Mamíferos – Classificações, Características, Alimentação, Reprodução

Os mamíferos são representados por cerca de 4 mil espécies atualmente, que estão distribuídas em diversos biomas, em função de sua adaptação ao meio terrestre. Podem sobreviver em florestas e desertos, também habitando o ambiente marinho.

São animais vertebrados que possuem o sistema nervoso mais desenvolvido. Além disso, são fortemente ligados aos seres humanos, pois também somos mamíferos.

Eles são considerados animais de companhia, pets, e também utilizados na alimentação, por meio da criação ou caça, bem como em roupas ou para trabalhos pesados, como o burro de carga.

Mamíferos

Classificação dos mamíferos

Os mamíferos são classificados no Reino Animalia, Filo Chordata, Subfilo Vertebrada e classe Mammalia. Portanto, são considerados uma classe de vertebrados, de maneira mais sucinta.

Características dos mamíferos

As duas principais características que definem um animal como mamífero é a presença de pelos e de glândulas mamárias. Os pelos recobrem o corpo destes animais, mas podem ser reduzidos em alguns grupos, como nos seres humanos.

Além das glândulas mamárias, que têm função de produzir leite para alimentar o filhote, os mamíferos também possuem glândulas sudoríparas, odoríferas e sebáceas. As primeiras são responsáveis pela produção de suor; as segundas pelos odores; e as últimas pela produção de gordura, que ocasiona as espinhas, por exemplo.

O esqueleto dos mamíferos também conta com algumas distinções dos outros grupos, como a presença de ouvido interno com três ossículos (martelo, estribo e bigorna), e ossos pélvicos fundidos. Além disso, a estrutura destes animais conta com pálpebras móveis, para proteção dos olhos, e o encéfalo é altamente desenvolvido.

O sistema circulatório é fechado e o coração é completamente dividido em quatro câmaras, como as aves. A maior parte dos mamíferos são endotérmicos, ou seja, conseguem manter sua temperatura estável.

Mamíferos

Tegumento e derivados

Chifres e cornos: os chifres são caráter derivados presentes nos veados (família Cevidae). São estruturas ósseas perdidas e substituídas anualmente, e sua função é ser utilizada em disputa entre indivíduos.

Animais com chifres maiores são mais respeitados dentro do grupo. Por outro lado, os cornos são formados por tecidos epidérmicos (queratina) ou com algum suporte ósseo revestido por pele, como no caso das girafas. Os cornos da família Bovidae (bois, por exemplo) são perenes, ou seja, não são trocados anualmente.

Alimentação

Há mamíferos com diversas especializações alimentares: herbívoros, carnívoros, onívoros, insetívoros, piscívoros, e muitos outros. Assim, são distribuídos em vários nichos tróficos.

Mamíferos

Reprodução

A fertilização é interna com desenvolvimento do feto dentro do útero e a presença de placenta, com exceção dos monotrematas. Assim, em função da reprodução, esses animais são divididos em:

Mamíferos ovíparos (Ordem Monotremata)

Representados pelo ornitorrinco e pela equidna, são animais que colocam ovos. O feto se desenvolve por parte do período e então se desloca para uma bolsa até o fim do desenvolvimento, sendo alimentado pelo leite materno.

No entanto, as fêmeas destes animais não possuem mamilos, o leite escorre pelos pelos e os filhotes os lambem.

Os monotrematas são os únicos mamíferos que possuem cloaca, canal que liga o final do sistema digestivo, urinário e reprodutor.

Mamíferos marsupiais (Ordem Marsupialis)

O animal mais característico desta ordem é o canguru. Eles não possuem placenta, portanto não estão totalmente desenvolvidos quando nascem, terminando o desenvolvimento em uma bolsa, chamada de marsúpio.

As fêmeas marsupiais possuem sistema reprodutor duplo, ou seja, têm dois úteros e duas vaginas, mas isso não permite duas gestações ao mesmo tempo, processo chamado de diapausa embrionária.

Mamíferos placentários (Grupo Eutheria)

Este é o maior grupo de mamíferos, conhecidos como placentários verdadeiros, pois contam com a placenta que nutre o embrião durante todo o desenvolvimento.

Embora não permita o nascimento de muitos filhotes ao mesmo tempo, eles possuem mais probabilidades de sobrevivência.

Mamíferos

Conservação

Infelizmente, muitos mamíferos silvestres estão em conflito com o homem. A presença de animais carnívoros em fazendas de produção de animais de criação, como gado e galinhas, leva os fazendeiros a caçarem mamíferos, pois acreditam que estes são os principais responsáveis pela morte de animais na fazenda.

No entanto, em muitos casos, a predação dos animais decorre pelos próprios animais domésticos, como o cachorro.

Mamíferos herbívoros, como a capivara e o javali, também são alvos de produtores agropecuários, pois tais animais destroem lavouras.

Além disso, muitos mamíferos são atropelados em rodovias. Como são animais de grande porte, precisam de extensas áreas de vida, e, quando cruzam as rodovias para chegar a outras áreas, acabam sendo atropelados por motoristas que dirigem em alta velocidade.


Bruna Manuele Campos

Bruna Manuele Campos

Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela USP (2016 e 2018), tem 25 anos e é apaixonada pela natureza e por explorar o mundo. Quando não está se aventurando por aí, gosta de aquietar as pernas com livros e séries.

Conheça Mais Sobre o Autor

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply