Aristóteles – Quem foi? Biografia e Principais Obras

Aristóteles foi um filósofo grego, nascido no século IV a.C., cuja obra versa por quase toda as áreas do conhecimento antigo, e cuja influência se estendeu pelos séculos seguintes, até aos dias de hoje. Foi aluno de Platão e tutor de Alexandre, o Grande.

É considerado, juntamente com Platão e Sócrates, um dos fundadores da filosofia ocidental, sendo, até hoje, um dos filósofos e pensadores mais estudados da história.

Biografia de Aristóteles

Aristóteles

Aristóteles nasceu em Estagira, na Calcídica, ilha de Eubeia, em 384 a.C. Seu pai, Nicômaco, era médico e amigo pessoal do rei Amintas III da Macedônia, avô do futuro Alexandre, o Grande.

Com 16 ou 17, foi para Atenas para estudar filosofia na Academia de Platão, permanecendo lá por vinte anos, apesar de divergir das ideias do mestre em muitos pontos. Com a morte de Platão, a Academia passa a ser dirigida por Espeusipo, que tinha uma visão filosófica bem diferente daquela defendida por Aristóteles. Dessa forma, este abandona a Academia.

Pelos próximos anos, passa um tempo em Assos, e depois em Mitilene, na Ilha de Lesbos, onde se casa com Pítias, com quem tem dois filhos. Em 342 a.C., Aristóteles foi escolhido por Felipe II, rei da Macedônia, como tutor de seu filho, Alexandre. O tempo em que exerceu o cargo de tutor do jovem príncipe não é conhecido. Com a ascensão de Alexandre ao trono da Macedônia, em 335 a.C., Aristóteles retorna a Atenas e funda sua própria escola, o Liceu.

Em 323 a.C., Alexandre, o Grande, morre. Mas, antes de falecer, havia conquistado toda a Grécia, e sua morte desperta um sentimento antimacedônico, sobretudo em Atenas. Por sua ligação com Alexandre, Aristóteles passa a ser perseguido. Ele foge de Atenas e volta para a Cálcis, na ilha de Eubeia, falecendo no ano seguinte (322 a.C.) de causas naturais.

Campos de estudo

A obra de Aristóteles é conhecida na filosofia como Corpus Aristotelicum, um conjunto de mais de trinta tratados que chegaram até os dias de hoje, embora parte dessas obras tenha a autenticidade negada por alguns acadêmicos modernos.

São inúmeras as áreas do conhecimento pelas quais Aristóteles se debruçou. O filósofo desenvolveu estudos sobre Física, Astronomia, Óptica, Química, Biologia, Psicologia, Metafísica, Retórica, Artes, Música, Retórica, entre outras, sistematizando essas áreas e desenvolvendo estudos específicos sobre elas.

Lógica

AristótelesA lógica de Aristóteles ficou marcada pela forma como ele sistematizou as proposições, definindo as formas de interferência válidas e não válidas. Por meio do conceito de Silogismo, Aristóteles define como deve ser a argumentação perfeita, formada de duas premissas que permitem, a partir delas, chegar a uma conclusão lógica.

Ética

Na ética aristotélica, todas as ações devem ser direcionadas na busca do bem, tendo como finalidade a felicidade. Era isso, segundo Aristóteles, que diferenciava os seres humanos de todos os outros animais.

Para isso, era preciso ter virtude e moderação nas ações humanas, colocando em prática a sabedoria para entender qual a melhor ação a se tomar em cada situação e, dessa forma, atingir a felicidade.

Política

O tratado no qual Aristóteles discorre sobre a política é, talvez, o seu trabalho mais conhecido. Se na ética o fim de cada ação é o bem, na política, o fim do estado é a virtude, ou seja, a formação moral de seus cidadãos e os meios para tal.

Nesse sentido, Aristóteles se questiona sobre qual a melhor forma de governo em uma polis, descrevendo sobre as formas de governo conhecidas – a saber, Monarquia, Aristocracia, República (Politeia, em grego), Tirania, Oligarquia e Democracia -, analisando os pontos positivos e negativos de cada uma.

Erros de Aristóteles

Apesar de toda sua genialidade, Aristóteles elaborou e defendeu teorias que seriam posteriormente comprovadas como errôneas. Entre elas estão a ideia de que não existe o vácuo, sendo o espaço preenchido pelo éter.

Além disso, ele era geocentrista (acreditava que o planeta estava no centro do universo) e defendia a ideia de que os animais poderiam ser gerados a partir de matéria bruta e inanimada. É importante lembrar que todas essas teorias devem ser entendidas dentro de um contexto, e várias delas só começaram a ser refutadas a partir do século XVI.

Legado

Apesar das polêmicas que o cercam, Aristóteles continua sendo um dos pensadores mais influentes da história. Sua contribuição foi inestimável em vários campos do conhecimento, e sua obra ainda é objeto de estudo.


Referências utilizadas neste conteúdo:

Aristóteles. A Política. Tradução de Nestor Silveira Chaves. Edipro. 2009.
Russel, Bertrand. A História do Pensamento Ocidental. Ediouro. 2004.
Strathern, Paul. Aristóteles em 90 minutos. Editora Zahar. 1997.


Umberto Oliveira

Umberto Oliveira

Bacharel em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply