios são palavras invariáveis, porque não sofrem flexão entre singular e plural e nem entre feminino e masculino, porém são flexionados quanto aos graus comparativo e superlativo. Acompanhe, abaixo:

Grau Comparativo

Quando no grau comparativo, o advérbio caracteriza relação de igualdade, superioridade ou inferioridade. Veja:

  1. Igualdade: tão + advérbio + quanto/como.

Exemplo: Rafaela é tão alta quanto Yasmin.

  1. Inferioridade: menos + advérbio + que/do que.

Exemplo: Marcela é menos alta que Ruan.

  1. Superioridade
  • Analítico: mais + advérbio + que/do que.

Exemplo: Flavio é mais alto que Sirlei.

  • Sintético: melhor ou pior que/do que.

Exemplo: Henrique tirou nota melhor que João na prova.

Grau Superlativo

Nesse caso, o advérbio pode ser:

  • Analítico: acompanhado de outro advérbio, ex: Juliana fala muito alto;
  • Sintético: formado por sufixo, ex: Juliana falta de modo altíssimo.

Outros tipos de advérbios

  • Advérbios de ordem: primeiramente, depois, ultimamente, etc;
  • Advérbios de exclusão: somente, exclusivamente, apenas, só, simplesmente, etc;
  • Advérbios de designação: eis.

Esses tipos estão separados dos anteriores, pois não modificam verbos, adjetivos ou advérbios, sendo chamados de palavras denotativas.

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content