Biomas Brasileiros – Quais são? Características e Localização

Os biomas brasileiros são as melhores referências para mostrar quão rico é o país, mesmo diante do quadro preocupante de devastação. Neste texto, você conhecerá as principais formações vegetais que compõem tais espaços, bem como suas características.

O que é um bioma?

O bioma é formado por um grupo de espécimes que se adaptam às condições ecológicas de uma região. Por ter dimensões territoriais de proporção continental, o Brasil tem variedade de biomas, são eles os da imagem, abaixo.

Biomas brasileiros

[VEJA TAMBÉM: MAPA DO BRASIL]

Bioma Amazônia

Atualmente, o mais importante dos biomas brasileiros, a Amazônia é rica em espécies vegetais e animais. Suas dimensões são tão gigantescas que a própria formação vegetal influencia em outros elementos ecológicos, como clima e solo.

Ocorre em todos os estados da Região Norte, parte do Nordeste e Centro-Oeste. Ela se divide em 4 grupos de vegetação:

  • Mata de igapó – ocorre em áreas inundadas pela água do rio, ou próximas das margens;
  • Mata de várzea – espécie florestal de transição, que diferencia a mata de igapó e as árvores maiores da terra firme;
  • Floresta de terra firme – está distante da ação das águas dos rios, e suas árvores alcançam até 60 metros de altura;
  • Floresta semiúmida – está no limite da Amazônia e outros biomas.

No Brasil, a Floresta Amazônica já chegou a ocupar mais de 5 milhões de km². Hoje, com o processo de devastação, este número diminui rapidamente todos os dias.

[LEIA TAMBÉM: ESTADOS BRASILEIROS]

Bioma Cerrado

Presente em diferentes regiões brasileiras (Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste), o Cerrado é bioma que se destaca por vegetação arbustiva, de grande variação de espécimes e com riquíssima fauna.

Normalmente, ocorre em relevos planos, como chapadas, por isso, é usado para explorar atividades ligadas à agropecuária. Além do desenho do terreno, os tipos de solo e o clima dessas regiões são favoráveis a tal tipo de exploração econômica.

Bioma Pantanal

Outro ecossistema riquíssimo, ocorre, em sua totalidade, no Centro-Oeste. De relevo plano, com baixa altitude, o Pantanal é bioma que concentra espécies vegetais e animais que também são presentes em outras regiões do país.

Existem muitos trechos inundados, o que origina uma vegetação de raízes aéreas, facilitando a captação do oxigênio.

As riquezas naturais do Pantanal também correm risco. Por exemplo, a caça predatória e o avanço da agricultura têm trazido danos irreparáveis à fauna e flora.

Pantanal

Bioma Pampa

É uma formação campestre que tem pequenos arbustos e árvores. A predominância são campos de grama, planos e extensos. No Brasil, sua incidência ocorre no estado do Rio Grande do Sul.

Muito ligado à cultura dos gaúchos, o Pampa também tem sofrido com o avanço das atividades exploratórias. Pecuária e agricultura avançam e têm provocado fenômenos com a arenização do solo. A cobertura vegetal tem desaparecido, e fica em seu lugar uma fisionomia desértica.

O Pampa é local hoje de grandes cultivos de soja.

Bioma Mata Atlântica

A Mata Atlântica se estende, atualmente, por quase toda a costa brasileira (do Sudeste ao Nordeste), mas já ocupou uma área bem maior. Dentre suas características estão árvores robustas e boa diversidade de animais.

Mesmo sofrendo grande devastação (desde o período colonial), a Mata Atlântica ainda é casa exclusiva de alguns mamíferos de médio porte, répteis e aves.

A flora é tão rica em diversidade quanto a Amazônia, mas em diminuta escala: existem pouquíssimas manchas dessa vegetação no país. Muitos projetos conservacionistas tentam salvar o pouco que resta deste bioma.

Também, foram criados parques nacionais para preservar tal ecossistema. No entanto, não se pode falar em um avanço, pois é difícil competir com o poder dos grandes centros urbanos que outrora eram domínio desse exuberante bioma.

Bioma Caatinga

Ecossistema que ocorre no interior do Nordeste, é caracterizado por baixo indicie de chuvas, vegetação rasteira e solos rasos. Mesmo com aparência desértica, a Caatinga é um bioma riquíssimo em espécies: são milhares de espécimes vegetais e centenas de animais que se adaptaram ao ambiente insalubre.

Ao contrário do que se imagina, os solos da caatinga não são pobres. Eles são férteis, o que apenas atrapalha a agricultura são os fatores climáticos.

 

Mesmo com tal dificuldade, o setor agropecuário é a principal atividade econômica nesse bioma. Porém, segue o mesmo caráter predatório que vimos nos outros ecossistemas. Aqui, o fenômeno mais presente é a desertificação, que se caracteriza pela perda total das propriedades biológicas da terra.

Marcela Mazetto

Jornalista formada pela PUCPR, tem 21 anos e é viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content