Ouriço – Características físicas, Comportamento, Habitat, Alimentação e Reprodução

O ouriço é um mamífero pertencente à família Erethizontidae e à ordem Rodentia, a mesma dos ratos. Ele ocorre no continente Americano, Europeu e Asiático.

No Brasil, há oito espécies de ouriço que pertencem aos gêneros Coendou, Sphiggurus e Chaetomys. Todas são conhecidas popularmente como ouriço-cacheiro, no Brasil.

A palavra “cacheiro” significa se esconder. Isso porque esse animal, quando se sente ameaçado, enrola-se como uma bola. No Brasil, a espécie que se encontra mais ameaçada é o Chaetomys subspinosus.

Os predadores naturais dos ouriços são texugos, gatos selvagens, cães, lobos, raposas e doninhas.

Características físicas do ouriço

A característica mais notável desse animal é seu dorso recoberto por espinhos longos e pontudos, que são usados para defesa. A cor dos espinhos é marrom e mais escura nas pontas.

Quando atacados, eles soltam os espinhos na boca no animal. A barriga, as pernas, o rosto e as orelhas não possuem espinhos e costumam apresentar coloração mais clara.

O tamanho varia entre 12 e 46 centímetros de comprimento da cabeça ao final da barriga. A cauda apresenta entre 2,5 e 5 centímetros de comprimento. Já o peso desse animal varia entre 400 e 1100 gramas.

Comportamento

A maioria das espécies de ouriços são solitárias e noturnas. Passam a maior parte do tempo no topo das árvores e, para dormir, esses animais também permanecem na posição de “bola” embaixo de folhas ou dentro de buracos. Eles acordam ao final da tarde para forragear.

Algumas espécies realizam a hibernação durante o inverno. Esse comportamento permite que o animal guarde energia para sobreviver durante o período em que é mais difícil encontrar alimento. Assim, ele usa a gordura corporal como fonte de energia.

Espécies que habitam regiões desérticas dormem durante os períodos mais quentes do dia e realizam um comportamento similar à hibernação durante a seca, chamado de estivação.

Para se alimentar, o ouriço cava locais próximos a árvores, cercas e pedras em busca de pequenos animais, principalmente invertebrados. Durante a busca, eles emitem um som parecido com o barulho de porco.

Durante a época reprodutiva, esses animais exibem um ritual de corte. O macho circula a fêmea, que está no cio, durante horas até que ela aceite a copulação. Depois do coito, macho e fêmea seguem em direções opostas.

Outro comportamento interessante do ouriço é que eles mastigam objetos para produzir uma grande quantidade de saliva. Quando é suficiente, eles lubrificam o próprio corpo com a baba. Infelizmente, a real motivação desse comportamento ainda é desconhecida.

Habitat

As espécies de ouriço habitam desde regiões desérticas até áreas alagadas, florestas e jardins em áreas urbanas.

Alimentação

Algumas espécies são onívoras e outras são carnívoras. A alimentação se baseia em pequenos invertebrados, como insetos, caracóis, aranhas e até pequenos répteis. Frutas, raízes e plantações também são ingeridas.

Eles ainda podem consumir ovos, cobras e escorpiões. Embora não sejam totalmente imunes às toxinas das cobras e dos escorpiões, eles parecem possuir resistência suficiente para se alimentar desses animais.

Por curiosidade, algumas espécies podem chegar a consumir até um terço de seu peso corporal em uma noite.

Reprodução

A formação de casais ocorre somente durante a época reprodutiva, que acontece anualmente ou duas vezes ao ano, dependendo da espécie. As fêmeas dão à luz entre 1 e 11 filhotes que permanecem com ela por 7 semanas até que possam ficar independentes.

Algumas espécies de ouriço podem matar suas crias no caso do ninho ser perturbado, enquanto outras apenas mudam o ninho de local. Além dos predadores naturais, os machos também podem tentar matar as crias para que a fêmea entre no cio novamente.

Curiosidades

Há uma espécie de ouriço asiático que não apresenta espinhos e se parece mais com um rato, por isso o nome rato-da-lua (Echinosorex gymnura). No lugar dos espinhos, ele possui pelos que variam de coloração entre o branco, marrom ou preto.

Pets

Atualmente, tem sido comum encontrar pessoas que possuem ouriços como animais de estimação. Alguns pet shops têm criado esses animais em cativeiro para que possam ser comercializados, uma vez que o tráfico de animais silvestres é ilegal.

Algumas pessoas consideram útil ter ouriços como pet, pois eles predam insetos e outros invertebrados que costumam ser pragas nos jardins.

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Publicações Relacionadas

Deixe seu Comentário

WebGo Content