O que é o teatro? Quando e onde ele surgiu? Principais Gêneros

O teatro é uma antiga manifestação artística humana. Fazendo parte das chamadas artes cênicas, o teatro é considerado a 5ª arte e remete possivelmente aos antigos festivais gregos ao deus Dionísio.

Ficou interessado e quer saber mais a respeito do teatro? Pois confira este artigo completo sobre o assunto! Só aqui, no Gestão Educacional!

O que é o teatro?

Pode-se compreender o termo “teatro” tanto como uma forma de manifestação artística em que um ou mais atores interpreta uma história ou realiza determinadas atividades, quanto como o próprio nome do local em que tais atividades são realizadas.

A encenação da história ou da atividade geralmente acontece em um palco, diante de uma plateia, e pode envolver combinações de gestos, falas, diálogos, monólogos, músicas, danças etc. Embora tradicionalmente envolvesse a representação de um texto previamente escrito, geralmente por um dramaturgo, algumas peças envolvem improvisação em diferentes níveis, desde mínima até total.

Apesar de o ator ser frequentemente considerado uma peça chave do processo, alguns tipos de peça não são voltados para ele, mas para o público, que tem participação ativa na construção da cena, geralmente improvisada.

Outros elementos importantes do teatro são o cenário, geralmente ornamentado com pinturas, esculturas e iluminações, a palavra, instrumento da arte literária, pela qual o ator alcança o seu público, permitindo, em conjunto com outros elementos, que este chegue na interpretação, e o tempo, no qual o enredo se desenrola.

Já se compreendermos o vocábulo “teatro” como o edifício em que a encenação acontece, algumas características também se mostram importantes: a existência de um palco, de uma plateia e, obviamente, de atores. Entretanto, o edifício não precisa ser formalmente uma estrutura voltada para isso: há o já antigo “teatro de rua”, em que qualquer superfície a céu aberto pode ser usada como palco, por exemplo, uma rua, uma calçada, uma praça etc.

Vale mencionar, ainda, que o teatro se diferencia do cinema, especialmente por naquele a ação estar acontecendo em tempo real, com atores e espectadores ao mesmo tempo, um de frente para o outro, e não por meio de uma gravação, como no cinema.

Quando e onde surgiu o teatro?

O teatro ocidental, como o concebemos hoje, surgiu na cidade-estado de Atenas, por volta do século VI a.C., e era exercido especialmente em rituais, cultos e festas religiosas aos deuses gregos. Entretanto, é possível que sua existência seja ainda mais antiga, remetendo aos povos pré-históricos que poderiam já realizar tais eventos.

O primeiro autor a escrever sobre o teatro foi Aristóteles, no século IV a.C. que remeteu a origem dessa manifestação artística aos festivais dedicados a Dionísio, deus da alegria, da fecundidade, do vinho e, obviamente, do teatro.

Acredita-se que tenha sido desses festivais a Dionísio que o drama tenha se desenvolvido. A etimologia de “tragédia”, por exemplo, dá-nos pista disso, uma vez que deriva de “tragoidia”, que significa algo como “canção de bode”, podendo ser uma referência aos sacrifícios de animais realizados em oferendas a Dionísio, que talvez tenham sido substituídas por atores em roupas de bodes, possivelmente originando os sátiros, criaturas com corpo metade humano e metade bode participantes dos cotejos a Dionísio.

Significado do termo

O termo “teatro” deriva do grego antigo “theaomai”, que significa algo como “olhar com atenção” ou “contemplar” ou, ainda, “lugar para olhar”. Ou seja, o seu significado está atrelado à observação atenta de alguma coisa com o intuito de se captar os detalhes e significados mais profundos. Não se trata, portanto, do simples ato de observar.

Apesar de a etimologia do termo relacioná-lo com a visão, uma peça teatral não necessariamente ocorre de maneira visual: ela pode ser, por exemplo, narrada, ou seja, trabalhando-se apenas a audição, que, por sua vez, despertará a imaginação do espectador.

Teatro é literatura?

Essa é uma dúvida bastante comum. Dá-se o nome “dramaturgo” ao autor de peças teatrais, e ele geralmente as faz primeiramente de forma escrita, registrando-as num papel. Nesta etapa, a peça teatral pode, sim, ser considerada um texto literário.

Entretanto, a peça não se limita apenas ao caráter intelectual de seu roteiro: quando encenada, deixa de ser um texto literário. Na interpretação, os atores dão uma nova significação ao texto literário, assim como faz o leitor que, ao ler o roteiro, imagina as cenas à sua maneira.

Principais gêneros teatrais

Alguns dos principais gêneros teatrais são os seguintes:

  • Comédia;
  • Tragédia;
  • Farsa;
  • Tragicomédia;
  • Drama;
  • Melodrama;
  • Auto;
  • Pantomima;
  • Teatro do absurdo;
  • Ópera;
  • Musical;
  • Teatro de bonecos.

Alexandre Garcia Peres

Alexandre Garcia Peres, formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), gosta de arte, literatura, língua portuguesa, poesia e do seu gato.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content