Genótipo e Fenótipo – O que são? Características e Exercícios

Os avanços no estudo da genética possibilitaram inúmeras descobertas em Biologia e áreas derivadas, como a medicina e evolução. No entanto, para entender termos mais complexos, precisamos conhecer termos básicos da genética, como genótipo e fenótipo.

Essas palavras são essenciais na atualidade, pois nos permitem entender como funciona as técnicas de biotecnologia, os testes modernos de paternidade e a herança de doenças relacionadas aos pais e ao sexo, por exemplo. O pesquisador dinamarquês Wilhelm L. Johannsen foi quem descreveu os termos, genótipo e fenótipo pela primeira vez em 1909. 

O que são genótipo e fenótipo?

Define-se como genótipo a constituição genética de um indivíduo, seus genes. Já o fenótipo como sendo as características que podemos ver, que são observáveis, em um indivíduo. Qualquer característica que seja mensurável, seja ela morfológica, bioquímica, fisiológica, molecular ou comportamental.

Características do genótipo

O genótipo compreende os genes que são passados de uma geração para outra, ou seja, as informações genéticas do indivíduo que estarão sob a ação ambiental e, então, determinarão o fenótipo.

Assim, o genótipo é responsável por determinar o potencial e as limitações hereditárias do organismo até sua vida adulta.

Características do fenótipo

Em humanos, são fenótipos a cor e textura do cabelo, a cor da pele e dos olhos, o formato do nariz e da orelha, bem como a altura e peso do indivíduo.

Já em animais, a cor da pelagem, a quantidade de patas, o comprimento do pelo ou das penas, a presença ou ausência de chifres são exemplos de fenótipos.

Por fim, em plantas, são exemplos as características como cor e formato das flores, presença de espinhos, pelos e gavinhas, bem como o tipo de raiz.

Os fenótipos não são transmitidos dos pais para os filhos e podem ser alterados constantemente durante a vida do indivíduo, baseados em mudanças ambientais e na atuação fisiológica e morfológica do indivíduo com o passar da idade.

Ambientes com características diferentes irão influenciar o indivíduo a ter características distintas. Por exemplo, imagine dois irmãos gêmeos idênticos. No entanto, um deles é adotado por um casal que vive na Inglaterra e outro que vive no Egito. Por mais que possuam genes idênticos, o irmão que mora na Inglaterra provavelmente terá a pele mais clara, pois lá é um país frio e onde chove muito. Por outro lado, o irmão que mora no Egito, país castigado pelo Sol intenso, terá a pele mais morena do que o outro irmão. Além disso, o porte de cada um será influenciado pelo tipo e pela quantidade de comida que recebem.

Essa influência da natureza sobre os indivíduos é chamada de seleção natural, favorecendo aqueles que possuem o melhor genótipo para sobreviver em determinadas condições. Assim, aqueles que expressarem melhores fenótipos sob estas condições ambientais terão vantagens evolutivas para se reproduzir com sucesso.

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Teste seus conhecimentos sobre Genótipo e Fenótipo – O que são? Características e Exercícios

1) (Adaptado UFSCar-SP) Que é fenótipo?

  • a) É o conjunto de características decorrentes da ação do ambiente.
  • b) Influi no genótipo, transmitindo a este as suas características.
  • c) É o conjunto de características decorrentes da ação do genótipo.
  • d) É o conjunto de características de um indivíduo.

2) (Adaptado Enem/2009) Em um experimento, preparou-se um conjunto de plantas por técnica de clonagem a partir de uma planta original que apresentava folhas verdes. Esse conjunto foi dividido em dois grupos, que foram tratados de maneira idêntica, com exceção das condições de iluminação, sendo um grupo exposto a ciclos de iluminação solar natural e outro mantido no escuro. Após alguns dias, observou-se que o grupo exposto à luz apresentava folhas verdes como a planta original e o grupo cultivado no escuro apresentava folhas amareladas.

Ao final do experimento, os dois grupos de plantas apresentaram:

  • a) os genótipos e os fenótipos idênticos.
  • b) os genótipos idênticos e os fenótipos diferentes.
  • c) diferenças nos genótipos e fenótipos.
  • d) o mesmo fenótipo e apenas dois genótipos diferentes.

Deixe seu Comentário

WebGo Content