Sistema Esquelético – O que é? Órgãos, Características e Importância

Quando nos movimentamos de um lugar a outro, enviamos um sinal para qual sistema do nosso corpo? Apenas para nossos músculos? Não, além dos músculos, outro sistema é responsável pelo sistema locomotor: o sistema esquelético.

Este sistema é composto por 206 ossos em seres humanos, o que corresponde a cerca de 18% do nosso peso. Dentre esses ossos, o fêmur é o que apresenta maior tamanho e fica localizado nas coxas. Juntamente com outros órgãos, tal sistema confere rigidez à estrutura corporal.

Ossos

O que é o sistema esquelético?

O sistema esquelético é um conjunto de órgãos que nos mantém eretos e capazes de se movimentar.

Ele realiza as seguintes funções:

  • Sustentação para tecidos moles, como o tecido conjuntivo da pele;
  • Proteção dos órgãos internos, como a cavidade torácica, que protege o coração e os pulmões, e o crânio, que protege o cérebro;
  • Apoio para a fixação dos tendões dos músculos;
  • Locomoção, juntamente com a atuação do sistema muscular;
  • Hematopoiese: processo de renovação das células dos ossos, ocorrendo na medula óssea;
  • Homeostase mineral: equilíbrio da disponibilidade de minérios no organismo;
  • Armazenamento e liberação de cálcio e fósforo: cerca de 99% do cálcio fica armazenado no esqueleto, sendo liberado gradualmente para o sangue;
  • Armazenamento de triglicerídeos: ocorre na medula óssea amarela, localizada no espaço cilíndricoSistema esquelético oco do osso. Ela é composta por adipócitos, constituindo uma reserva energética;
  • Produção de hormônio: Ela é decorrente da função de osteoblastos, células que produzem novos ossos, e da ação da vitamina D3, formada pela ação da luz solar. Este hormônio está relacionado à mineralização da matriz óssea.

Quais órgãos fazem parte?

Fazem parte do sistema esquelético os ossos, um órgão complexo e dinâmico, formado por tecido ósseo, cartilagem, tecido conjuntivo denso, epitélio, tecido adiposo e tecido nervoso.

Os ossos sofrem constante processo de mineralização, produzindo novos ossos e degradando os velhos. Eles são formados por células chamadas osteoclastos, que reabsorvem as células velhas, e os osteoblastos, que produzem novas células.

Sua matriz óssea possui lacunas formados por células chamadas de osteófitos, que conferem rigidez ao órgão. A ligação entre dois ou mais ossos é chamada de junta, quando fixas, e de articulações, quando permitem movimento.

O esqueleto dos seres humanos pode ser dividido em duas partes:

  • Esqueleto axial: constituído pela caixa craniana, caixa torácica e coluna vertebral;
  • Esqueleto apendicular: corresponde à cintura escapular (escápulas e clavículas), à cintura pélvica (ossos da bacia) e aos membros (superiores e inferiores).

Os ossos podem ser classificados de acordo com seu formato, sendo denominados como:Sistema esquelético

  • Ossos longos: úmero, ulna, fêmur;
  • Ossos curtos: ossos carpais e tarsais (mãos e pés);
  • Ossos planos: crânio, costelas, esterno;
  • Ossos irregulares: vértebras e ossos da face;
  • Ossos sesamoides: patelas (como a patela do joelho);
  • Ossos suturais: ossos do crânio, seu número varia de um indivíduo para o outro, principalmente em função da idade.

Importância do sistema esquelético

O sistema esquelético é passível de doenças, como a osteoporose. Esse quadro é caracterizado por uma diminuição progressiva na densidade dos ossos, aumentando o risco de fraturas.

O processo de renovação dos ossos diminui com o passar dos anos, tornando-os ossos mais porosos, sem resistência. Quando o quadro é mais leve, é chamado de osteopenia; mas se grave, osteoporose em si, pode levar até mesmo a fraturas espontâneas.

Em geral, mulheres são as mais atingidas com a idade, em função da menopausa, que diminui a produção de estrógeno, relacionado à saúde dos ossos.

Sistema esqueléticoAlém da osteoporose, há uma doença rara e hereditária que atinge seres humanos, chamada de “ossos de vidro”, ou Doença de Lobstein. Caracterizada pela osteogênese imperfeita, produz ossos muitos frágeis, que podem causar fraturas no feto ainda no útero ou ainda deformidades graves no nascimento.

Além de sua importância médica, o sistema esquelético pode ser usado em pesquisas na área de paleontologia. Os crânios, principalmente, podem ser utilizados para identificação da idade e do sexo em fósseis.

Em bebês, por exemplo, certos ossos da face se unem durante o desenvolvimento, para posteriormente formarem um só, quando adultos. Já idosos possuem ossos unidos, diminuindo o número total.

Os próprios fósseis em si podem ser utilizados para recriar épocas passadas, como quais espécies viviam em cada época da história da Terra.

Gostou do conteúdo? Confira, também, Ossos do corpo humano – Quais são? Função e Características!

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

1 comentário

  • Achei muito bom esse saiti me ajudou em tudo que eu precisava ! Obrigado ?

Deixe seu comentário