Princesa Diana – Quem foi? Biografia e Feitos

Diana Frances Spencer foi uma das personalidades mais famosas do século XX. Foi casada com o Príncipe Charles, herdeiro da coroa britânica, e mãe dos príncipes William e Harry.

A Princesa Diana, ou Lady Di, como ficou conhecida, foi uma das mulheres mais famosas do século, atuando em diversas causas sociais e servindo como exemplo de caridade e amor ao próximo.

Princesa Diana

Infância e juventude

Nascida em 1 de julho de 1961 em Sandringham, distrito de Norfolk, Inglaterra, era de família aristocrática, filha de John Spencer, 8º Conde de Spencer, e Frances Ruth Burke, filha do Barão de Fermoy. O casal se separou quando Diana tinha apenas 8 anos.  Após um disputa pela guarda dos filhos, Diana e o irmão mais novo, Charles, foram morar com o pai.

Após um período estudando na Suíça, volta para a Inglaterra, em 1978, mudando-se para Londres logo depois. Apesar da origem nobre, levou uma vida simples na capital, trabalhando como professora de um jardim de infância e estudando culinária.

Pela ligação de sua família com a família real, passou a ser constantemente convidada para festas e eventos. Foi assim que ela e o Príncipe Charles se aproximaram.

Casamento com príncipe Charles

Em 24 de fevereiro de 1981, o noivado entre os dois foi anunciado de forma oficial. O casamento aconteceria meses depois na Catedral de Saint Paul, em Londres. Considerado o maior casamento real do século XX, foi acompanhado por mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. A partir desse momento, Diana passou a ser chamada de Sua Alteza Real e Princesa de Gales.

Embora tudo parecesse um conto de fadas, na vida real, as coisas eram bem diferentes. O príncipe estava sempre ausente, e Diana se sentia muito sozinha. Além disso, ela suspeitava que Charles e sua antiga namorada, Camila, de quem ele ainda era próximo, havia reatado o romance.

Nem o nascimento dos filhos William, que nasceu em 1982, e Henry, nascido em 1984, impediu que o relacionamento se deteriorasse cada vez mais. Após 11 anos, o casamento entre Diana e o Príncipe Charles chegou ao fim. Eles se separaram em 1992, e se divorciaram de forma oficial em 1996.

Princesa Diana

Causas humanitárias

Mais do que princesa, Diana ficou conhecida pelo sua atuação em causas humanitárias. Participava de campanhas de conscientização e apoiava instituições sociais e organizações de caridade. Entre as causas as quais se dedicou estava o projeto de combate à AIDS, sendo que sua contribuição a essa causa foi importantíssima para diminuir o preconceito que existia em relação à doença.

Em 1987, ao visitar portadores da doença, em um hospital de Londres, Diana apertou a mão de um doente sem utilizar luvas. Sua atitude ajudou a mudar o olhar das pessoas com relação à AIDS, que passaram a entender melhor a doença.

A luta contra as minas terrestres foi outra causa a qual a princesa se dedicou. Esse tipo de explosivo, amplamente utilizado em qualquer conflito bélico, é responsável por um altíssimo número de mortes, mesmo após o fim de conflitos. Diana participou ativamente da Campanha Internacional para Eliminação de Minas, e, como resultado, foi assinado o Tratado de Ottawa, que proíbe a produção e o uso por parte dos países signatários do acordo.

Princesa Diana

Morte da Princesa Diana

Sua participação ativa nessas causas humanitárias, aliada ao seu carisma, fez de Diana uma das celebridades mais cultuadas do mundo, ao mesmo tempo que impactou de forma negativa em sua vida pessoal. A princesa não tinha mais nenhum tipo de privacidade, sendo perseguida por uma multidão de repórteres e fotógrafos onde quer que fosse.

Na noite do dia 31 de agosto de 1997, Diana e o namorado, o empresário Dodi Al-Fayed, estavam jantando em um restaurante em Paris. Ao saírem do local, na companhia do motorista e de um segurança, começaram a ser seguidos por paparazzis. Ao tentar despistá-los, o motorista entrou em alta velocidade no túnel da Pont de l’Alma, perdeu o controle e bateu em uma pilastra. O motorista e o namorado morreram na hora. Diana chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. O segurança foi o único sobrevivente do acidente.

Seu funeral, realizado no mês seguinte, foi assistido por mais de 2 bilhões de pessoas ao redor do mundo, tornando-se um dos eventos mais assistidos da história da televisão, mostrando a real dimensão da popularidade desta figura histórica.


Referências utilizadas neste conteúdo:

https://www.bbc.com/news/av/magazine-39490507/how-princess-diana-changed-attitudes-to-aids
http://news.bbc.co.uk/onthisday/hi/dates/stories/september/6/newsid_2502000/2502307.stm
MORTON, Andrew. Diana: Sua verdadeira história. Editora Best Seller. 2013.


Umberto Oliveira

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply