Tigre – Características, Comportamento, Habitat, Alimentação, Reprodução

Dentre os representantes da família Felidae, o tigre (Panthera tigres) é a espécie de maior porte e uma das mais carismáticas, por conta da sua beleza exuberante. Infelizmente, a população de tigres sofreu uma redução de 95% no número de indivíduos durante o último século. Sua área de ocorrência foi reduzida para apenas 40% da área original.

Havia nove subespécies de tigre, mas, atualmente, há apenas 6, todas ameaçadas de extinção. Dentre elas, o tigre-de-bengala é o mais conhecido, ocorrendo majoritariamente na Índia. A maior das espécies é o tigre-siberiano.

Subespécies de tigres e suas características
tigre-siberiano (Panthera tigris altaica)

Considerada a maior dentre as subespécies de tigres, o tigre-siberiano macho pode atingir 3,3 metros de comprimento da cabeça à cauda, e pesar até 300 quilos. As fêmeas são menores, medindo até 2,6 metros e pesando até 167 quilos.

A pelagem desse tigre é mais clara comparada às outras espécies, e as listras características são marrom. O ventre e o peite são brancos, assim como a pelagem ao redor das orelhas e do pescoço.

Tigre-de-sumatra (Panthera tigris sumatrae)

Os tigres-de-sumatra são encontrados apenas na ilha de Sumatra, na Indonésia. São considerados a menor subespécie de tigre. Os machos alcançam 2,4 metros de comprimento da cabeça à cauda, e pesam aproximadamente 120 quilos. Já as fêmeas são um pouco menores, atingindo 2 metros de comprimento e 90 quilos.

Essa espécie tem a pelagem mais escura dentre os tigres, com muitas listras pretas que ficam próximas umas das outras e frequentemente são duplas. As pernas também possuem pelagem com listras.

Tigre-de-bengala (Panthera tigris tigris)

O tigre-de-bengala possui pelagem laranja com listras pretas ou marrons, sendo que cada indivíduo possui um padrão diferente de listras, como os humanos com as impressões digitais.

A espécie ocorre na Índia, em Bangladesh, em Nepal e no Butão.

Considerado o tigre mais abundante, é encontrado em florestas semidecíduas secas e úmidas, florestas temperadas, mangues e áreas abertas.

Tigre-do-sul-da-china (Panthera tigris amoyensis)

Infelizmente, não há muita informação sobre essa subespécie, que ocorre no Centro e no Sul da China e está à beira da extinção.

Tigre-indochinês (Panthera tigris corbetti)

O tigre-indochinês ocorre em Cambodia, Laos, Burma, Tailândia, Vietnam e China. Habita florestas remotas em áreas montanhosas, o que dificulta o acesso de pesquisadores e, portanto, há pouca informação disponível sobre essa subespécie.

São menores e mais escuros do que os tigres-de-bengala e apresentam listras menores e mais curtas. Os machos atingem 3 metros de comprimento da cabeça até a cauda, e pesam aproximadamente 180 quilos. Já as fêmeas são menores, atingindo 2,4 metros de comprimento e pesando aproximadamente 115 quilos.

Tigre-malaio (Panthera tigris jacksoni)

O tigre-malaio ocorre na Tailândia e na Malásia, sendo encontrado em florestas tropicais e subtropicais. Suas características físicas são similares ao tigre indochinês, mas com menor porte.

Comportamento

Os tigres são majoritariamente solitários, formando pares apenas para reprodução. Possuem hábitos noturnos, saindo para caçar durante a noite. Para abater, eles se agacham entre a vegetação e aguardam o momento ideal para dar o bote, observando sua presa. Quando atacam, agarram a presa com as patas e mordem o pescoço. Em seguida, arrastam o animal até um local seguro e se alimentam dessa carne durante vários dias.

Os tigres também realizam a marcação do território, utilizando urina, fezes, ranhuras na vegetação e localização.

Alimentação

Como os felinos, os tigres são carnívoros. Sua alimentação é composta por cervos, antílopes e búfalos em maior quantidade. Em uma única refeição, podem consumir mais de 40 quilos de carne.

Reprodução

O período de gestação dura em média três meses, e nascem entre 2 a 3 filhotes em cada período. O cuidado parental é realizado pela fêmea até os dois anos de idade, quando ganham independência e atingem a maturidade sexual aos 3 anos de idade. A fêmea também os ensina a caçar.

A mortalidade de tigres jovens é alta, aproximadamente metade dos filhotes não sobrevive mais que 2 anos. Se uma ninhada de filhotes morre, a mãe entra no cio novamente dentro de 5 meses. No entanto, dentre os que sobrevivem, os tigres podem viver em média 20 anos na natureza.

Curiosidades

Todas as subespécies de tigres estão ameaçadas de extinção. A maior ameaça é a perda de habitat para construções humanas. Além disso, a caça desse animal ainda é realizada em diversas regiões, principalmente em busca da pele como troféu. Infelizmente, mesmo as leis criadas não são ainda suficientes para a recuperação de suas populações.

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content