Preposição – Como Usar do Jeito Certo? Veja Quais São e Exemplos Delas

As preposições são palavras invariáveis, que têm como função ligar duas palavras diferentes, criando uma relação subordinada entre elas – geralmente, o segundo termo que subordina e domina o primeiro. Essa relação criada pela proposição pode acontecer de diversas maneiras, as quais você vai aprender mais profundamente ao longo do texto.

As preposições são bem comuns no nosso idioma, sendo usadas em diversas frases, podendo ser relacionadas a um verbo ou nome. Elas ocorrem de maneira natural, para indicar um sentido entre dois termos de uma oração ou, até mesmo, posse. Porém, é muito comum que ocorram dúvidas em relações às quais são as preposições e como usá-las.

Classificação de Preposições

Existem dois tipos de preposições, que se diferenciam um pouco entre si. Veja:

  • Preposições essenciais: são palavras que funcionam só como preposição. Elas não podem ser usadas com outra finalidade dentro da nossa língua, sendo elas: a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, per, perante, por, sem, sob, sobre, trás;
  • Preposições acidentais: essas preposições são usadas como outra classe gramatical, mas, em algumas frases, também funcionam como oração. Veja: afora, como, conforme, consoante, durante, exceto, mediante, menos, salvo, segundo, visto etc.

aprenda preposição

Tipos de Preposição

Dentro das palavras consideradas preposições, elas podem ser separadas em diferentes tipos:

  • Preposição de causa: geralmente, tem uma relação de causa e consequência – por causa disso, aconteceu aquilo. Exemplo: “com essa sua atitude, vamos nos distanciar”;
  • Preposição de distância: “a loja fica entre essa e a próxima esquina”;
  • Preposição de finalidade: “ela maquiou-se para a formatura”;
  • Preposição de instrumento: “fiz meus desenhos com caneta BIC”;
  • Preposição de lugar: “ela nasceu em Santa Catarina”;
  • Preposição de modo: “coloque suas coisas em”;
  • Preposição de tempo: “ficarei por 5 dias”.

Locuções Prepositivas

São a união de duas ou mais palavras, em que pelo menos uma delas deve ter o valor de proposição, ou, até mesmo, mais de uma. Elas sempre devem ser terminadas por uma preposição, veja os exemplos:

  • Abaixo de, acima de, a fim de, além de, antes de, até a, depois de, ao invés de, ao lado de, em que pese a, à custa de, em via de, à volta com, defronte de, a par de, perto de, por causa de, através de, etc.

Um exemplo de locução prepositiva é: “você deve ser agradável para com todos os seus amigos”.

Combinação

Quando a preposição acontece acompanhada de outras palavras, pode haver a união entre elas, desde que não haja a perda fonética. Veja alguns exemplos:

  • ao = a + o;
  • aos = a + os;
  • aonde = a + onde.

Contração

Ao contrário da combinação, na contração existe, há perde de elementos fonéticos. Veja alguns exemplos:

  • da = de +a;
  • do = de + o;
  • no = em + o;
  • nisso = em + isso.

Crase

A crase acontece na união de vogais iguais.

  • àquilo = a + aquilo;
  • à = a + a.

Elas devem ser estudadas e aprendidas, pois são uma parte muito importante da escrita da língua portuguesa. Veja o exemplo das três classificações na tabela abaixo:

preposição combinada

Rafaela Mustefaga

Graduada em Letras Português/Inglês, pela PUCPR, é revisora e editora de textos informativos, apaixonada por línguas e literatura e professora nas horas vagas.

Conheça Mais Sobre o Autor

8 Comentários

  • […] acento grave, mais conhecido como crase, é o acento usado para indicar a junção da preposição a com os artigos femininos a e as e com os pronomes demonstrativos a(s), aquele (s), aquelas (s) e […]

  • […] a expressão de baixo é composta pela preposição de e pelo adjetivo ou substantivo baixo, dependendo do contexto da frase. Agora que você já sabe […]

  • Kevin disse:

    Que legal😄 agora já posso fazer minhas provas sem se preocupar com preposição e crase📝

    • Gestão Educacional disse:

      Olá, Kevin! Que bom que gostou do conteúdo. Sempre damos o nosso melhor para entregar um conteúdo de qualidade. Continue nos acompanhando. Publicamos textos novos todos os dias! 🙂

  • Tatiana disse:

    Boa noite, por gentileza, poderiam me esclarecer algo? Pra eu escrever a seguinte frase: A criança chegou no CEI ou chegou ao CEI? Lembrando que estamos no CEI, eu e a criança. Por favor me ajudem.

    • Gestão Educacional disse:

      Olá, Tatiana. De acordo com a norma padrão da língua portuguesa, a regência do verbo “chegar” é “chegar a”, com a preposição a. Ou seja, o correto, quando se quer registrar na forma escrita é “chegou ao CEI” (lembrando que essa regra é apenas para a forma escrita. Em conversas informais não há certo ou errado, ok?).

  • Anderson disse:

    Boa tarde. Vou fazer uma festa dos meus filhos e estava na dúvida sobre o convite. O correto é: convido para a festa de aniversário de Amanda e Matheus ou Convido para a festa de aniversário da Amanda e do Matheus. Obrigado

    • Gestão Educacional disse:

      Olá, Anderson. Neste caso, como a preposição “de” é comum de dois gêneros, você pode optar entre usar “de” para ambos, ou “da” e “do” para os respectivos gêneros. Ambas as formas estão corretas, ok?

Deixe seu Comentário

WebGo Content