Letras maiúsculas e minúsculas: quando usar cada uma? Veja aqui!

Na hora de fazer qualquer texto, falar ou até mesmo ensinar português, é preciso ter responsabilidade, principalmente porque a nossa língua é complicada, difícil e possui várias regrinhas complicadas de decorar.

Uma das que mais podem surgir é a diferença entre letras maiúsculas e minúsculas. Hoje, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre esse tema, te ensinar de uma vez por todas, para que nunca mais erre! Acompanhe este conteúdo completo, aqui no Gestão Educacional.

Clique, aqui, para ver mais informações sobre o correto uso dos porquês!

Letra maiúscula: quando utilizar?

Letras maiúsculas e minúsculas: quando usar cada uma? Veja aqui!

A letra maiúscula sempre é utilizada em:

  • Início de frases. Ex: Esta noite está muito linda;
  • Nome próprio de pessoas, marcas, autoridades. Ex: Rafaela, Flávio, Gustavo, Fiat, Mercedes;
  • Pronomes de tratamento. Ex: Vossa Excelência;
  • Nome de artes, ciências e disciplinas. Ex: Português, Inglês, Educação Física;
  • Citação de eras históricas e datas oficiais. Ex: Dia da Mulher, Dia de Finados;
  • Nome de rodovias, vias e lugares públicos. Ex: Rodovia Presidente Dutra, Praça da Espanha;
  • Nomes de referência religiosa ou política. Ex: Igreja Católica, Parlamento;
  • Título de livros, jornais, revistas e produção textual. Ex: Cem Anos de Solidão, Folha de São Paulo;
  • Fatos históricos de grande importância. Ex: Segunda Guerra Mundial, Primavera Árabe;
  • Nome de pontos cardeais quando designam regiões. Ex: Norte, Sul, Centro-Oeste;
  • Nome dos corpos celestes: Saturno, Netuno, Lua;
  • Envio de uma carta a alguém. Ex: Caro, Amigo.

Letras minúsculas: quando usar?

Já a letra minúscula é utilizada em:

  • Nome dos meses e dias da semana. Ex: dezembro, segunda-feira;
  • Nomes geográficos comuns. Ex: rio Amazonas, oceano Atlântico;
  • Palavras que definem nacionalidade. Ex: argentino, russo, egípcio;
  • Depois do ponto de interrogação quando a frase está inacabada. Momento de interjeição, exclamação e até mesmo no uso dos dois pontos (quando não há nome próprio). Ex: Uau! que legal;
  • Palavras compostas, mesmo que sejam nomes próprios. Ex: banho-maria.

Rafaela Mustefaga

Graduada em Letras Português/Inglês, pela PUCPR, é revisora e editora de textos informativos, apaixonada por línguas e literatura e professora nas horas vagas.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content