Sistema endócrino – Função, Órgãos e Importância

O sistema endócrino é essencial para o bom funcionamento do corpo humano. Sua principal função está associada à produção de hormônios que atuam em diversos órgãos e processos do organismo. Esse sistema é formado pelas glândulas endócrinas: a hipófise, a tireoide, as suprarrenais, o pâncreas, os testículos e os ovários.

Cada um deles será responsável pela produção de hormônios específicos, que são liberados na corrente sanguínea, e outros fluídos corporais para circularem pelo organismo. Qualquer alteração na produção hormonal por essas glândulas pode levar ao mau funcionamento dos órgãos e ao surgimento de inúmeras doenças.

Funções do sistema endócrino

A principal função do sistema endócrino é produção de hormônios capazes de cumprir a função de enviar e receber sinais e atuar como um regulador em nosso organismo. Sendo assim, o seu funcionamento é bastante semelhante ao do sistema nervoso. No entanto, ao invés de emitir sinais elétricos, os sinais enviados serão químicos.

Esses utilizam-se de substâncias denominadas hormônios, responsáveis por repassar os sinais essenciais à regulação de diversas funções realizadas em nosso organismo. Cada uma das glândulas endócrinas produz hormônios específicos com funções variadas, como crescimento, regulação do humor, metabolismo, dentre outras.

A terminologia “endócrino” está associada à forma como os hormônios são secretados pelas glândulas diretamente na corrente sanguínea.

Órgãos que fazem parte do sistema endócrino

Sistema endócrino

Esse sistema é formado por órgãos produtores de hormônios. Por esse motivo, recebem o nome de glândulas endócrinas. Conforme citamos, as principais glândulas que compõe esse sistema são: hipófise, tireoide, suprarrenais, pâncreas, testículos e ovários.

  • Hipófise: localizada na base no cérebro, essa glândula é controlada pelo sistema nervoso central. Por ser a responsável por produzir hormônios que controlam o funcionamentos das outras glândulas, ela também é chamada de Glândula Mestra do Organismo. Além disso, também produz:
    • Hormônio estimulante do crescimento (HEC): muito atuante na infância e adolescência, esse hormônio é importante para processo de crescimento;
    • Hormônio tireotrófico (TSH) e hormônio adrecorticotrófico (ACTH): estimulam a tireoide e a glândula adrenal a produzirem seus hormônios respectivamente;
    • Prolactina: hormônio responsável pela produção de leite durante a amamentação;
    • Oxitocina: hormônio responsável pela contração muscular na hora do parto e por facilitar a saída de leite;Sistema endócrino2
    • Hormônio antidiurético (ADH): responsável por aumentar a permeabilidade dos nefróns à água, reduzindo a quantidade de urina e hidratando o organismo.
  • Tireoide: localizada a baixo da laringe, no pescoço, essa glândula é a responsável pela produção dos hormônios T3 e T4, que atuam diretamente sobre o metabolismo, o crescimento e as atividades do sistema nervosos;
  • Suprarrenais ou adrenais: estão localizadas nos rins, sendo responsáveis pela produção de diversos tipos de hormônios. Porém, o mais conhecido é a adrenalina, capaz de preparar o corpo para situações de perigo e emergência;
  • Pâncreas: é um órgão misto e tem características tanto endócrina como exócrina. Ele é responsável por produzir hormônios que atuam sobre a regulação de glicose no sangue.
    • Glucago: eleva os índices de glicose no sangue;
    • Insulina: reduz os níveis de glicose no sangue.
  • Ovários: produzem os hormônios estrógeno e progesterona, que desenvolvem características sexuais secundárias, como as mamas. Também, exercem função importante no processo de reprodução e gestação;
  • Testículos: são responsáveis pela produção do hormônio masculino testosterona, que atua no corpo masculino conferindo características sexuais secundárias, como barba e voz mais grave.

Importância para o corpo humano

Como vimos, o sistema endócrino atua como um regulador das funções do organismo, assim como o sistema nervoso. Cada um dos hormônios secretados pelas glândulas endócrinas que fazem parte do sistema, enviam sinais específicos para realização de determinadas funções, como o crescimento e o metabolismo. Também, age nos processos envolvidos na reprodução humana.

[VEJA TAMBÉM: SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO]

Quaisquer alterações na quantidade liberada desses hormônios, para mais ou para menos, podem acarretar o mal funcionamento do corpo. É nesse momento que surgem diversas doenças hormonais, algumas com consequências graves – por exemplo, a diabetes, que terá ligação com a produção irregular do hormônio insulina. Até mesmo algumas fases da vida humana, como a menopausa nas mulheres, gera uma produção irregular de hormônios e a necessidade da reposição hormonal.


Rafaela Cortes

Rafaela Cortes

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply