Mapa Mundi – Conheça as Várias Projeções do Mapa e Quais seus Erros

O mapa mundi é uma representação do globo terrestre, ou seja, do planeta Terra, aquele em que habitamos. Hoje, vamos apresentar um pouco mais sobre o mapa mundi, como ele é feito, para que ele serve e como ele funciona, além da planificação do globo, afinal, transformar o globo em uma figura plana pode gerar distorções nas imagens.

Como Funciona o Mapa Mundi

mapa mundi

O Mapa Mundi é uma planificação do globo terrestre. Ou seja, ele pega o território arredondado do planeta terra e o leva para uma superfície plana. Porém, quando isso é feito, há um problema: continentes, países, estados e formas distorcem-se um pouco, para que a impressão da esfera seja feita em um lugar plano.

O mapa Mundi mostra todos os hemisférios continentes do planeta, que podem ser divididos em 4 a 7, mas, geralmente, são divididos em 6. É apenas uma representação de imagem, que simboliza onde se encontra cada país, não sendo 100% fiel à imagem real do planeta.

A palavra mapa vem do latim mappa, significando “lenço” e depois uma representação cartográfica, ou seja, mapa mundi é o mesmo que a representação cartográfica do mundo.

Os Diversos Mapas Mundi Existentes

Você sabia que não existe apenas um mapa mundi? Vários cartógrafos já criaram mapas que se aproximam daquilo que precisam, de acordo com seus estudos. Uma coisa é fato: todos sofrem um pouco de distorção e nenhum consegue representar 100% o planeta Terra. Alguns são mais fiéis em aspectos de tamanho territorial, enquanto outros representam melhor a localização de cada continente, por exemplo. Conheça os vários mapas mundi que existem:

Projeção de Mercator

Mapa mundi de Mercator

A projeção mais usada é a projeção de Mercator, porém ela sofre algumas críticas, por dar destaque e centralizar toda a Europa. Esse mapa também distorce ainda mais os hemisférios  norte e sul. Quanto mais perto dos polos, mais distorcido serão as representações.

Essa projeção foi feita no ano de 1596 e é utilizada até hoje, sendo a representação mais comum do mapa mundi, feita por Gerardus Mercator, por isso recebe esse nome. É um mapa antigo, eurocentrista, mas conhecido e bastante útil para estudos geográficos.

Projeção de Gall- Peters

Mapa mundi Gall Peters

A Projeção de Gall- Peters é outra projeção que gera debates, pois este traz para o primeiro plano e prioriza o território dos países em desenvolvimento. Ele distorce e leva para o segundo plano os países do norte, como a Europa e o EUA. O mapa ainda distorce as formas dos continentes.

A sua produção é mais fiel ao tamanho dos continentes, às retas perpendiculares, aos intervalos dos meridianos e às próprias linhas dos meridianos, que possuem intervalos menores. Apesar da área dos continentes ser mais fiel, o formato deles fica bastante distorcido.

Projeção de Mollweide

Mapa mundi de Mollweide

Foi desenvolvida no ano de 1805, por Karl Mollweide, uma cartógrafo da época. Essa projeção foi criada para corrigir os diversos erros da projeção de Mercartor. É bastante fiel aos continentes centrais, porém achata o Polo Norte e Polo Sul, sendo uma projeção do mapa mais utilizada nos Atlas atuais.

Suas características incluem os paralelos em linhas retas e meridianos em linhas curvas, para trazer o resultado de uma representação mais fiel do planeta Terra. A área do mapa corresponde à área do globo terrestre e este tem forma elíptica.

Projeção de Robinson

Mapa mundi de robinson

Foi desenvolvido em 1961, por Arthur H. Robinson. Utiliza como base as coordenadas, para criar os mapas e não os cálculos. Sendo assim, mantém os ângulos e as áreas, sendo um mapa criado para corrigir as distorções existentes nos mapas anteriores. Cada mapa mundi prioriza um aspecto e distorce os continentes em outros. A projeção Robinson é a que propõem um meio termo entre elas.

Nessa projeção, os paralelos são linhas retas, mas os meridianos possuem linhas curvas. Nas mais comuns, como de Mercartor e Gall Peters, ambas são retas e encontram-se perpendiculares. Esse mapa é uma combinação de todos os outros, que visa distorcer minimamente as massas das várias regiões do globo terrestre.

Projeção de Winkel Tripel

mapa do mundo winkel tripel

O principal objetivo desse mapa é transformar o globo redondo em uma representação plana com as menores distorções possíveis, sendo criado no ano de 1921. A National Geographic utiliza-o como padrão, desde 1998, substituindo a projeção Robinson, antes utilizada.

Curiosidades

  • No mapa mais comum, o Mercator, a África está bem menor que a Antártida, mas o continente africano é, em média, 4 vezes maior que a Antártida;
  • Mecartor é o mapa mapa mais utilizado até hoje;
  • Outras projeções que deformam menos o mapa vêm sendo adotadas, como os mapas de Mollweide, Robinson e a Projeção de Winkel Tripel;
  • As projeções são chamadas de anamórficas, pois pegam uma geografia esférica e rugosa (devido à topografia) e  transferem-a para uma superfície plana.

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply